Coragem

Coragem Diana Palmer




Resenhas - Coragem


13 encontrados | exibindo 1 a 13


Fogui 14/06/2011

Homens do Texas 38

Coragem – Diana Palmer.

Antes de qualquer coisa, Rodrigo é culpado de todas as acusações, que a maioria das leitoras, o condena, isso é indiscutível. Agora, acredito que há atenuantes que devem absolvê-lo.

Primeiro: se ele foi preconceituoso, Glory também foi, pelo menos no início, ela acreditava que ele era um mísero administrador pé-de-chinelo.

Segundo: ele se acha o último presente dos Deuses a humanidade, Ok? Infelizmente ele deve ter razão, pela descrição ele é um gato, um pedaço de mau caminho, lindo de morrer.

Terceiro: ele é um amante latino, isso significa que ele gosta de discutir, e depois fazer as pazes na cama, é básico.

Quarto: ele é seqüestrado, e vc sabe por que tipo de organização, então, imagino que Glory pode se sentir vingada, de todas as barbaridades que ele lhe disse.

Na realidade, Rodrigo não é uma pessoa má. Apenas é arrogante, machista, possessivo e latino...rs.

E outra coisa, acho que o que ele sentia por Sarina, nunca foi amor, era posse. Ele acreditava que ela e Bernadette eram sua propriedade. Porque se ele realmente amasse Sarina, ficaria contente pela felicidade dela com Colby.

Como todo homem durão, Rodrigo não sabe lidar muito bem com os sentimentos, principalmente com amor, tenta de todas as maneiras fugir deste sentimento.

Os homens são bichos estranhos, mas infelizmente adoráveis... brutamente adoráveis, o que fazer sem eles? O melhor é tentar entender todo a confusão que eles fazem por covardia e medo. Vc sabe somos superiores...rs

RECOMENDADÍSSIMO!!!

ADORO!!!
Suelen Mattos 23/06/2011minha estante
Tô emocionada....
*dá um teco na lágrima de emoção*
ahuahauhauhauhau
Alguém que me entende!!! Eu tb ameeeei esse livro, tô contando os dias pra poder colocar as mãos no meu. Adorei tudo em sua resenha (perfeita), principalmente isso aki:

Na realidade, Rodrigo não é uma pessoa má. Apenas é arrogante, machista, possessivo e latino...rs.

"... e latino" foi óóótimo, kkkkkkk.
Demais!!!! Amei!!!


Fogui 24/06/2011minha estante
Assim vc me deixa tímida... Suelen sou tua fã, então, pra mim é muito importante as suas palavras... Obrigada de coração!!


Ewelyn 26/06/2011minha estante
Concordo com tudo que a Suellen falou em genero, numero e grau sobre sua resenha querida...ficou perfeitaa....To louca atras desse livro!!
E honestamente, se tratando de Diana Palmer, nao tem ninguem melhor do q a SU p/ falar dela..heheh
:)


Fogui 27/06/2011minha estante
Obrigada Ewelyn, realmente a Suelen é expert em Diana Palmer...rs ...espero que vc encontre o livro, pois é uma ótima leitura...


Cris Paiva 23/08/2011minha estante
Tá, o Rodrigo é um tipico mocinho diana-palmeriano, ou seja: um cavalão idiota que adora sair por ai dando coices nas pobres mocinhas! O bom das series mesmo são os coadjuvantes! Esses sim, valem os livros! Kkkkkk


Fogui 24/08/2011minha estante
É isso aí, Cris!!!...rs.


19/09/2011minha estante
Acho que tenho um "latino" em casa kkkkkkkk tô passando


Fogui 21/09/2011minha estante
Kkkk... cuidado Nanda, tem um monte vai aceitar...
kkkk...


Tha Silva 14/02/2012minha estante
Concordo com você em cada palavra , e no meu ver , por mais defeitos que ele tenha se redimiu no final e tenho certeza que jamais ira pensar em magoar a Glory novamente , a menos que seja pelo bem dela claro. Amei !!!


Fogui 17/02/2012minha estante
Valeu Tha!!!!!!




Zana 13/10/2011

Coragem (??!!!)
A trama conta a história de uma jovem de 36 anos chamada Gloryanne, respeitada promotora assistente, forçada a deixar seu trabalho devido ameaça de morte feita por um chefão do narcotráfico. Sob disfarce é induzida a buscar refúgio em uma fazenda onde encontra o personagem principal Rodrigo, agente, também sob disfarce, em missão para prender o mesmo traficante que a ameaça.

