Tudo Se Ilumina

Tudo Se Ilumina Jonathan Safran Foer
Jonathan Safran Foer




Tudo Se Ilumina





Tudo se ilumina é exatamente o que não se espera de um livro sobre o Holocausto: leve, divertido, inventivo e moderno. Na verdade, só é possível perceber que esse é o tema central do romance quando já se está perto do seu final. Não é à toa que esta obra criativa e surpreendente rendeu diversos prêmios e honrarias ao seu autor, o norte-americano Jonathan Safran Foer, de apenas 28 anos.

O jovem escritor é judeu e sempre quis saber detalhes da história de seu avô, um ucraniano que teve toda a sua família assassinada pelos nazistas e só escapou da morte graças à ajuda de uma certa Augustine, que o teria escondido dos alemães. Safran Foer nem conheceu o avô, mas cresceu ouvindo o que sua avó lhe contava sobre ele. Obcecado pela origem de sua família, o rapaz foi à Ucrânia tentar descobrir o paradeiro daquela mulher. Ele não tinha informação alguma para lhe servir de guia, sabia apenas que seu avô era de Trachimbrod, uma pequena aldeia judaica. Fora isso, ele contava com uma fotografia antiga que supostamente mostrava Augustine e seus parentes.

A idéia de Safran Foer era voltar da Ucrânia e escrever um livro de não-ficção sobre seu avô. Entretanto, a viagem não lhe rendeu as respostas que ele desejava. Augustine continuou sendo um enigma do passado. Seu projeto, portanto, implodiu. Foi quando ele teve a idéia de misturar ficção e realidade num único livro, preenchendo as lacunas de sua viagem e da história de sua família com fatos inventados.

O resultado é Tudo se ilumina, um romance construído sobre três narrativas completamente diferentes, que seguem paralelas e entremeadas. Alguns capítulos mostram Jonathan Safran Foer, personagem fictício homônimo do autor, em sua viagem à Ucrânia em busca de Augustine. Em sua jornada, ele conta com a ajuda do estranho Alexander Perchov, jovem ucraniano que lhe serve de guia e intérprete. Outros capítulos são páginas do livro de não-ficção escrito pelo personagem, contando a história de sua família desde o nascimento da aldeia Trachimbrod, no século XVII, até sua viagem de pesquisa ao local. A terceira narrativa é composta por cartas de Alexander Perchov, em que ele comenta o que já leu do tal livro, dá dicas ao autor e relembra os momentos que passaram juntos.

É tudo muito intrincado e inventivo, mas não é complicado. O Safran Foer real tomou o cuidado de adotar estilos literários radicalmente díspares ao escrever cada uma das três narrativas que se revezam ao longo do livro, como se cada uma tivesse sido criada por uma pessoa diferente: o autor real, o autor fictício e o personagem Alexander. Este último é responsável pelas passagens mais engraçadas do romance, com o seu jeito truncado e equivocado de falar e escrever em inglês - ele se refere a "papo furado", por exemplo, como "conversa esburacada". No fim, o leitor vê que tudo conflui para uma única história triste e irônica, mas também muito rica e divertida.

Literatura Estrangeira

Edições (1)

ver mais
Tudo Se Ilumina

Similares

(3) ver mais
Extremamente Alto & Incrivelmente Perto
A Memória de Nossas Memórias
Aqui Estou

Resenhas para Tudo Se Ilumina (10)

ver mais
Ainda bem que alguém disse pro Jonathan que ele tinha nascido para ser escritor
on 22/2/13


Tudo se ilumina literalmente! É impossível terminar esse livro sem ter, pelo menos, aprendido algum ensinamento que muda sua vida. Sempre terá alguma passagem ou personagem que mexerá com seu órgão do sistema circular que apelidam de coração. Safran Foer conseguiu escrever uma obra genial, onde a história não se parece com nada antes visto, nem os personagens, nem a narração, nem o fluxo de tempo e nem o estilo. Muito menos o estilo. O próprio autor, durante a leitura, explica como ... leia mais

Vídeos Tudo Se Ilumina (1)

ver mais
Everything Is Illuminated Trailer

Everything Is Illuminated Trailer


Estatísticas

Desejam355
Trocam1
Avaliações 4.2 / 255
5
ranking 50
50%
4
ranking 27
27%
3
ranking 17
17%
2
ranking 5
5%
1
ranking 2
2%

26%

74%

Yasmin
cadastrou em:
08/01/2009 03:15:51
Lidia M. Rangel
editou em:
04/07/2015 12:52:04