Dê-me sua mão

Dê-me sua mão Silvana Barbosa


Compartilhe


Dê-me sua mão





Ser filha de um barão rural nunca foi uma grande vantagem para Adele Thompson, mas, quando o pai adoece gravemente, as dívidas da família chegam a um ponto insustentável.
Adele sabe que a forma mais rápida de se livrar da total ruína financeira e ajudar a todos que dependem do barão é fazer um bom casamento.
Mas qual nobre rico vai se animar com uma noiva sem dote e sem grandes atrativos, quando há tantas beldades ricas caçando maridos também?

Ao saber que certa dama está promovendo uniões entre a nobreza falida e ricos empresários estrangeiros, Adele vê a chance de resolver seus problemas, afinal,
trocar um ingresso à sociedade por contas pagas não é um mau negócio!

Encontrar um noivo em tempo relâmpago pode ser tarefa difícil, mas não impossível... porém, será que ela realmente vai conseguir achar o homem certo?

Romance

Edições (1)

ver mais
Dê-me sua mão

Similares

(10) ver mais
O Acaso De Delilah
Ao Dispor Do Seu Amor
Ouça meu coração
Arrebata-me!

Resenhas para Dê-me sua mão (5)

ver mais
Aquele livro sessão da tarde que eu estava precisando
2 weeks, 6 days ago


Eu adoro os livros da Silvana, sejam de época ou contemporâneos, mas especialmente os de época tem o poder de acalentar meu coração e me deixar com vontade de querer muito mais. Comecei a ler ?De-me sua mão? sem nenhuma pretensão e terminei com o coração quentinho é super feliz. Adele Thompson é filha de um barão que já viveu momentos melhores. Seu pai está doente e mesmo com a benevolência dos rios, ela não consegue deixar de achar que está sendo um incômodo. Desde que perdeu o irmão ... leia mais

Estatísticas

Desejam1
Trocam
Informações não disponíveis
Avaliações 4.5 / 15
5
ranking 60
60%
4
ranking 33
33%
3
ranking 7
7%
2
ranking 0
0%
1
ranking 0
0%

0%

100%

Silvana Barbosa
cadastrou em:
22/09/2021 16:05:04
Silvana Barbosa
editou em:
22/09/2021 20:58:14

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com a Política de Privacidade. ACEITAR