Ambos escondem e mentem sob suas condições sociais, estilos de vida, grau de instrução, ocupação de trabalho. Ele, acreditando a heroína ser apenas uma trabalhadora rural, a enxerga como uma caipira, que se veste como uma mendiga, sem traquejo social e cultura. Passa a trama insultando a personagem, a qual não considera digna de viver a seus pés.

A heroína coube todas as mazelas do mundo: possui uma deficiência física, provocada pela própria mãe, que quando criança freqüentemente a espancava. A mãe ao ser denunciada põe a culpa no pai, e este, inocente, termina preso e morto na prisão. Ela termina sendo retirada da guarda da mãe, vai parar em lares adotivos, onde é abusada e vítima de violência. Como se não bastasse, sofre bullying na escola, é descrita como comum e ainda sofre de problemas cardíacos.

Já o personagem masculino é arrogante, corajoso, sexy, atraente como o pecado e descrito como o bambambã da história. É apaixonado por uma (também bambambã) colega de trabalho, linda, separada e com uma filha. Esta o abandona retornando para o marido. A partir de então, o herói vive sofrendo uma constante dor de corno, comparando à amada a heroína. Usa-a e humilha-a de forma vil. Diz ter pena dela, chama-a de desinteressante, mercenária e aleijada, não demonstrando remorso ou arrependimento convincente. Diante de tudo isso, a heroína, além de carregar as dores do mundo, não possui um pingo de amor próprio, é rastejante e segue sempre dando o primeiro passo, perdoando o infeliz.

Tudo isso, dentro de um contexto, onde os demais personagens masculinos, ou são todos bonitos, excêntricos e envolvidos com a Lei, ou são bandidos e traficantes de drogas. Sinceramente, acabei esse romance acreditando que a escritora Diana Palmer, tem uma visão de mundo onde as mulheres possuem uma baixa estima que me deixou indignada, ou isso, ou ela possui algum problema psicológico.

Tícia 07/12/2011minha estante
Concordo com vc... Essa personagem não possui amor próprio. Rodrigo passou do limite!!!
Amo Diana! Amo os personagens dela. Mas Rodrigo é a encarnação de tudo que é ruim e Glory, de tudo que uma mulher não deve fazer com relação a um homem.
Bjo!


Zana 02/01/2012minha estante
Tícia,

Bom encontrar alguém comum ao nosso ponto de vista. Também gosto muito da Diana Palmer, mas nesse livro convenhamos ela somente deu bola fora.

Abraço.


Silvana Barbosa 19/05/2013minha estante
ô , Deus ... Comprei esse livrinho numa feirinha , por 1,00 , o que achei absurdamente barato . Diga-se de passagem , nunca li nada dessa autora . Mas a sua resenha me fez começar a achar que paguei foi caro pelo romancezinho do mocinho-mau-que-nem-o-pica-pau .Tô com medo de ler e morrer de raiva . será que esse livro devia ir pra fogueira ? rsrsrsr


Zana 19/05/2013minha estante
Nada disso Srta Silvana Azevêdo,
ajoelhou (digo comprou, que caro, hein!!) tem que rezar (digo,ler) rsrs...
Nem que seja para se juntar a mim e falar mal kkk
Abraço!


Silvana Barbosa 20/05/2013minha estante
Tá , Zana , me convenceu . vou ler . Depois decido se queimo ! kkkk




Solange 22/06/2011

Coragem
Quer passar um pouquinho de raiva? Então leia Coragem!
Glory comeu o pão que o diabo amassou e sentou em cima e esfregou a bunda o pão, na sua infância e adolescência. Tinha uma mãe que quase a matou de dando espancá-la e a deixou manca, foi tirada da convivência da mãe, mas sai da “frigideira para cair no fogo”, o juiz a mandou para um lar adotivo, nessa casa é tratada pior que um cão sarnento. Ela só encontra um pouco de paz quando é resgatada pelos filhos do homem, com que sua mãe havia casado.
Depois de tantas injustiças Glory se torna uma promotora brilhante, só que era peça chave para a condenação de um perigoso traficante, para não ser assassinada é mandada para.....onde?? JACOBSVILLE!! A cidade onde tudo acontece. Iria trabalhar disfarçada na fazenda do irmão adotivo, Jason Pendleton, agora quero ler o livro dele também.

