A Princesa com Olhos de Gato

A Princesa com Olhos de Gato Gislene Vieira de Lima




Resenhas - A Princesa com Olhos de Gato


15 encontrados | exibindo 1 a 15


Sophia.Aloha 26/08/2019

A Princesa com olhos de gato - um mito inédito
Uma aventura suave que desenha um mito medieval sobre uma princesinha enfeitiçada com os olhos de um gato. Resgatando o contexto histórico de passagem entre as religiões pagãs e o cristianismo, o livro traz o mundo da magia como algo perseguido e prestes a sumir, bem como as relações da monarquia pagã e cristã para salvar o modo de vida antigo ou extirpá-lo de uma vez. Todo esse jogo de poder, no entanto, está em segundo plano, tornando a leitura ágil e suave; nos envolvemos rapidamente com a princesa Loiane, seus anseios e seus temores.
A narrativa se constrói sobre essa protagonista frágil, que conquista um aprendiz de feiticeiro como amigo e companheiro de jornada; nessa jornada vamos construindo o mito da princesa gato e compreendendo os mistérios que envolvem sua história e a história de sua família, no entanto, ao contrário do que se espera, a princesa não se torna uma guerreira voraz, uma feiticeira importante, nem uma grande heroína durante a jornada, apenas descobre a verdade sobre si e isso nos lança a grandes questões éticas, morais e amorosas. Surpreendente também é o romance implícito, posto que a autora não se apoia nele para construir nem seus personagens principais, nem a jornada de aventura. O romance é ingênuo e suave e surge quase junto com a verdade destruidora sobre a princesa nos lançando em séria angústia pelo desfecho do livro, que a essa altura, já sentimos bem fino em nossas mãos.
As páginas minguam mais depressa do que nossa ansiedade pode aguentar, e pensamos que não é possível que todo esse mistério tenha um desfecho tão breve, a julgar pelas poucas páginas que ainda temos nas mãos.
Aqui se separa uma obra épica de uma aventura simples, explico-me: ao nos lançar numa verdade tão cruel e já envolvidos com Loiane, seus amores e seus medos, Gislene Vieira poderia alongar nossa angústia por mais 200 ou 400 páginas, tornando seu romance épico como Game Of Thrones ou Senhor Dos Anéis, talvez até necessitando dividi-lo em mais 2 ou 3 volumes, no entanto ela encerra a historia tragicamente, nos deixando boquiabertos e silenciosamente frustrados, o que não é, de maneira alguma, negativo. Pessoalmente preferia que a autora tivesse escolhido a primeira opção, teria em mim uma fã fiel, que acompanharia a historia de Loiane, seus filhos, seus netos, seus predecessores até os dias atuais; mas a escolha de Gislene também é sabia tornando o livro acessível para os mais jovens e para aqueles que não suportam uma saga. Um entretenimento leve, com um mito inédito e com ponto final.

site: https://web.facebook.com/OyaeosEscolhidos/posts/1316426658510374?__tn__=K-R
comentários(0)comente



Lígia Colares 29/01/2017

Resenha de A princesa com olhos de gato
A princesa com olhos de gato conta a história de Loiane, uma princesa que sempre teve uma infância difícil. A perda de seu irmão, a maldição evidente em seus olhos de gato, eram motivos para que seu pai se sentisse frustrado. Ainda mais porque eram esses mesmos olhos que a impediam de arranjar um pretendente, o que fortaleceria sua família no trono do reino de Rúbia contra o avanço da Igreja.

Gislene cria um conto de fadas para adultos. Então temos a princesa, mas esqueça essas meninas frágeis e sem personalidade. Pelo contrário, personalidade é o que ela tem de sobra. Para enfrentar os olhares do pai, o desprezo de pretendentes e a desconfiança de um reino. Para enfrentar o destino, para decidir mudar sua vida. Quando descobre informações preciosas, é sem um pingo de dúvida que decide ir atrás de respostas. Mesmo que para isso precise contar com uma ajuda bem improvável…

Fui totalmente envolvida na história. A leitura fluiu de forma tal que quando percebi já estava acabando! E Gislene cria um reino totalmente convincente, num período complicado da história… Quando a Igreja Católica está aumentando seu poder e subjugando as outras religiões… Então além de toda a dor que podemos acompanhar com Loiane, também sentimos um pouco da opressão que essa situação causou em diferentes povos, o medo e a preocupação com o futuro.

A leitura é indicada sem sombra de dúvidas! Por conta do contexto histórico com essa abordagem diferente, pelo fato de aproveitar contos de fadas de uma forma pouco esperada… E você pode até achar que não, mas seu coração aguenta todas as emoções que a Gislene te provoca!
comentários(0)comente



Gessica 17/02/2016

Você irá perder a cabeça
Olá geeks, tudo bem com vocês?

Acabei de terminar de ler este livro e posso dizer que estou passando pelos cinco estágios da dor da morte que são: negação, raiva/revolta, barganha, depressão e aceitação.

