Operacao Araguaia

Operacao Araguaia Taís Morais...




PDF - Operacao Araguaia


As Forças Armadas sempre afirmaram que os arquivos da Guerrilha do Araguaia, comandada pelo Partido Comunista do Brasil - PC do B, nos anos 70, não existem e que, se existiram algum dia, foram destruídos. Não é verdade. A partir de documentos secretos recolhidos pela pesquisadora Taís Morais, ao longo de sete anos, junto a militares - que os guardaram por cerca de 30 anos - ela e o jornalista Eumano Silva escreveram o livro Operação Araguaia - Os arquivos secretos da guerrilha . O livro traz as principais revelações - estratégias de operações planejadas pelas Forças Armadas, os nomes de seus comandantes, relatórios sobre os resultados, relação de mortos e feridos dos militares, depoimentos de guerrilheiros presos, a confirmação de que foi usado o desfolhante napalm na floresta amazônica (o mesmo usado pelos americanos no Vietnã), revelações sobre traições feitas por militantes do PC do B, e documentos deste partido revelando conflitos internos sobre a continuidade da guerrilha e a insistência de seus comandantes para não interromperem a luta armada contra a ditadura, mesmo com praticamente todos os guerrilheiros mortos. Operação Araguaia revela segredos guardados por mais de três décadas - nomes de militares mortos e feridos na guerra, fotografias inéditas feitas por militares que combateram na região e 14 depoimentos de camponeses e guerrilheiros (dois deles do atual presidente do PT e ex-militante do PC do B, José Genoino Neto).





Operacao Araguaia

O PDF do primeiro capítulo ainda não está disponível

O Skoob é a maior rede social para leitores do Brasil, temos como missão incentivar e compartilhar o hábito da leitura. Fornecemos, em parceira com as maiores editoras do país, os PDFs dos primeiros capítulos dos principais lançamentos editoriais.

Resenhas para Operacao Araguaia (1)

ver mais
Operação Covardia


O modo como o livro foi apresentado facilita bastante a leitura porque os capítulos, em geral, são curtos. Entretanto, o excesso de nomes e codinomes exige do leitor excelente memória ou um caderno de anotacoes ao lado pois são muitos e não há um padrão em sua apresentação já que algumas vezes o codinome vem logo após o nome e às vezes não. No geral, o livro atendeu às minhas expectativas quanto a aumentar meu conhecimento acerca desta parte da História do Brasil, mas é triste ver a ...