Contos que não se contam

Contos que não se contam Röhrig C.


Compartilhe


Contos que não se contam





Nenhuma história de ficção consegue ser mais absurda do que a realidade de alguns personagens.
Escrever estes contos foi como brincar com minhas próprias memorias, e dar uma nova roupagem, outras vezes, simplesmente passar para o papel os fatos como eles ocorreram.
Os contos foram ambientados em algumas cidades do estado do Rio Grande do Sul – Brasil. E contam a história de personagens de carne e sentimentos.
Aquilo que não se conta é o que eles contam, não existe um julgamento apenas os fatos.
O mais importante antes de começar a leitura propriamente dita. É conhecer um pouco do estilo e influencia que estrutura e amarra o enredo.
São contos tipicamente underground.
Apenas para dar uma ideia, underground significa subterrâneo, em português, e, é usado para chamar uma cultura que foge dos padrões normais e conhecidos pela sociedade.
Com estes camaradas que tem um estilo beat, e levam a vida como num film noir ‘filme negro’.
Deixo um pouco aqui daquilo que não se contam (não abertamente pelo menos).
“Quando um gato perde as bolas o diabo sorri, mais um que virou homem.” Röhrig C.

Contos / Ficção / Literatura Brasileira / Sexo e Sexologia

Edições (1)

ver mais
Contos que não se contam

Similares

(10) ver mais
Com prazer
Com prazer
Com Prazer VI
Com prazer

Estatísticas

Desejam
Informações não disponíveis
Trocam
Informações não disponíveis
Avaliações 5.0 / 1
5
ranking 100
100%
4
ranking 0
0%
3
ranking 0
0%
2
ranking 0
0%
1
ranking 0
0%

0%

0%

Röhrig C.
cadastrou em:
05/09/2019 13:04:23