Por que isso? Calma que eu vou explicar!

No começo somos apresentados à Abner, neto do grande feiticeiro Aluanã, ele busca ser aprendiz do mesmo, porém, o velho mago nunca aceitou aprendizes, seria ele capaz de ser aceito só pelo fato de ser neto dele?

Acontece que Aluanã vive no Castelo Negro onde o rei Henrique perdeu sua esposa Rosana para uma bruxa que desapareceu com o seu filho e amaldiçoou a sua filha e assim a mesma tem olhos idênticos aos de um gato. Não apenas isso, ela consegue enxergar no escuro e escutar coisas bem melhor do que qualquer outro ser humano. O rei se casou novamente com a rainha Iara, porém ela é estéril e não pode dar herdeiros ao reino.

O Castelo Negro é um dos poucos que ainda não são submissos a Igreja, pois o rei Henrique é muito amigo do mago Aluanã.

Abner então tem uma conversa com o mago e o mesmo lhe diz para que lhe dê um tempo para pensar e assim o jovem resolve passear pelo castelo. Quando estava descansando ele vê uma bela jovem passar por ele e se aproximar muito do precipício, preocupado ele vai de encontro com a jovem e consta que esta é a princesa Loiane.

Ela havia ouvido uma conversa de seu pai, onde ele preferia que ela estivesse morta só para ter seu filho mais velho de volta.

Porém, em um dos acessos de raiva da princesa ela taca sua escova no espelho na intenção de quebrá-lo porém isso não acontece. Curiosa ela começa a testar o espelho e vê uma imagem surgir no mesmo, logo sendo reconhecido como o seu irmão Ricardo. Ao olhar atentamente nos adornos do espelho ela vê umas escritas, mas não tem o conhecimento das letras, não sabendo ler nem escrever.

Assim, ela pede para que Abner ajude-a à descobrir do que se trata, descobrindo então que se referia ao Tomogaia. O mesmo é um livro que contém todas as respostas do mundo e assim, ela vê a chance de libertar seu irmão e ser reconhecida e respeitada pelo pai.

A princípio ela tenta fugir sozinha, mas Abner acaba se encontrando com ela e com medo de ter sua cabeça perdida ele parte atrás da princesa em sua jornada em busca do Tomogaia.



Daí para frente é só desastre. Abner, junto de seu cavalo e seu amigo canino partem junto de Loiane. Porém certas forças sobrenaturais não querem que eles cheguem vivos à torre onde se encontra o livro, mas há um ser que quer que eles sejam bem sucedidos, este porém, não faz muitas intervenções.

Fiquei me perguntando o tempo inteiro como eles conseguiram sobreviver à tudo, eu provavelmente já teria desistido no segundo desastre.

Quando eles chegam à torre eu fiquei pensando que daria um bom filme de suspense. O irreal se mistura com o real e você não consegue mais distinguir as coisas.

E onde entra meus cinco estágios da dor da morte (da dor do final do livro)? Simples, eu não gostei do final do livro. Eu simplesmente não consigo aceitar que tudo acabou daquele jeito, eu preciso saber de mais!

A história do livro em si é muito boa, mas, eu não gostei do final. Bom depende do gosto de cada um, pois a autora Hidaru amou e eu não. Não é o tipo de final que espero de uma história, ainda mais desta!

Neste exato momento estou com uma luta interna dentro de mim entre amar este livro ou odiá-lo, a história é linda e emocionante, mas o final do livro me destruiu, não por ser ruim ou mal feito, mas simplesmente porque eu não consigo aceitar os fatos, não queria que acabasse daquela maneira. Me entendem?

O livro é muito bom, te prende do início ao fim e com certeza irá te fazer emocionar.

Pensei muito em dar 3 corações, mas como foi um livro que despertou tantos sentimentos em mim ele merece a nota 4. Não vou por cinco porque não gostei do final e não vou aceitá-lo. Tanto que já mandei mil perguntas para a autora para poder aquietar meu coração. Só com as resposta que poderei aceitar este final.

Você já leu A Princesa com Olhos de Gato? Gostou do final? Vai ler? Conte para mim!



site: www.cantinhogeek.com
comentários(0)comente



samellabridges 05/12/2015

Resenha exclusiva para o blog SammySacional

Em tempos até então denominados como Era das Trevas, o reino de Rúbia permanecia como sendo o único dos reinos a perpetuar o paganismo, em meio ao controle da Igreja sobre os demais. Também, pudera, além de ter um feiticeiro como conselheiro real, mais do que isso, temia-se pela vida da princesa, então amaldiçoada com olhos de gato que a todos afugentava e assustava. O rei, no entanto, com a idade avançada, teme pelos próximos capítulos de seu reinado, uma vez que não há sucessores após a morte de seu filho mais velho e às recusas iminentes de casamento com Loiane, sua filha. Resta-lhe, então, optar por um plano pouco agradável, que, no entanto, poderá ser burlado por Loiane com a ajuda do neto do feiticeiro, Abner, recém-chegado à Rúbia para ser aprendiz de seu avô.

