Amberville

Amberville Tim Davys


Compartilhe


Amberville


A lista da morte




Bichos de pelúcia num verdadeiro mundo cão. Um mistério em que os personagens são tão humanos quanto qualquer um de nós. Fábula noir adulta, fenômeno de vendas na Suécia.







Eric tinha tudo: uma carreira de ascensão meteórica no ramo da publicidade, uma bela esposa e um apartamento magnífico no bairro mais cosmopolita da cidade. No entanto, seu passado ambíguo não estava tão distante como havia imaginado. Quando Nicholas, seu antigo chefe, bate em sua porta à procura de um último favor em memória dos velhos tempos, sua vida é virada de cabeça para baixo.

Amberville, seu mundo, é habitado por seres que, a despeito de serem bichos de pelúcia, são tão humanos quanto a mais humana das virtudes ou vícios: trabalham, trapaceiam, casam-se, traem, viciam-se em drogas, pagam por sexo, odeiam, roubam, envelhecem... e amam.

Nicholas Pombo, o chefão do crime para o qual Eric trabalhava quando era apenas um urso adolescente e rebelde, descobriu que seu nome consta na tão desacreditada Lista da Morte, a lista que define quais bichos de pelúcia devem ser levados pelos Choferes. A ameaça de Pombo é clara: se o urso não conseguir salvá-lo, sua esposa, Emma Coelho, será feita em pedaços.

Com a ajuda de seus antigos parceiros de boemia, um corvo traumatizado que trocou a vida do crime por um plácido emprego no departamento de corte e costura de uma loja de shopping; uma gazela viciada em pílulas suspeitas e, não se sabe ao certo, michê sadomasoquista; e uma cobra burocrata corrupta, responsável pelo orçamento da pasta de cultura da cidade, Eric precisa correr contra o tempo, vasculhando cada um dos bairros de Mollisan Town para encontrar pistas que o ajudem a solucionar esse mistério. Se os bichos de pelúcia levados pelos Choferes não são escolhidos aleatoriamente, e a Lista da Morte não é apenas um mito, quem, então, é responsável por ela? E como é possível salvar alguém dessa sentença?

Com um aceno para o noir e para as mais argutas alegorias, já foi definido como uma mistura de O sono eterno, de Raymond Chandler, com A revolução dos bichos, de George Orwell, Amberville - A lista da Morte apresenta um envolvente mundo alternativo que reflete nossas próprias realidades e dilemas morais, lançando uma crítica à visão que opõe de maneira simplista o bem e o mal, o certo e o errado. Em Amberville, nada é apenas preto e branco.






Edições (1)

ver mais
Amberville

Similares

(1) ver mais
Winkie

Resenhas para Amberville (3)

ver mais
Recomendado!
on 22/8/17


O livro tem uma históriabem construída, com personagens igualmente bem concluídos, porém um dos irmãos, Teddy, tem um quêde filosofia muito pesado que torna as vezes muito contrastante entre seus capítulos e a história que se segue. Lembra (só) um pouco a crítica de Janeiro. Saramago em relação ao poder da igreja em "As intermitências da morte", porém com não tanto requinte (o que por si só não é um ponto negativo já que não éo ponto central do livro). O final é revelador e te prende, ... leia mais

Estatísticas

Desejam11
Trocam2
Avaliações 3.7 / 26
5
ranking 35
35%
4
ranking 27
27%
3
ranking 19
19%
2
ranking 15
15%
1
ranking 4
4%

29%

71%

Tami
cadastrou em:
31/05/2010 20:42:00