Como aprendi a pensar

Como aprendi a pensar Luiz Felipe Pondé


Compartilhe


Como aprendi a pensar


Os filósofos que me formaram




Um passeio pela história da filosofia
Um dos pensadores pop mais respeitados pelo público e pela crítica, Luiz Felipe Pondé apresenta neste livro uma história
da filosofia diferente – a história dele com a filosofia. E não só: ele cita romancistas como Nelson Rodrigues, cientistas como
Charles Darwin, economistas como Karl Marx e os psicanalistas Sigmund Freud e Carl Jung. Todos foram importantes na
formação deste intelectual que, semanalmente, através de artigos, aulas e vídeos, nos questiona e nos ajuda a pensar e a
entender o mundo em que vivemos.
Dividido cronologicamente em seis capítulos, Como aprendi a pensar começa na Antiguidade com os gregos e romanos,
passa pela filosofia cristã dos primeiros séculos sob a forte influência de Agostinho e chega na idade medieval de São
Tomás de Aquino. O renascimento, a formação da modernidade com o debate entre iluminismo e romantismo e, por fim,
o contemporâneo. Não faltam tragédias como Antígona e Medeia e os filósofos estoicos, epicuristas e céticos que tanto
influenciaram na formação de Pondé. “Sempre achei que os céticos têm, pelo menos, ‘alguma razão’ em duvidar da
razão”, diz ele.
Nietzsche, Dostoiévski e Camus dividem as páginas com seus colegas mais contemporâneos como o polonês Zigmunt
Bauman, o francês Tristan Garcia e o romeno Émil Cioran. Como aprendi a pensar é um convite para pensar, seguindo
uma constatação do próprio autor: “Filosofar é aprender a fazer perguntas significativas que nos tornam mais inteligentes
e mais interessantes – não, necessariamente, mais felizes”.

Não-ficção

Edições (1)

ver mais
Como aprendi a pensar

Similares

(5) ver mais
Filosofia para corajosos
Amor para Corajosos
Espiritualidade para corajosos
Verdades e Mentiras. Ética e Democracia no Brasil

Resenhas para Como aprendi a pensar (22)

ver mais
Como aprendi a pensar - Os filósofos que me formaram
on 13/8/21


Saio desse livro de Pondé com uma pequena lista de livros imprescidíveis: - Cândido e o otimismo - Os sofrimentos do Jovem Wether - O morro dos ventos uivantes - Os irmãos Karamázov - O mito de Sísifo - O estrangeiro E com esse frase ainda ressoando "Mesmo que escreva e fale em grego, sonho em hebraico".... leia mais

Estatísticas

Desejam37
Trocam2
Avaliações 3.9 / 121
5
ranking 32
32%
4
ranking 41
41%
3
ranking 24
24%
2
ranking 2
2%
1
ranking 0
0%

54%

46%

Marcelinha
cadastrou em:
07/06/2019 08:43:02
Pri Paiva
aprovou em:
10/06/2019 14:18:04

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com a Política de Privacidade. ACEITAR