A jornada conjunta de ambos, no entanto, se desenrolará das mais diversas formas e com as surpresas mais inconvenientes possíveis, em meio a segredos do passado e muita magia antiga perdida no tempo, enquanto seguem viagem rumo a uma Torre esquecida por todos. Ao mesmo tempo, alternamos a narrativa por entre conflitos religiosos e políticos no castelo, em meio a intrigas e planos ocultos diversos que podem atrapalhar as intenções da princesa.

“— Sempre me pareceu, Abner, que não seria uma boa ideia trazer de volta uma coisa que, imagino, faria um mal maior do que um bem.
— Por que diz isso?
— Dizem que conhecimento é poder. Mas a busca por novas formas de sabedoria faz com que os homens amadureçam e aprendam com a experiência. É essa busca que nos torna melhores. Sem esta trajetória não passamos de crianças tentando realizar nossos caprichos. O homem não está preparado para ser mais do que isso: um ser com defeitos e virtudes em busca de seu próprio caminho.”
- Página 72 -

A fantasia da história é o ponto de maior destaque, alternando entre o feiticeiro Aluanã, no castelo, e Abner, seu neto, então em jornada para tornar-se seu aprendiz. Quando Loiane e seus planos cruzam-se com os do rapaz, porém, eles se veem ajudando um ao outro na intensa viagem rumo à torre que resguarda as possíveis respostas para seus questionamentos, e é quando a fantasia se faz presente de verdade em meio à fugas inesperadas e baques violentos. Em momentos alternados, assim, a narrativa oscila entre momentos de extrema fluidez, e outros de certa lentidão, à medida que termos e explicações mais aprofundadas sobre magia, política e religião inerentes à época são dadas. Com um pouco de persistência, no entanto, é possível seguir a leitura sem maiores percalços, ainda que a narrativa em vocabulário mais formal, decorrente do período central da trama, medieval, em que ela se passa, possa causar certo estranhamento em alguns momentos, mas, da mesma forma, não há maiores problemas, principalmente para aqueles que já estão acostumados com este tipo de leitura.

“— Como espera que eu desista da minha única esperança de felicidade?
— Vocês, jovens, falam de felicidade muito levianamente.”
- Página 97 -

É visível, no geral, o bom desenvolvimento da história, desde o seu início até o seu desfecho. Sem 'pulos de cena' muito abruptos, a minha principal, e talvez única real ressalva quanto ao livro, seja por conta do desenvolvimento emocional dos personagens, com os quais, mesmo no fim da leitura, não me vi envolvida de verdade com eles ou sequer senti-me simpatizar com quaisquer deles. Por melhores que eles fossem desenvolvidos no contexto fantástico da trama, dentre os quais Abner e Loiane se destacam de forma realmente positiva, no contexto real, humano, emocional de serem, ainda senti-os um pouco vagos e não consegui me envolver de verdade com a leitura. Apesar disso, ela não foi comprometida de todo, uma vez que o desfecho realmente surpreendeu.

No fim das contas, comecei a leitura esperando uma coisa, e, apesar de não encontrá-la, acabei me deparando uma história simplesmente bem construída e desenvolvida, apesar de suas leves ressalvas, e seu desfecho, depois de tudo, intrigou-me e me surpreendeu pela genialidade da autora em apresentar uma visão tão diferente da situação e fazer-se entender que nem tudo é o que parece ser, afinal. A Princesa com Olhos de Gato é, por fim, um enredo de mão cheia para os fãs de uma boa fantasia, tensa e intensa ao mesmo tempo, com personagens fortes e determinados a alcançar seus objetivos, mesmo em meio aos mais diversos obstáculos.

site: http://sammysacional.blogspot.com.br/2015/12/Resenha-APrincesaComOlhosDeGato.html
comentários(0)comente



Cami 07/11/2015

Resenha do Blog | Descafeinadas (Livro Cortesia)
O livro é curto é uma mescla de história com fantasia, a narração é na terceira pessoa então temos a visão de todas as personagens do livros abertamente. Em A Princesa Com Olhos de Gato temos como personagens principais Abner e a Loiane. Abner é um mago que deseja ser aprendiz do grande mago Aluanã e Loiane a princesa que foi amaldiçoada e tem olhos de gato.

A história em si é bem original, bem narrada sendo assim uma leitura bem fluída e de fácil entendimento. Eu achei que em alguns momentos era exageradamente carregada em detalhes, a cena não pedia ser narrada em tantos detalhes mas isso não torna a leitura cansativa ou pesada. Acho que esse tipo de narrativa é de certo modo característico do gênero fantasia.

As personagens em um todo são bem construídas. Abner tem um ar de petulância e superioridade que é um pouco irritante em alguns momentos durante a leitura, enquanto a Loiane é um pouco mimada mas tem uma grande melhora e crescimento durante o decorrer do livro. Loiane quer a todo custo provar para o pai que ela pode ser útil mesmo com a maldição que lhe foi jogada, para isso ela irá enfrentar uma viagem com ajuda do Abner.

