Nas Brumas do Desalento

Nas Brumas do Desalento Dylan Ricardo


Compartilhe


Nas Brumas do Desalento (Prazeres Poéticos)





Quando emerge o desencanto das entranhas do ser, um sombrio lirismo desabrocha, tal uma flor noturna que ante um nubiloso céu, abre-se em tristeza. Os escritos destas laudas foram gerados pela intensa necessidade de externar os brados d´alma. Nesta obra ardem as labaredas da insatisfação e do visceral questionamento sobre as razões da existência.

Poemas, poesias

Edições (1)

ver mais
Nas Brumas do Desalento

Similares


Estatísticas

Desejam
Informações não disponíveis
Trocam
Informações não disponíveis
Avaliações 4.0 / 1
5
ranking 0
0%
4
ranking 100
100%
3
ranking 0
0%
2
ranking 0
0%
1
ranking 0
0%

0%

0%

Dylan Ricardo
cadastrou em:
05/09/2018 19:00:08