As Areias de Amon

As Areias de Amon Valerio Massimo Manfredi


Compartilhe


As Areias de Amon (Aléxandros #2)





Este é o segundo volume da trilogia que conta a história do belo príncipe da Macedônia que seria conhecido como Alexandre, O Grande. O primeiro livro, "O sonho de Olympias", fala do nascimento à adolescência. Em "As areias de Amon", entra em cena o grande general Alexandre Magno, que desafia e enfrenta o exército persa e parte para a conquista do Extremo Oriente. Vence a primeira batalha em Granico, mas seu mais feroz adversário, o mercenário general Mêmnon, consegue fugir do massacre, e desafia o jovem rei macedônio para um duelo "até a última gota de sangue". Um desafio que além de luta pelo poder envolve uma rivalidade no amor. Anteriormente, Alexandre havia capturado Barsine, a estonteante esposa persa de Mêmnon, por quem acabou se apaixonando perdidamente. Entretanto, num gesto de grandeza, concedeu-lhe a liberdade e permitiu-lhe voltar para seu povo. O duelo dramático acontece em Halicarnasso. Mêmnon morre em circunstâncias misteriosas, mas não sem antes ter se encontrado com Barsine pela última vez. Seus guerreiros companheiros erguem uma pira em sua homenagem em meio à estepe gelada e, a seguir, se suicidam. Alexandre segue seu destino. Um oráculo antigo dizia que aquele que soltasse o nó que atava a canga e o timão da carruagem do rei Górdio teria o domínio da Ásia. O príncipe da Macedônia corta o complicado nó com um golpe de espada, liberando inconscientemente misteriosas e incontroláveis forças. A aventurosa marcha de Alexandre prossegue, e o jovem conquistador encontra-se face a face com o grande rei dos persas, Dario, em Isso, onde o inimigo é derrotado e foge do campo de batalha. Alexandre logo vem a saber que Barsine está entre os prisioneiros. A bela viúva, ainda muito abalada pela morte do marido, mas, ao mesmo tempo, dominada pelos encantos do jovem rei, fica dividida entre a lembrança de uma paixão perdida e a força de um novo amor, que ainda reluta em aceitar. Ainda resta conquistar Tiro, cercada por altas muralhas, e Gaza, com suas torres cobertas de betume. Acontecem, então, as mais espetaculares batalhas de todos os tempos, por terra e por mar, com máquinas monstruosas, ataques debaixo da água e navios em fogo. Nada resiste aos exércitos de Alexandre. Finalmente, ele chega ao Egito misterioso, onde o aguarda o oráculo de Amon, em meio às areias escaldantes do deserto. E lá, na terra dos faraós, é recebido como um deles, o verdadeiro filho do sol.

Ficção / Literatura Estrangeira / Romance

Edições (1)

ver mais
As Areias de Amon

Similares

(15) ver mais
Aléxandros
Os Confins do Mundo
Akropolis
O Gênio de Alexandre O Grande

Resenhas para As Areias de Amon (17)

ver mais
Alexandros 2
on 10/8/20


Nesse 2o livro, é narrada a expedição de Alexandre rumo à conquista do Oriente. Aos 21 anos e novo rei da Macedônia, após o assassinato do pai, é esperado que ele se case e gere herdeiros ao trono. Contrariando essas expectativas, o jovem rei reúne seus companheiros desde a infância, seu exército, e parte para "conquistar o mundo". A narrativa é bem feíta, de rápida leitura, mas me peguei várias vezes torcendo pelos adversários de Alexandre, e isso tornou minha leitura mais lenta. Uma ... leia mais

Estatísticas

Desejam37
Trocam26
Avaliações 4.2 / 471
5
ranking 41
41%
4
ranking 37
37%
3
ranking 18
18%
2
ranking 3
3%
1
ranking 0
0%

56%

44%

mara sop
editou em:
10/06/2020 18:27:14