Abner tem um único objetivo que é e tornar aprendiz de seu avô, mas para isso ele tem que decifrar um enigma e é então que o destino dele e da princesa gato tornam-se um só. Depois de buscar um espelho de sua falecida mãe ela descobre que seu suposto falecido irmão está preso em outra dimensão, para salvá-lo irá se aventurar em uma perigosa aventura com o Abner.

"Com o tempo notara que não eram apenas os seus olhos que se igualavam aos de um gato. Seus movimentos silenciosos e ligeiros lembravam muito os de um felino. A velha dama Mildred, mentora de Loiane, havia lhe dito que uma vez a vira despencar do alto de uma árvore quando ainda era criança. A garota, se contorcendo em pleno ar, caíra de pé sem um único arranhão."

A autora nos prende em um ambiente mistico e histórico, a dinâmica do livro é incrível e nos prende do começo ao fim embora seja cansativa por causa do excesso de detalhes não é algo que torne o livro pejorativo. Somos enviados ao mundo criado pela Gislene e ficamos presos nele tanto quanto as personagens, somos mais uma marionete nessa história incapazes de sair.

Quando Abner e Loiane saem em missão para encontrar o livro que pode salvar o irmão dela e consequentemente salvar o reino, vemos que uma forte ligação é criada e o mais engraçado é que não é só aquela típica ligação de romance, é algo mais forte que vai mais além disso. As cenas que envolvem os dois são sempre fortes, envolventes e cheias de sentimentos.

O final está além do que qualquer um pode imaginar. É arrebatador. Triste e realista. Não posso dizer que realmente gostei, acho que esperar finais com rosas e flores é o que esperamos mas não é isso que acontece exatamente. A Gislene me pegou de surpresa e foi isso que eu gostei nela, me fazer pensar em um final completamente diferente.

O livro é ótimo. Leiam !

site: http://www.descafeinadas.com.br/2015/11/resenha-princesa-com-olhos-de-gato-de.html
comentários(0)comente



Aninha de Tróia 06/11/2015

O livro é lindo, principalmente o final. A escrita da autora é fácil e rápida. Adorei o Abner e a Loiane; odiei e ainda odeio o mala do Henrique. A evolução da Loiane, mesmo sendo meio lenta (o que é totalmente compreensível já que ninguém nasce fodão), me agradou muito. Achei o final triste, pois prefiro os felizes para sempre, mesmo assim foi perfeito.
comentários(0)comente



Arca Literária 20/09/2014

Leia nossa resenha no link

http://www.arcaliteraria.com.br/a-princesa-com-olhos-de-gato-gislene-vieira-de-lima/

site: www.arcaliteraria.com.br
comentários(0)comente



Priscila Yume 24/07/2013

Minhas impressões...
Oi Pessoal,

A resenha de hoje é de um livro bem legal que li, que faz parte de um Book Tour que estou participando!
Conheça a intrigante história de Abner é um jovem nobre que tem um sonho especial: se tornar aprendiz de Mestre Aluanã, o seu avô e o maior mago de toda a Rúbia, para isso ele não pensou duas vezes quando fugiu de casa. Mas não será tão fácil assim, seu avô lhe impôs uma condição para aceitá-lo como aprendiz, ele deve desvendar um enigma ou terá todos os seus poderes retirados.

"Sou o seu primeiro motivo, sou certo e impreciso; quase sempre ignorado, estou sempre ao seu lado. Assusto velhos, adultos e crianças, mesmo sem querer eu sou temido. É nesta luta contra mim, para mim e por mim que o baile humano se revida; sou o tudo e sou o nada, eu sou o sentido da vida. Quem sou?" (p. 98)

Loiane é uma princesa que tem uma incomum aparência: olhos de gato. Vivendo em um reino medieval, isso por si só faz com que muitos acreditem que ela seja uma princesa demônio, então as várias tentativas do seu pai e Rei para realizar seu casamento, sempre fracassam quando o pretendente a vê.

"Com o tempo notara que não eram apenas os seus olhos que se igualavam aos de um gato. Seus movimentos silenciosos e ligeiros lembravam muito os de um felino. A velha dama Mildred, mentora de Loiane, havia lhe dito que uma vez a vira despencar do alto de uma árvore quando ainda era criança. A garota, se contorcendo em pleno ar, caíra de pé sem um único arranhão." (p. 23)

