Bartleby, o escrivão

Bartleby, o escrivão Herman Melville


Compartilhe


Bartleby, o escrivão





Eu poderia te contar sobre Bartleby, mas prefiro não fazer.

Anti-herói dos tempos modernos, o comportamento de Bartleby provoca reações de repulsa, ira e indignação – não por aquilo que faz, mas pelo que se recusa a fazer. Bartleby não gosta de trabalhar: não toma café ou se obriga a ser produtivo. Mas tampouco gosta de sair para se divertir – não bebe cerveja ou puxa assunto com quem quer que seja. Também não se volta para o divino ou transcendente, já que não nutre qualquer crença religiosa. Bartleby é, acima de tudo, um homem de aspecto terrivelmente sedado.

Publicado em 1853, Bartleby – uma história de Wall Street é uma obra breve de repercussão retumbante. Através da melancolia paralisante de Bartleby, Herman Melville tece uma densa crítica à desumanização dos modos de produção vigentes. Desconectado de tudo o que é humano, Bartleby tem como única missão na vida copiar mecanicamente e sem erros documentos que servem apenas para multiplicar a riqueza alheia. O cotidiano banal e a condenação do ócio figuram entre as críticas mais relevantes na obra.

A edição da Antofágica foi integralmente datilografada à mão por Letícia Lopes, que realizou intervenções artísticas que refletem o trabalho monótono e repetitivo do copista. O multi artista Nuno Ramos coloca-se de frente à parede de tijolos para escrever seu posfácio, e José Garcez Ghirardi nos conduz para o exterior da repartição para melhor compreender esse autor que dominou das formas breves às mais extensas. Antônio Xerxenesky, tradutor deste volume, escreve um texto a respeito de Bartleby enquanto alegoria para uma sociedade adoecida pelo trabalho. A apresentação – útil na sua inutilidade – é de Manuela Cantuária, roteirista e escritora.

Contos / Ficção / Literatura Estrangeira

Edições (1)

ver mais
Bartleby, o escrivão

Similares


Resenhas para Bartleby, o escrivão (119)

ver mais
O LOUCO DE WALL STREET.
on 11/2/24


?Bartleby ? O Escrivão? é um conto do escritor norte-americano Herman Melville, publicado primeiramente de forma anônima na revista americana Putmam´s Magazine em duas partes, tendo a primeira parte sido divulgada em novembro de 1853, e a sua conclusão em dezembro do mesmo ano. Neste conto, que apesar de curto é capaz de nos despertar para uma infinidade de reflexões, acompanhamos a história através dos olhos de um narrador cujo nome desconhecemos, mas de quem sabemos se tratar de um ... leia mais

Vídeos Bartleby, o escrivão (2)

ver mais
AudioLivro: Herman Melville - Bartleby, O Escriturário

AudioLivro: Herman Melville - Bartleby, O Esc

(AO VIVO) BLACK FRIDAY - AMAZON | Ana Carolina Wagner

(AO VIVO) BLACK FRIDAY - AMAZON | Ana Carolin


Estatísticas

Desejam26
Trocam
Informações não disponíveis
Avaliações 4.2 / 527
5
ranking 44
44%
4
ranking 46
46%
3
ranking 9
9%
2
ranking 2
2%
1
ranking 0
0%

27%

73%

Ana Gabriela
cadastrou em:
12/01/2023 08:09:37
Pedro
editou em:
01/09/2023 15:29:38

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com a Política de Privacidade. ACEITAR