O Balneário

O Balneário Manuel Vázquez Montalbán


Compartilhe


O Balneário





Os triglicérides são uma desgraça. Mais ainda se o mau colesterol e a glicose também resolvem fazer das suas. É o que conclui o detetive Pepe Carvalho ao se instalar por quinze dias num balneário, famoso no passado pelos banhos de lama e hoje pelas dietas minimalistas de folhas e gelatina. O veredicto do médico-chefe é implacável: Carvalho é uma bomba-relógio ambulante e precisa urgentemente purificar seu organismo. Logo ele, um gourmet de grande estilo, tem de se submeter às mesmices do regime vegetariano. Carvalho já sonha com o roteiro gastronômico que cumprirá ao sair, e que inclui, é claro, uma escala no El Bulli de Ferran Adrià.



O balneário foi criado por dois suíços que intuíram que as pessoas voltariam a se preocupar consigo mesmas depois de anos se preocupando com o mundo. Em tempos de narcisismo, o balneário se tornou a sede de uma multinacional da saúde naturista. Entre a malta que o freqüenta, gordos e reumáticos, intoxicados de fumo, de bebidas e de todos os pecados da gula, há um industrial basco, um intelectual vagamente comunista, uma ricaça americana, um general da otan. Esses pacatos clientes se envolverão em estranhos crimes e conspirações, para alegria do detetive, que pode assim compensar a monotonia do regime.

Edições (1)

ver mais
O Balneário

Similares


Resenhas para O Balneário (1)

ver mais
Nos balneários nunca acontece nada, até que um dia acontece. Então se perdem os bons modos e a educação, a saúde, e até a vida. É o que descobrirá o detetive Pepe Carvalho ao passar quinze dias num spa que promete purgar seu organismo. Livro disponível para empréstimo nas Bibliotecas Municipais de São Paulo. De graça! ... leia mais

Estatísticas

Desejam2
Trocam2
Avaliações 3.3 / 13
5
ranking 23
23%
4
ranking 23
23%
3
ranking 31
31%
2
ranking 8
8%
1
ranking 15
15%

53%

47%

Ana
cadastrou em:
14/10/2009 13:10:57