Quer saber mais: http://www.blogdaso.com/2011/06/coragem-diana-palmer.html
Cristine 31/08/2011minha estante
não me arrisco!! só pelos comentário do povo já percebi que corro o risco de enfartar de tanto ódio do cara


Silvana Barbosa 19/05/2013minha estante
kkkk "quer passar um pouquinho de raiva ?"
tive que rir com seus comentários iniciais . pior que comprei o livro...




Cris Paiva 23/08/2011

Coragem Glory, muita coragem...
A Glory é uma mocinha virgem, sem graça, com trauma dos homens e do sexo, que trabalha na Promotoria de Justiça e usa uma bengala por causa de uma deficiência física. Ela é uma testemunha chave contra um chefão das drogas, e para protegê-la, seu chefe decide escondê-la em uma fazenda de frutas, adivinhe aonde? Sim, em Jacobsville!!! A cidade do interior do Texas com a maior proporção de chefões da drogas, traficantes e ex-mercenários do mundo! Acho que depois dessa, a Glory está ferrada de vez! KKkkkkkk
Pra piorar a situação, o chefe dela na fazenda, por quem ela está apaixonada, é o Rodrigo Ramirez, um latino fechado, grosso e com atitude meio suspeita e que é apaixonado por outra mulher, e gosta de esfregar na cara dela que ela é desmazelada, burra e medíocre. E ainda por cima, a Glory desconfia que ele possa estar envolvido com chefões da drogas e que possa ser um assassino contratado para matá-la! Se tudo isso não bastasse, ela ainda tem um ataque de angina ou de coração a cada cinco paginas. A vida não é justa mesmo...
E agora, quem poderá salvá-la de tantos infortúnios? O chefe de polícia Cash Grier e o gostosão do Kilraven, lógico!! A-do-ro quando as tramas se passam em Jacobsville e o meu delegado preferido de todos os tempos, com aquele cavanhaque fofo em formato de pêra faz uma pontinha, quando isso acontece, eu ganho o dia!

Agora, porque a nota 3 então? Por que o Rodrigo me irritou ué! Um idiota, tapado e ridículo igual a ele não merece nota alta.
Fogui 27/08/2011minha estante
KKkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk..............

Por mais incrível que possa parecer, t entendo Cris. Apesar de ter amado o livro, teus argumentos são verdadeiros...rs


Cristine 31/08/2011minha estante
a marca registrada da tia DP "...uma mocinha virgem, sem graça, com trauma dos homens e do sexo." pelo amor, o que ela tem contra as mulheres?!!. Já não basta os himens de aço, agora ainda tem traumas emocionais e físicos!


danielefidelis 18/12/2011minha estante
haha a DP é completamente pirada, li um livro dela uma vez,nao sei se foi da serie de jacobsville, mas o fato foi q a mocinha, advinhem, perde a virgindade (e sem proteção) e no outro dia começa a ter enjoos!!!depois dessa sempre que vejo um livro dela corr!!!




Iara Paula 30/09/2011

Nem tão ogro assim!
Na boa,já havia lido tantas críticas negativas a respeito do temperamento explosivo do Rodrigo que estava começando a achar que o cara tinha trocado de lugar com o próprio demônio.Por isso resolvi antecipar a leitura do livro dele para tirar minhas próprias conclusões e conferir se ele é mesmo tão mau quanto dizem,mas não consegui enxergá-lo dessa forma.
O que eu vi foi um homem totalmente amargurado que já entregara o coração ao amor e sofrera uma grande decepção,então por conta disso acaba por fechar todas as portas para a possibilidade de voltar a se apaixonar.E é aí que ele conhece Glory,uma mulher supostamente simplória e sem atrativos mas que o pega de supetão e faz uma reviravolta em sua cabeça e em seu coração.
Sinceramente penso que todas as coisas que ele disse e fez a Glory foi uma forma de negar pra ele mesmo a profundidade dos seus sentimentos por ela, ou seja, nem melhor e nem pior que nenhum outro mocinho da Diana.Só mais um dos Homens do Texas que supostamente amamos "odiar" mas que nos pega de jeito e quando damos conta já estamos perdidamente apaixonadas e desejosas de estarmos no lugar da mocinha mesmo sabendo que eles vão pisar e estraçalhar os sentimentos delas,porque o final faz tudo valer a pena pois eles se transformam em cordeirinhos mansos e se redimem da melhor forma possivel.
Enfim, amei o Rodrigo e o livro tá mais que recomendado!
comentários(0)comente



