Eu

Eu Augusto dos Anjos


Compartilhe


Eu


Augusto dos Anjos




O "Eu" é um livro de sofrimento, de verdade e de protesto: sofre as dores que dilaceram o homem e aquelas do cosmos; e, em relação ao homem e ao cosmos, diz as verdades apreendidas por indagação e ciência, protestando em nome delas, pelo que no homem e no cosmos há de desconexo, de ilógico, de absurdo. Um livro de pensamentos, sem fantasia nem doidivanices. Como viu e sentiu a vida, - na multiplicidade dos fenômenos e na grandeza dos mistérios insondáveis, - assim escreveu o poeta, sempre molhando a pena "na chaga aberta do coração".

Edições (5)

ver mais
Eu
Partes do Eu
Eu
Eu e outras poesias

Similares

(2) ver mais
Macário
Manuel Bandeira

Resenhas para Eu (4)

ver mais
on 17/5/12


Eu é o único livro de poesia de Augusto dos Anjos, publicado no Rio de Janeiro no ano de 1912. A obra se destaca pela visão da vida, numa espécie de réplica à idealização dos temas praticados pelo Parnasianismo. Nessa obra, o autor exprime melancolia, ao mesmo tempo em que desafia os parnasianos, utilizando palavras não-poéticas como verme, cuspe, vômito, entre outras. A obra só possuiu grande vendagem após a morte do poeta. Alguns a consideram uma obra expressionista, outros vêem ne... leia mais

Estatísticas

Desejam41
Trocam4
Avaliações 4.1 / 151
5
ranking 42
42%
4
ranking 36
36%
3
ranking 16
16%
2
ranking 4
4%
1
ranking 2
2%

35%

65%

Brendo de Castro
cadastrou em:
17/09/2014 02:45:06