Armadilhas da mágoa

Armadilhas da mágoa Roberto de Carvalho


Compartilhe


Armadilhas da mágoa


Pelo espírito Jandira




Sem referências familiares desde tenra idade, Jandira nasceu em uma pequena cidade do interior do estado de São Paulo e foi criada em uma casa paroquial da Igreja Católica. Ali cresceu em relativa paz, sendo cuidada pelas freiras e recebendo as orientações religiosas ministradas pelo padre Gusmão, que a tratava como filha. Aos dezessete anos, casou-se com o jovem Erasmo e foi morar na fazenda dos sogros. O casal teve três filhas: Márcia, Marlene e Mirian. Dez anos depois do enlace matrimonial, decidiram se mudar para uma cidade maior, mais próxima da capital, despertando a ira da sogra de Jandira, que não gostou de ser separada do único filho. Durante uma discussão, a mãe de Erasmo fez uma bombástica revelação do passado, que traria muitas inquietações à vida de Jandira, fazendo-a adentrar um submundo de mágoa, ressentimento e autopiedade, que acabou interferindo negativamente em sua relação com as filhas e o marido.

Religião e Espiritualidade / Romance

Edições (1)

ver mais
Armadilhas da mágoa

Similares


Resenhas para Armadilhas da mágoa (4)

ver mais
1 week, 5 days ago


O livro conta a vida da própria Jandira quando encarnada, onde a mesma era casada, tinha 3 filhas e com problemas sérios familiares. Ainda criança foi deixada em uma igreja, e então, adotada por Padre Gusmão. Aos poucos ela e sua amiga começaram a questionar a teoria do que era falado com a prática e, por causa disso, Jandira se desprendeu da fé e da religião. Depois se casou com Erasmo com teve Marlene, Márcia e Mirian e foram morar perto da sogra com quem sempre teve muitas discus... leia mais

Estatísticas

Desejam
Informações não disponíveis
Trocam
Informações não disponíveis
Avaliações 4.9 / 5
5
ranking 100
100%
4
ranking 0
0%
3
ranking 0
0%
2
ranking 0
0%
1
ranking 0
0%

25%

75%

Gui
cadastrou em:
27/12/2019 11:15:40
Gui
editou em:
27/12/2019 12:03:51