Mas seu destino muda, quando encontra nos antigos aposentos de sua mãe um espelho, o qual guarda o seu irmão, que está preso em um mundo paralelo e ninguém sabe. Acreditando que libertando seu irmão, finalmente seu pai cessará com a busca por um marido para ela, Loiane acaba por juntar forças com o jovem Abner, está em período de teste com seu avô, e juntos eles se envolverão numa fantástica aventura repleta de emoção, ação, amor e descobrirão que as amarras que envolvem o passado de Loiane e o feitiço que recebeu quando criança, são mais complexos e exigirão dela um sacrifício além do esperado.
Tenho que admitir que adorei o livro e não parei até terminá-lo, com uma escrita leve encanta o leitor nesse conto de fadas. A autora conseguiu escrever um final surpreendente e que envolve o leitor e, no meu caso, quase chorei.
Uma leitura muito boa e super indicada para o público juvenil e adulto, não deixem de conferir.
comentários(0)comente



SahRosa 07/06/2013

http://www.daimaginacaoaescrita.com/
Assolado por uma terrível maldição que foi lançada em seus herdeiros, o rei de Rúbia se entristece com o destino a qual seu reino sofrerá caso ele venha a partir. Há muito tempo a bondosa rainha Rosana foi morta e seus filhos amaldiçoados. Ao príncipe Ricardo, pouco se sabe o que de fato aconteceu, foi dado como morto por todos do reino, a única sobrevivente da cruel fatalidade, foi à jovem princesa Loiane, fadada a viver como uma aberração aos olhos de todo reino. Ninguém conseguia de fato cruzar o olhar com a princesa, poucos eram aqueles que tinham a coragem de encará-la frente a frente. Pelos corredores do castelo, a falação sobre os olhos da princesa. Muitos chamavam a menina de princesa-demônio, aquela que possui olhos de gato... Nem mesmo o rei ousava pousar seu olhar para com a sua filha.

Recriminada por todos, Loiane apenas queria encontrar uma forma de ser aceita... Mas isso se mostrava cada dia mais difícil... Até que sua vida se cruza com o jovem feiticeiro Abner e ambos partem para uma jornada difícil, capaz de beneficiar cada um deles.

Abner jamais pensou que seria fácil ser aceito pelo grande mago Aluanã como seu aprendiz, no entanto, ele seria capaz de tudo para provar ao avô sua capacidade para as artes da magia. Quando o pacto mágico é selado para por a prova a aptidão de Abner, o rapaz não imaginava que iria enfrentar as enormes tarefas pela frente, principalmente ao lado de Loiane...

Para encontrar o Tomogaia, um antigo livro sagrado, capaz de revelar os maiores segredos, Loiane e Abner partem em busca do que seus corações mais desejam. Só que achar o Tomogaia não será fácil, e os dois jovens enfrentarão momentos delicados e grandes tormentas ao longo do caminho tortuoso pela verdade... Mas será a verdade capaz de libertá-los? Com as revelações será preciso pagar um preço muito alto...

***

Com uma narrativa rica em detalhes, Gislene Vieira leva seu leitor a mundo cheio de aventura e magia. O enredo criado pela autora é criativo e encantador. Seus personagens são cativantes e tendo um narrador em terceira pessoa, possuímos uma visão maior de todos os fatos apresentados no livro. Uma trama cercada de segredos, vilões temerosos e lutas bem articuladas! Fiquei admirada com a criativa da autora, em muitas vezes fui surpreendida com os acontecimentos de A Princesa com Olhos de Gato e me vi cada vez mais envolvida com a história e seus personagens. Posso dizer que em determinados momentos, me senti aflita com tudo que é revelado e quando a verdade finalmente é posta a nossa frente, ela é surpreendente!

Devo re-saltar que a autora deu e não deu um final feliz ao livro. E isso se deve ao fato, que apesar de muitas injustiças terem sido resolvidas, eu esperava que o destino de alguns personagens fosse realmente diferente, mas, creio que essa foi à grande cartada da autora, trazer um desfecho fora do comum e espantar o leitor.

Gislene revela com seu livro, uma história cercada de fantasia, com ótimos ganchos e sem pontas soltas, além de um romance singelo e que só se revela nos momentos finais, mas traz consigo um amor forte, verdadeiro, capaz de tudo!

Aos amantes da literatura fantástica, recomendo a leitura de A Princesa com olhos de Gato, você será contagiado por essa obra tão bem escrita, e com capítulos cada vez mais chamativos! Impossível largar a leitura antes de descobrir os mistérios em volta da história de Loiane!

Antes de terminar a resenha, tenho que parabenizar a editora pelo belo trabalho gráfico com o livro, a diagramação é linda, com ornamentos e desenho de gato pelas páginas. A capa traduz bem uma cena reveladora do livro e gostei dessa atenção para esse detalhe. Por fim, A Princesa com olhos de gato é uma leitura mais que recomendada! Um livro marcado por uma história notável!
comentários(0)comente



ida 18/03/2013

Book tour =]
Tudo o que fala de gatos já me chama a atenção, por isso me inscrevi no book tour deste livro e esta é a primeira resenha de alguns book tours inscritos pelo blog.

Adorei a diagramação com gatinhos em cada página, só achei triste o cuidado com a encadernação do livro, pois já na primeira pessoa as páginas estavam se soltando, por falta de capricho da editora.