Suelen Mattos 25/07/2011

Mocinho jumento...... Mas eu ameeeeei o livro!!!!!!!
Rodrigo é um ogro-cavalo-jumento-idiota-do-caramba, que estava se achando a última coca cola GELADA do deserto. Ele faz coisas realmente odiosas nesse livro. Tem um óbvio preconceito pela pessoa que ele pensa que a Glory é. E diz coisas realmente cruéis, e pelas costas, o que é ainda pior. A parte de um certo anel também foi muito revoltante. E nem vou mencionar aqui o número de vezes em que tive vontade de encher a mão na cara dele, pra aprender a ser homem!!! Mas quer saber o pior de tudo??? EU ADOREEEEI O LIVRO!!!! Está comprovado: tenho sérios problemas com minha sanidade mental, kkkkkkk. Todo mundo odeia o homem, mas eu me amarrei na história toda. Gostei ainda mais do que de "Avassalador". Talvez tenha sido porque ouvi falar tanto mal dele que já comecei a ler sem muitas expectativas.... O fato é que eu vibrei com o livro. VIBREI. Dá pra acreditar? Isso só serve pra comprovar o que venho dizendo há muito tempo: perco a coerência quando se trata de um livro da Diana Palmer, kkkkk

Muita gente achou a Glory fraca, que o Rodrigo não sofreu como deveria, que ela perdoou muito rápido, blá, blá, blá... Contudo, não foi o que eu achei. Antes do grand finale, Rodrigo passou por maus momentos. Minha maior preocupação quando comecei a ler o livro era com o final. Eu sabia em "Forasteiro" que Rodrigo era apaixonado pela Sarina, e que continuava assim em "Coragem". Então minha apreensão era em como terminava o livro, e como eu me sentiria. Eu precisava sentir que Rodrigo amava Glory de todo coração. Que no final das contas ele passara a amá-la mais do que amou Sarina. Sem isso, eu ficaria com um gosto amargo na boca e me uniria a legião de "odiadores" de Rodrigo Ramirez. Mas o fato é que eu, de fato, senti todo o amor de Rodrigo pela Glory quando terminei de ler o livro. Coisas que ele fez só ajudaram a demonstrar isso. Coisas que não aconteceram quando ele "perdeu" Sarina, mas que aconteceram quando ele perdeu Glory. A única coisa que não me convenceu foi quando ele afirma que não quis dizer o que havia dito sobre ela, pelas costas. Ele quis sim, teve vergonha dela sim, mas se arrependeu. Na minha opinião, foi isso. Não obstante, o final pra mim foi lindo. Amei mesmo. Mal acabara de ler o livro e já estava querendo lê-lo outra vez.

"Coragem" é um livro intenso, que nos leva a viajar em meio as emoções, muitas delas conflitantes. Tem quem ame, tem quem odeie. Eu faço parte do grupo dos que amaram o livro. Ele entrou pra minha lista de favoritos, muito antes da Harlequin lançá-lo. E por falar nisso, amei a capa que a Harlequin escolheu para "Coragem". Ela é muito linda mesmo, e nem liguei pro fato de não ter muito a ver com a história (já que Rodrigo usa bigode, Glory é loira e o único cavalo na história é o próprio Rodrigo mesmo, kkkkkkk).

Depois disso tudo, só me resta repetir que esse livro é um dos meus favoritos. Super, super, super recomendado mesmo. Eu adoreeeei e assino em baixo!



Quer ler a resenha específica sobre essa versão da Halequin, e saber mais sobre outros personagens de Diana Palmer que aparecem por aqui, além de ver a relação completa dos Homens do Texas??? Visite o ROMANTIC GIRL:

http://su-romanticgirl.blogspot.com/2011/07/diana-palmer-coragem.html
Cris Paiva 23/08/2011minha estante
O Rodrigo entrou pra galeria de mocinhos tapados e boquirrotos da Diana. Esse ai só abre a boca pra falar besteira, nunca vi igual!!


Suelen Mattos 24/08/2011minha estante
kkkkkkkkkkkkkkkk
Mas eu o adoro mesmo assim... isso não é normal.... ahuahuahuahauahu


Fogui 27/08/2011minha estante
Suelen, td é permitido...
é obvio, que é normal...
Adorei sua resenha, como sempre...
Vc é expert!!!


