O Hipnotismo

O Hipnotismo Karl Weissmann


Compartilhe


O Hipnotismo


Psicologia Técnica Aplicação




O hipnotismo é uma ciência fascinante. Aos olhos da grande maioria, o hipnotista ainda se apresenta como o homem que faz dormir e que impõe a sua vontade a vontade dos outros. É o homem que tem força. E uma força toda especial, universalmente ambicionada. Por isso, psicologicamente falando, as restrições que se vêm fazendo a prática e a difusão do hipnotismo, ainda as mais sensatas e eruditas, excluem, automaticamente, a primeira pessoa.

Ninguém jamais se manifestou contra o hipnotismo próprio, senão unicamente contra o hipnotismo dos outros. Os hipnotistas são notoriamente achacados de sentimentos ambiciosos e exclusivistas, tanto os de palco como os de cátedra. Não gostam de difundir seus segredos e geralmente não poupam sacrifícios para neutralizar uma possível concorrência. É que hipnose é sugestão, e sugestão, prestígio.

O prestígio, por sua vez, motivo de ciúme. Exige exclusividade. Não estranhemos que muitos dos entraves encontrados pelo desenvolvimento do hipnotismo, incluindo celeumas, mal-entendidos e, inclusive, ameaças de perseguição penal, provenham dos próprios praticantes desta ciência, que tantos benefícios ainda promete na luta contra os males da Humanidade.

Psicologia

Edições (2)

ver mais
O Hipnotismo
O Hipnotismo

Similares

(1) ver mais
O Hipnotismo

Estatísticas

Desejam20
Trocam
Informações não disponíveis
Avaliações 4.0 / 17
5
ranking 29
29%
4
ranking 47
47%
3
ranking 24
24%
2
ranking 0
0%
1
ranking 0
0%

67%

33%

Robson Furtado
cadastrou em:
21/06/2014 18:16:18
Cioran E.
editou em:
24/06/2017 23:27:41