O livro foi escrito em terceira pessoa, numa era medieval, um livro fantasioso cheio de aventuras e muita ação.

O reino de Rúbia está prestes a mudar de reinado, pois a filha do rei (Lorraine) não consegue um pretendente, graças a uma maldição que a fez ter olhos de gato.
Por causa da maldição Lorraine é muito solitária e acaba se excluindo de tudo.

Tudo começa a mudar quando ela ouve uma conversa de seu pai onde ele diz que a preferia morta do que solteira para sempre, o que a faz ficar cada vez mais triste, porém nem tudo é tristeza, pois chega ao castelo, Abner, neto de Aluanã o grande feiticeiro. Abner chega em busca de se tornar aprendiz de seu avô, mesmo ele nunca tendo aceito um aprendiz.

"Pareceu-lhe, por um segundo, ter encontrado a resposta para todos os seus problemas. Já não chorava mais. Sentiu o cheiro salgado invadir o seu ser enchendo o ar de promessas de paz e silêncio. Foi se aproximando perigosamente da borda." pág 27

Seu primeiro contato com a princesa foi um tanto quanto inusitado.

Agora a princesa tem em seu quarto um espelho diferente, onde um homem aparece nele, porém a princesa não consegue ouvi-lo e atrás deste espelho há uma frase, porém ela não sabe ler, com isso pede ajuda à Abner e eles saem numa jornada inesquecível, cheio de aventuras e tendo que aguentar firme para chegar a seu final.
"Que tudo volte ao seu devido tempo, espírito de luz guiado pelo vento, devolva a todos tudo o que se perdeu, acolha de novo Vida a aquele de quem se esqueceu!" Pág 247
O Livro tem uma história legal, dinâmica, cheia de detalhes, porém achei que não me chamou tanto a atenção.
Gosto muito mais de livros em primeira pessoa, talvez isso tenha me feito ter uma certa dificuldade em me apegar a ele.
O que me incomodou muito foi a revisão também, por diversas vezes encontrei alguns erros com nome dos personagens errados, uma pena.
Agora o livro continua sua viagem seguindo até o próximo blog.
Muita luz e sucesso à Gislaine =]
comentários(0)comente



Moonlight Books 26/02/2013

Leia esta e outras resenhas no blog Moonlight Books, http://www.moonlightbooks.net
Um cenário medieval, a Inquisição, um jovem que busca na sabedoria de um grande mago desenvolver seu dom para a magia, um povo com costumes únicos e uma família real amaldiçoada. Junte estes elementos e embarque na leitura deste livro.

O jovem Abner nasceu em uma família cristã, mas seus laços de sangue com o grande mago Aluanã, o levam a deixar sua família e partir em busca deste sábio homem. O mago é o avô de Abner, e o rapaz sabe que só aprenderá o que deseja com ele, mesmo que isso não seja aprovado por seu pai.

Nosso aventureiro chega então a cidade de Rubia, um local que devido as lutas entre a igreja e os magos, está em franca decadência. Como se isso não fosse suficiente, a família real sofre para encontrar um herdeiro para o trono, vítima de uma maldição, eles tiveram sua rainha assassinada, o príncipe desaparecido e a jovem princesa Loiane transformada numa menina- gato. O rei mesmo casando novamente, não foi agraciado com outros filhos e devido a estranha situação de Loiane, nenhum rapaz quer casar com ela.

Abner imaginava ser apenas um aprendiz, mas ao conhecer Loiane, as vidas dos dois jovens entrelaçaram-se de forma única. Ele para estudar com o avô, precisará resolver um enigma, ela para salvar o reino de seu pai dos inimigos, precisará quebrar a maldição. Juntos eles descobrem que existe o Tomogaia, um livro mágico que tem a resposta para tudo, inclusive seus problemas. Com coragem e fé, Loiane e Abner partem em uma jornada de vida e morte, onde logo fica claro que eles serão apenas dois peões em um jogo muito maior, entre o bem e o mal.

Desde a primeira página a história me prendeu, adoro enredos que tenham como pano de fundo a era medieval, as tradições desta época e a magia intrinsecamente ligada a elas, que sempre me fascinaram. Com este livro não foi diferente, a autora conseguiu criar uma trama muito envolvente, com personagens bem construídos, mocinhos que encantam e vilões odiosos.

Loiane e Abner são as estrelas do livro. Ela é uma pessoa boa e humilde, mesmo desprezada pelo pai, por ser amaldiçoada, não deixa de amá -lo e desejar o melhor para o reino. Vive reclusa, tendo como companhia apenas sua empregadas, as únicas que não a consideram uma personificação do mal, por causa de sua aparência ímpar. Loiane, apesar de ter apenas 15 anos, é muito madura, passa normalmente por uma jovem de 20 a 22 anos, mesmo em alguns pontos sendo totalmente inexperiente, compensa em outros mostrando coragem e determinação. Não é uma protagonista cheia de frescuras e lamentações.

