Corpos secos

Corpos secos Luisa Geisler
Marcelo Ferroni
Natalia Borges Polesso
Samir Machado de Machado


Compartilhe


Corpos secos


Um romance




Uma doença fatal assola o Brasil e o transforma em uma terra pós-apocalíptica: sem governo, sem leis e sem esperanças. Os sobreviventes tentam cruzar o país em busca de um porto seguro.

Primeiro, o uso de novos agrotóxicos sem os devidos testes. Depois, a reação inesperada com as larvas que eles deveriam dizimar. Não se sabe quem foi o primeiro infectado, apenas que o surto começou no Mato Grosso do Sul. São os chamados corpos secos: espectros humanos que não possuem mais atividade cerebral. Mas seus corpos ainda funcionam e anseiam por sangue.
Seis meses depois, há poucos sobreviventes. Um jovem aparentemente imune à doença está sendo estudado por uma equipe médica e precisa ser protegido a qualquer custo; uma dona de casa vive em uma fazenda no interior do Brasil e se encontra sozinha precisando reagir para sair de seu isolamento; uma criança vê a mãe tentar de tudo para salvar a família e fugir do contágio; uma engenheira de alimentos percebe que seus conhecimentos técnicos talvez não sejam suficientes para explicar o terror que assola o país. Juntos, eles vão narrar suas jornadas, em busca do último refúgio ao sul do país. Escrito em conjunto por quatro autores, Corpos secos não é só um thriller, nem um romance-catástrofe. É uma narrativa sobre os limites da maldade humana, e as chances de redenção em meio ao caos.

Ficção / Literatura Brasileira / Romance

Edições (1)

ver mais
Corpos secos

Similares

(3) ver mais
Eu Sou a Lenda
Guerra Mundial Z
The Last of Us: Sonhos Americanos

Resenhas para Corpos secos (12)

ver mais
The Last of Us Brasil
on 25/4/20


Corpos secos Devido ao uso de novos agrotóxicos, o Brasil acabou sofrendo uma catástrofe que o levou ao apocalipse. As pessoas que consumiram os produtos contendo essa substância primeiro ficaram agressivas, depois começaram a atacar outros e, por fim, cogumelos e fungos começavam a crescer em seus corpos até que eles secavam e explodiam, liberando esporos que contaminavam quem estivesse por perto. Algumas pessoas ainda tentam viver em bases militares espalhadas pelo país. Rio, Fl... leia mais

Estatísticas

Desejam41
Trocam1
Avaliações 3.7 / 36
5
ranking 25
25%
4
ranking 42
42%
3
ranking 28
28%
2
ranking 6
6%
1
ranking 0
0%

31%

69%

andre
cadastrou em:
10/03/2020 20:12:48