Gurdjieff fala a seus alunos

Gurdjieff fala a seus alunos Gurdjieff


Compartilhe


Gurdjieff fala a seus alunos





As notas reunidas nesta obra se referem a algumas das reuniões que se relizavam quase toda noite em volta de Gudjieff, quaisquer que fossem as circunstâncias em que ela se encontrava.

Esses textos não são uma transcrição direta. Com efeito, Gurdjieff nunca permitia que seus alunos tomassem notas durante as reuniões. Felizmente, alguns ouvintes previdentes, dotados de memória excepcional, se esforçavam depois para reconstituir o que tinham ouvido. Sem procurar apresentar uma síntese das idéias desenvolvidas por Gurdjieff - como P. D. Ouspensky tentou de forma magistral em Fragmentos de um ensinamento desconhecido -, essas notas, por mais incompletas que sejam, foram reconhecidas por aqueles que haviam assistido às reuniões como tão fiéis quanto possível à palavra de seu mestre.

Essa palavra, apesar de sua aparente simplicidade, tinha sempre a virtude de despertar cada um para o essencial.

Esses relatos, que constituem a maior parte da presente obra, são precedidos de três outros textos de caráter diferente. O primeiro, "Vislumbres da verdade" - o mais antigo, pois data de 1915 - é a narração, feita por um aluno russo, de seu primeiro encontro com Gurdjieff, perto de Moscou, antes da Revolução. Os outros dois, respectivamente de 1918 a 1924, são conferências dada por Gurdjieff visando um público mais amplo.

Quanto aos Aforismos que terminam a obra, eles estavam inscritos no toldo do Study House, no Prieuré, de acordo com um alfabeto secreto que só os alunos podiam decifrar.


Edições (1)

ver mais
Gurdjieff fala a seus alunos

Similares


Estatísticas

Desejam11
Trocam1
Avaliações 4.3 / 12
5
ranking 50
50%
4
ranking 33
33%
3
ranking 8
8%
2
ranking 8
8%
1
ranking 0
0%

59%

41%

Mário
cadastrou em:
05/03/2010 13:09:24