Cristine 31/08/2011minha estante
afff
nem me arrisco, seria o tipo de livro que eu tacaria na parede a cada 10 páginas, e passaria o livro todo querendo espancar o mocinho


Suelen Mattos 02/09/2011minha estante
Ah, mas a história é muito boa. Mas eu sou suspeita, né?! Hehehe!!! Amo tudo que titia Palmeirão escreve. Até bula de remédio (se ela escrevesse) eu leria, kkkkkkkk


19/09/2011minha estante
Como continuar a vida depois disso? Como vivi até hoje sem ler esse livro?
Diante de tudo isso irei ler o livro, pois parece que também padeço do mal de todas as seguidoras de tia Palmeron.


Suelen Mattos 20/09/2011minha estante
Então bem vinda ao clube, hehehe!!!! Se vc é como eu, irá amaaar o livro. Eu amei!!!!


Silvana Barbosa 25/05/2013minha estante
KKKK Resenha boa ! Sei que vou passar raiva com esse livro , mas já comprei então tenho que ler .


Suelen Mattos 25/05/2013minha estante
Espero que vc seja "doida" como eu e goste do livro, ahuahauhauhauhau!!!




julia 10/07/2011

Sempre tive curiosidade sobre Rodrigo Ramirez ainda mais depois de ve-lo em ação em varios livros da DP.o cara é fera!
E eu gosto desse personagem,sem duvida e adorei o livro mas de todos os mocinhos que diana ja criou ele definitivamente esta pelo menos pra mim,entre os cinco mais cabeça dura e de comportamento idiota que já viu que me lembro no momento..
aliais,teve momentos que gostaria de Glory tivesse acertado ele com sua bengala..
ele teve atitudes bem cretinas!posso entender por que muitas fãs de DP nao o consideram seu preferido..ainda sim como sempre inegavelmente diana palmer ganhou minha atençao em mais esse livro!!!


PS:nao gostei muito do titulo do livro,preferia ´´Destemido´´como esta na versao traduzida pelas fãs..até teria mais haver com a capa do que ´´Coragem´´

PPS:o livro no papel ficou igual ou praticamente igual a versao em e-book que tenho dele *_* o que é bom!
comentários(0)comente



Menina com Livros 29/05/2016

Resenha - Desabafo com spoilers e outras coisas nada a ver. Leia por sua conta e risco.
Retornando à realidade após um tempo em Jacobsville- A Cidade dos Ogros. Sério, sempre tenho a impressão que se continuar pela alameda principal de Jacobs, vou encontrar o Shrek com aquela cara verde mal humorada... Até seria um colírio, tendo em vista os ogros que a Diana Palmer consegue criar. Sem falar que Jacobsville deve ser a cidade fictícia mais rica que existe. O número de milionários por metro quadrado é impressionante! Como esse povo não se atropela com tanto carros possantes numa cidade que nem tem semáforo é uma incógnita. E como a titia D consegue trazer crime para uma cidade que mais parece o QG da Liga da Justiça é outra coisa que me assombra! Com tantos policiais, agentes do FBI, do DEA, da CIA, fora os mercenários... cara como é que a taxa de criminalidade não é nula???
Ok... chega de devaneios e vamos direto ao ponto: a leitura de Coragem, em minha opinião, foi quase como uma releitura menos melodramática de Homem da Lei; livro que eu gostei mais, diga-se de passagem. Em defesa de Coragem, posso dizer que a mocinha tem uma língua mais afiada.
Sinceramente, espero que durante a série. alguém apresente a Glory e a Grace, as duas poderiam trocar figurinhas e formar o C.P.F. (Clube das Perdoadoras Fáceis ) de Jacobsville.
Quanto ao moçogro... caramba! Nunca imaginei que poderia haver pior que o J.B. Hammock, porém, o Rodrigo Ramirez está no mesmo páreo, disputando cabeça com cabeça com J.B., seguido de pertinho pelo Garon Grier e, se fosse da mesma série, pelo Tate Winthrop. Mas vamos parar por aqui, porque numa corrida de cavalos à la Diana Palmer, um único vencedor seria impossível.
Entretanto, nem tudo está perdido! Temos aparições interessantes dos queridíssimos Cash e Rick, além de um Kilraven antes de ser contaminado pela ogrice \o/.
E como uma leitora, LITERALMENTE, "fora de série", agora estou interessada em ler o livro da Sarina, somente se ela tiver ultrapassado os limites da amizade com o Rodrigo. (Alguém Diz Que SIM, Por favor!!!)...
Enfim, é um DP e não há muito que falar a não ser que é um DP! Dá para entender né?
Só resta aguardar o que Jacobsville ainda reserva! Ogrices e algum divertimento com certeza!
Lerrânia 29/05/2016minha estante
Q resenha ótima, Nelly.. encontrar o Shrek foi ótimo kkk


