Maggie O'Farrell


4.6
21 avaliações

Gêneros Ficção,Romance | Nascimento: 27/05/1972 | Local: Irlanda do Norte - Coleraine

Maggie O’Farrell é uma jornalista e escritora britânica nascida em 27 de maio de 1972 na cidade de Coleraine, Irlanda do Norte.
Ela é casada com o colega escritor William Sutcliffe.
Ambos residem atualmente em Edimburgo, na Escócia.
Venceu o Betty Trask Award com seu romance de estreia, o aclamado "After You'd Gone" (Depois Que Você Foi Embora) (2000), título celebrado pela crítica de seu país, no qual conta a história de uma jovem viúva chamada Alice Raikes, que entra em coma após um estranho acontecimento em uma emissora trem e um acidente que poderia ser uma tentativa de suicídio.
Mais tarde, Maggie escreveu "My Lover’s Lover" (2002), "The Distance Between Us" (A Distância Entre Nós) (2004), livro vencedor do Prêmio Somerset Maugham e "The Strange Disappearance Of Esme Lennox" (O Estranho Desaparecimento de Esme Lennox) (2006). Neste último título, O'Farrell narra a relação de Iris com sua tia-avó Esme Lennox, uma senhora idosa que deve deixar um hospital psiquiátrico após 60 anos de internação.

A escritora britânica, cujos romances costumam abordar relacionamentos familiares e amorosos cercados de mistério e suspense, manifesta influências em seus textos de Charlotte Brontë, Virginia Woolf, Margaret Atwood, Leon Tolstoi, Edith Wharton, Daphne Du Maurier ou Charlotte Perkins Gilman.
Seu quinto romance foi "The First Hand That Sustained Mine" (2009), um livro com duas histórias de mulheres que se passam em Londres em épocas diferentes (anos 1950 do século 20 e hoje).
Posteriormente, surgiu “Instruções para uma onda de calor” (2013), romance ambientado na década de 70 do século passado com uma família agitada pelo desaparecimento do pai.
Em 2016 publicou “It Has to Be Here” (2016), livro sobre um casal, Daniel Sullivan, um nova-iorquino em busca de novos horizontes, e Claudette Wells, uma estrela de cinema que quer fugir dos holofotes e da fama, cuja vida tranquila no interior da Irlanda transforma-se com o aparecimento de uma notícia que os remete ao passado.
Em 2017 editou “I Am I Am I Am” (Existo, Existo, Existo: Dezessete Tropeços na Morte) (2017), livro autobiográfico.
Seu último romance é "Hamnet" (2020), vencedor do Women's Prize For Fiction 2020. Um texto que, ambientado no século 16, conta a história da criação da peça Hamlet de William Shakespeare.


Livros publicados por Maggie O'Farrell (21) ver mais
    Hamnet
    Hamnet
    Ich bin, ich bin, ich bin
    Existo, Existo, Existo
    I Am, I Am, I Am: Seventeen Brushes with Death
    This Must Be the Place


Estatísticas
Seguidores30
Leitores4.121
Avaliações 4.6 / 21
5
ranking 70
70%
4
ranking 23
23%
3
ranking 3
3%
2
ranking 3
3%
1
ranking 0
0%

12%

88%

Nana
cadastrou em:
24/06/2010 10:55:47
Valtemário
editou em:
10/09/2020 11:45:11

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com a Política de Privacidade. ACEITAR