Abner é o cara bem humorado e provocador, metido a sabichão. Ela cativa o leitor facilmente, fazendo um contrapeso com a triste situação de Loiane. Por vezes ele tenta ser frio e distante, mas a vida trata de abrir seus coração.

A jornada em busca do Tomogaia é cheia de armadilhas e cenários fantásticos com sombras do passado e almas que buscam salvação . Nossos protagonistas cruzam a linha tênue entre a vida e a morte. Mais uma vez o amadurecimento da princesa surpreende, mesmo enfrentando situações traumáticas, em especial para uma mulher, ela não se deixa arrefecer, ergue a cabeça e luta tanto por sua vida, quanto pela do rapaz. Na verdade Loiane é muito mais corajosa e batalhadora que Abner.

Entre situações inusitadas e constrangedoras, os jovens desenvolvem laços muitos fortes, permeados de muito respeito, lealdade e companheirismo, que nos fazem ficar na expectativa de um romance. São sinais sutis e singelos, mas nem por isso menos emocionantes.

O livro é narrado em terceira pessoa, tem uma linguagem bem peculiar no começo, mas não implica no entendimento do leitor. O que achei uma pena foi a revisão do livro, existem mutos erros mesmo, é uma excelente história e merece uma nova edição urgente.

O final do livro é estarrecedor, a busca do jovens revela uma verdade muito triste, confesso que não foi o final que eu desejava, acho que após tanta luta e sofrimento, Abner e Loiane deveriam ter sido melhor recompensados, no entanto a obra construída por Gislene Vieira é muito boa e criativa, apreciei cada trechinho desta linda história, mesmo não tendo concordado com o final. Acho que uma continuação caberia bem, não por terem ficados pontas soltas, mas por desejar algo mais para Abner e Loiane.
comentários(0)comente



Pamela Chris 23/02/2013

www.pamelachris.blogspot.com
Assim que comecei a ler as primeiras frases percebi que iria me apaixonar pela história. O livro é encantador e a cada minuto que passa você quer simplesmente parar o tempo, apenas pelo prazer de nunca ter que interromper a leitura.
Loiane é uma princesa que sofreu uma terrível maldição: ao mesmo tempo em que seu irmão desapareceu suas feições se tornaram felinas, fazendo com que seus olhos fossem os de um gato. Agora, como única descendente do reino de Rúbia, precisa de herdeiros para manter a casa dos D’Nort no trono de Rúbia. Porém como fazer isso se nenhum pretendente consegue sequer olhar em seus olhos sem correr apavorado?
Por conta disso a princesa teve uma vida solitária e bastante triste, pois não apenas o povo e a Igreja a desprezavam, como seu próprio pai. E num ataque de fúria ela acaba quebrando o espelho de seu quarto. Até aí estaria tudo bem se, ao trocar o espelho, ela não descobrisse algo que mudaria para sempre o destino do reino. Porém, para trazer a felicidade, o preço seria muito mais algo do que ela poderia imaginar...
A cada capítulo eu descobria algo novo, e não menos surpreendente. A trama foi bem escrita (sim, me apaixonei pela narrativa da autora) e situações inesperadas foram postas de uma maneira bem interessante. Ou seja, bem armado e inteligente. Abner se mostrou um rapaz interessante e Loiane bem determinada apensar das coisas pelas quais passou. Se há algo para reclamar no livro foi que o achei curto demais, rsrs. Acredito que alguns personagens pudessem ter sido mais explorados, porém a história não perde seu encanto por isso.
A solução para o problema foi, sem dúvida, surpreendente. Mesmo com algumas dicas dadas ao longo do livro, era para mim impossível acreditar na “verdade”. Nunca que eu iria imaginar algo como aquilo. E, tenho que concordar, a maldição foi sagaz e muito, muito cruel.
Um livro que nos fala de solidão, mistérios, amores e sacrifícios. Nem tudo pode ser como nós queremos, mas talvez melhor do que planejamos. O final é, obviamente, surpreendente. E devo dizer que me encantou.
comentários(0)comente



Jeniffer Viana 25/01/2013

A Princesa com Olhos de Gato - Resenha originalmente publicada em meu blog, Doce Sabor dos Livros
Quer conferir as minhas impressões sobre esse livro?
Acesse o link abaixo! É rapidinho e você não vai se arrepender.



site: http://docesabordoslivros.blogspot.com.br/2013/01/resenha-princesa-com-olhos-de-gato.html
comentários(0)comente



Fabi 13/09/2012

A jovem Princesa com Olhos de Gato e seu Destino
A Princesa com Olhos de Gato tem uma capa muito bonita e de acordo com a história, somente no meio da leitura que me dei conta do significado dela. O livro conta com um projeto gráfico lindo, com direito a ilustração de um gatinho em todas as páginas e pequenos olhos de gato quando a narração muda de personagem. Além do papel amarelinho, um capricho total da Modo Editora que deixou o livro lindo.