Silvana Barbosa 29/05/2016minha estante
Muito bem , a resenha saiu perfeita . Este livro foi o 1 º que li da DP ( Em 2013, comecei tarde...) e lembro que fiquei impressionada com a quantidade de personagens , como todos os rapazes eram lindos e ricos , e como a mocinha era cagada de urubu . Mal sabia eu que estes pontos eram marca registrada da autora kkk


Menina com Livros 29/05/2016minha estante
Obrigada meninas!!!
Muitas vezes fico perdidona com os livros contemporâneos da DP. Não raro me pergunto: "Onde é que li isso?". Mas como bem dito, Silvana, é marca registrada da Diana...
Lerrânia é inevitável essa sensação que vou encontrar o Shrek a qualquer momento quando leio um Palmeirão... rsrsrsrs


Lerrânia 29/05/2016minha estante
Kkkk, verdade Nelly, é por isso q passo quilômetros dos livros dela, medo em seu estado mais puro kkk




Ninha Cardoso 15/11/2011

Adorei
Este é um romance que vale a pena ler, guardar e reler mais vezes. Ela é uma sofredora de carteirinha e ele um agente que precisa realizar um trabalho secreto. É tosco, bruto e insensível, mas é um macho maravilhoso. Tem uma ótima estória, bons momentos, algumas horas de raiva e outras de frustrações, mas termina excelente.
comentários(0)comente



Raquel 04/11/2013

Uma mulher de coragem
Glory era uma jovem marcada pelos maus tratos. Na infância, fora lançada da escada pela própria mãe que a culpava por prendê-la a um casamento malquisto - com um homem pobre - causando-lhe uma deficiência no quadril. Com a morte do pai, para garantir sua segurança, a menina foi encaminhada pelo governo a um lar adotivo, mas dois jovens a violentaram.

Em meio a tantas provações, conseguira finalmente um novo lar na casa dos Pandleton, exatamente onde sua mãe morava com o novo marido rico. Foi ali que Jason seu meio irmão, conhecendo o histórico do seu passado passou a odiar a madrasta (mãe de Glory) e apoiar a menina como se ela tivesse o sangue da família.


Para continuar lendo, acesse o link abaixo. Será um grande prazer receber a sua visita!

site: http://coisasliterariaseafins.blogspot.com.br/2013/10/6-resenha-do-livro-coragem-diana-palmer.html
comentários(0)comente



spoiler visualizar
Marilda 26/05/2016minha estante
Diana Palmer é assim, a mulherada ama ou odeia. Para mim, um livro só foi suficiente: Amélia. Tem o pior mocinho do mundo; um cara fofoqueiro. Odeio homem fofoqueiro, mas ele tem outros defeitinhos além desse. Concordo com você, bigode é um horror.


Janne 26/05/2016minha estante
hahaha.... Sabe eu não li muitos livros da DP, mas os que li os mocinhos eram o clássico machista que ve tudo ao contrario, não sabe ouvir e fala sem pensar.... hahaha mas me falaram que tem um livro dela que o mocinho é doce "Fundador", não li ainda está aqui na estante, vc já leu?


Marilda 28/05/2016minha estante
Não li, parei com a DP no primeiro livro. Mas acredito que ela fez mocinhos melhorados, senão ninguém aguenta. Bjs


Janne 29/05/2016minha estante
hahaha verdadde ;)




Momentos da Fogui 05/01/2017

Momentos da Fogui
Leia a resenha no blog:

http://foguiii.blogspot.com.br/2016/11/serie-homens-do-texas-38-coragem-diana.html

site: http://foguiii.blogspot.com.br/2016/11/serie-homens-do-texas-38-coragem-diana.html
comentários(0)comente



13 encontrados | exibindo 1 a 13