Bartleby, o escrivão

Bartleby, o escrivão Herman Melville


Compartilhe


Bartleby, o escrivão


Uma história de Wall Street




"–Você poderia me contar qualquer coisa a seu respeito?'
–Acho melhor não."

Repetida mais de 20 vezes, a frase “Acho melhor não” é uma espécie de leitmotiv, ou fio condutor, da obra-prima de Melville. A história é contada pelo sócio de um escritório de advocacia de Nova York, que se esforça para desvendar a misteriosa e impenetrável personalidade de Bartleby, um escrivão que se recusa resolutamente a realizar qualquer tarefa, sem apresentar nenhuma justificativa para tal. O fascínio pela postura do funcionário impede o advogado de tomar medidas enérgicas e, quando finalmente decide fazê-lo, é confrontado com a mesma negativa inabalável.

Por que Bartebly age como age? Por que sua austera recusa tem tamanha força? Somos, nós, incapazes de lidar com aquilo que não oferece explicações? A cada resposta evasiva de Bartleby abre-se a fresta para a entrada do insólito no cotidiano do escritório de advocacia e até da vizinhança de Wall Street.

Repleto de humor e jogos de linguagem e com estilo que não dá ao leitor possibilidade alguma de abandonar o livro, o clássico de Melville oferece uma reflexão profunda sobre a natureza humana e o modo como nos relacionamos com o mundo. Escrita há mais de um século, a obra nos remete a outros escritores incontornáveis da literatura ocidental, como Kafka e Camus, que marcaram o século XX com suas narrativas sobre o absurdo que pode tomar conta da existência.

A edição traz posfácio do crítico Modesto Carone e projeto gráfico que obriga o leitor tenha que descosturar a capa e cortar, uma a uma, as páginas não refiladas do livro para desvendar a novela de Melville. Como afirma a designer Elaine Ramos, a cada página o livro dirá "Acho melhor não", da mesma forma que o escrivão se recusa a atender aos pedidos de seu patrão.

Literatura Estrangeira / Biografia, Autobiografia, Memórias / Contos

Edições (15)

ver mais
Bartleby, o Escrivão
Bartleby, o escrivão
Bartleby, O Escrevente
Bartleby, o escriturário

Similares

(31) ver mais
Um Artista da Fome
Um Artista da Fome / A Construção
O Castelo
O Conto da Vida Burocrática

Resenhas para Bartleby, o escrivão (63)

ver mais
O Heroi Silencioso
on 20/9/13


Numa época onde os altos índices de violência, a intolerância, os discursos políticos (insanos) e a desigualdade social beiram o absurdo, a arte parece investir cada vez mais nos extremos para atrair os olhares. São exposições de tripas humanas plastificadas, fotos reunindo dezenas de pessoas nuas, filmes de catástrofes, serial killers e invasões alienígenas, livros sobre conspirações históricas, códigos e escadas rolantes, e choques culturais entre o ocidente e oriente. O que o... leia mais

Vídeos Bartleby, o escrivão (9)

ver mais
Livro de Cabeceira #26: Eliane Brum

Livro de Cabeceira #26: Eliane Brum

Bartleby, o escriturário (ou o escrivão) - Herman Melville

Bartleby, o escriturário (ou o escrivão) - He

Leituras do Mês | JUNHO | 2018 | Pilha de Leitura

Leituras do Mês | JUNHO | 2018 | Pilha de Lei

Bartleby, o escriturário ? Herman Melville ? Talvez um dia você prefira não fazer...

Bartleby, o escriturário ? Herman Melville ?


Estatísticas

Desejam245
Trocam11
Avaliações 4.2 / 1.490
5
ranking 45
45%
4
ranking 37
37%
3
ranking 16
16%
2
ranking 2
2%
1
ranking 0
0%

44%

56%

Adriana Scarpin
cadastrou em:
05/07/2017 19:50:32