A história começa com a chegada do viajante Abner ao Reino de Rúbia. O Jovem rapaz que tem dons mágicos vai ao palácio atrás de seu avô o grande feiticeiro Aluanã. Assim que chega, em uma situação inusitada, conhece a Princesa Loiane. Que quando criança foi amaldiçoada por um estranho feitiço, ela tem os olhos de gato. A linguagem e descrição da autora, apresentam o Reino de Rúbia e seus personagens nos envolvendo na leitura.

"Seus movimentos silenciosos e ligeiros lembravam muito os de um felino. A velha dama Mildred, mentora de Loiane, havia lhe dito que uma vez a vira despencar do alto de uma árvore quando ainda era criança. A garota, se contorcendo em pleno ar, caíra de pé sem um único arranhão." ( trecho página 23 )


A princesa, por conta de sua condição, vive solitária e infeliz, pois quase todos têm medo dela e a evitam. O maior objetivo de seu pai, o Rei Henrique, é casar Loiane para que possa ter um herdeiro da Casa dos D'Nort.

" Abner viu quando a princesa entrou no salão que havia sido especialmente preparado para o baile. Seguida de sua dama de companhia e um séquito de outras jovens, ela esquadrinhou o local com seu olhar felino. A reação do convidados a esta súbita entrada foi quase que imediata. Um clima pesado caiu sobre os presentes..." ( trecho página 60 )

Por motivos independentes, Abner e Loiane se veem unidos pelo destino e dão início a uma viagem, contando como companheiros: o cachorro Redrã e o cavalo Tencedor. Essa nova fase será marcada por aventuras, perigos, mágicas e revelações. Abner tem a intenção de se tornar um grande feiticeiro e Loiane tem o propósito de desfazer a maldição que se abateu sobre sua família.

" Tornava-se cada vez mais claro para ele que duas forças estavam atuando naquela viagem e que ele e a jovem princesa eram peças de um jogo entre gigantes" (trecho página 151)

Minhas Impressões
Tenho que fazer uma observação sobre a sinopse, na minha opinião a única falha do livro, pois não reflete o maravilhoso conteúdo do mesmo.
A leitura me envolveu completamente. Impossível não se solidarizar com a jovem princesa com olhos de gato e seu destino. O convívio dela com Abner aumentou minha empatia pela moça. As questões levantadas no início me fizeram refletir sobre a discriminação que Loiane sofre, somente porque ela é diferente dos outros.
A aventura, além do entretenimento, me fez refletir em princípios importantes como: o valor da amizade, lealdade, o poder do amor incondicional, a necessidade de avaliar as pessoas além das aparências, auto-conhecimento, crescimento interior e refletir até que ponto devemos nos sacrificar para fazer o que é certo? Eu, que sou uma manteiga derretida, chorei em vários trechos. O final é surpreendente!

Enfim, uma leitura imperdível que recomendo a todos!

http://fabianacardosoescritora.blogspot.com.br/2012/07/a-princesa-com-olhos-de-gato-resenha_29.html
comentários(0)comente



Lhaisa Andria 27/05/2012

A mais humana das criaturas, se não fossem seus olhos de gato...
O livro Princesa com Olhos de Gato a principio parece ser uma história complicada de se acompanhar, por ter uma narração densa, com palavras únicas usadas para compor todo um cenário. Porém, logo nos vemos presos em suas páginas de forma que é difícil nos afastarmos da leitura.

O que se estende a nossa frente não são páginas impressas, mas sim a medieval Rúbia e a sua estanha princesa menina-gato, que se vê como o centro de uma maldição que aflige todo o reino. Com a chegada de Abner, neto do feiticeiro Aluanã, ao mesmo tempo em que uma série de fatos importantes acontecem no castelo, se dá início a jornada em busca do artefato capaz de reverter todas as maldições. Porém, nesse caminho haverá tanto aventuras perigosas onde amigos preciosos são perdidos, quanto revelações sobre o passado que dão um rumo inesperado a história.

Sempre gostei de histórias de fantasia em épocas medievais. Mas, quando essas duas se aliam de uma forma tão perfeita, é difícil não ficar completamente encantada. Gislene não somente narra com sua alma de artista, como cria um mundo tão cheio de peculiaridades e colorido das cortes de séculos atrás, que ficamos nos perguntando ‘Onde estava essa história que eu não conhecia ainda?’. E a magia é aquela mesma que sempre esteve em todos os contos de fantasia repletos de bruxas e feiticeiros, com o detalhe de ela ser apenas um instrumento para a magia que residem na própria humanidade: mais mágico do que poderes sobre os elementos da natureza é o poder da coragem em enfrentar nossos maiores medos por aquilo que acreditamos ser o certo.

A Princesa com Olhos de Gatos é uma obra brasileira que não perde em nada para grandes livros que há anos estão em bibliotecas ao redor do mundo. Se deixe levar por essa história encantadora e veja tudo através dos olhos felinos da estranha princesa do Reino de Rúbia.
comentários(0)comente



15 encontrados | exibindo 1 a 15