Uma loja em Paris

Uma loja em Paris Màxim Huerta




Uma loja em Paris





Num dia qualquer, quando andava sem rumo pelas ruas de Madri, Teresa, uma órfã rica que vive sob o rígido controle de sua tia Brígida, se vê impelida a entrar em um antiquário, atraída por uma tabuleta de uma antiga loja parisiense de tecidos. De volta ao seu apartamento, após fixar a tabuleta em seu escritório — que compra sem saber muito o porquê —, a jovem é atormentada por uma série de sensações, percepções e visões que, ao que tudo indica, fazem referência à dona da tal loja, Alice Humbert, que viveu na Paris dos anos 1920. Quem terá sido essa mulher e por que a sua história agora lhe bate à porta de uma maneira tão intensa, Teresa se pergunta. Sem perder tempo, ela parte em busca das respostas na mágica, romântica e colorida capital francesa, para onde se muda. Inspirado pelos “anos loucos” vividos na Paris de Hemingway, Modigliani, Coco Chanel e Paul Poiret, o jornalista espanhol Màxim Huerta apresenta uma história de amor que resistiu ao tempo e transpassou décadas até atingir em cheio o coração de Teresa.

Chick-lit / Romance

Edições (1)

ver mais
Uma loja em Paris

Similares

(14) ver mais
Um Romance Grego
Uma pequena casa de chá em Cabul
Onde Está Elizabeth?
A Costureira de Dachau

Resenhas para Uma loja em Paris (9)

ver mais
on 8/8/16


Estava precisando de uma leitura leve, que me conduzisse para longe dos problemas da vida real e vi na bela capa e sinopse de Uma loja em Paris (Essência, 256 páginas) uma boa possibilidade. Arrumei as malas e parti. Teresa vive em Madri, é uma mulher rica, solitária e seus sonhos estão adormecidos. Muito cedo perdeu a mãe e foi criada pela rígida e insensível tia Brígida. Dividida entre o trabalho e as aulas de pintura, Teresa reflete sobre a falta de cor em sua vida e a sauda... leia mais

Estatísticas

Desejam63
Trocam6
Avaliações 3.2 / 91
5
ranking 12
12%
4
ranking 30
30%
3
ranking 33
33%
2
ranking 18
18%
1
ranking 8
8%

5%

95%

Bruna Fernández
cadastrou em:
10/02/2015 18:13:20
Camila
editou em:
18/02/2017 13:18:34