Flores suicidas

Flores suicidas Gustavo Mendes


Compartilhe


Flores suicidas


Uma ode à adolescência




Sorrisos metálicos. Pele oleosa. A sensação engraçada da primeira vez em que você fica bêbado. O brilho etéreo nos lábios do primeiro beijo. A adolescência é, sem dúvida alguma, uma fase marcante. E mesmo que todos falem dela, por que será que ninguém a trata com seriedade? "Flores suicidas" tenta, com seus versos crus e brutais, consertar essa visão romantizada que temos da adolescência, mostrando toda a glória e decadência que se escondem nas experiências juvenis.

Afinal, quem disse que a borboleta só é bonita depois de sair do casulo?

Jovem adulto / LGBT / GLS / Poemas, poesias

Edições (1)

ver mais
Flores suicidas

Similares


Estatísticas

Desejam1
Trocam
Informações não disponíveis
Avaliações 4.6 / 5
5
ranking 80
80%
4
ranking 20
20%
3
ranking 0
0%
2
ranking 0
0%
1
ranking 0
0%

18%

82%

Gustavo
cadastrou em:
01/08/2019 02:53:05
Gustavo
editou em:
01/08/2019 03:17:14