Luar de Sangue

Luar de Sangue Dione Mara Souto da Rosa




Resenhas - Luar de sangue


7 encontrados | exibindo 1 a 7


Anna Gabby - L&V 15/02/2014

Bruxas, Vampiros e Detetives
Durante a inquisição Anne, Denise e Natacha que são três sacerdotisas celtas foram perseguidas. E graças à sede de poder de uma delas, as outras foram condenadas a diversas torturas e a um fim terrível.
Nos dias atuais, Anne é uma garota frágil e quando conhece Dimitri fica completamente encantada. Andrew e Bóris, os pais decidem pelo casamento já que são parceiros comerciais, os jovens logo aceitam. Mas Dimitri tem outra mulher, Denise. Ela é possessiva e não vai aceitar dividir Dimitri. O casal trama um golpe contra Anne.
Dimitri possui um irmão gêmeo, Andrei, ambos nunca se deram bem e graças a mais uma briga eles sofreram um terrível acidente. Natacha, a grande sacerdotisa dos celtas, não aceita ver os filhos naquele estado e implora ao marido Andrew que dê aos jovens uma nova vida. Para que a paz não fosse perdida pela eternidade, eles são condenados a viver em países completamente distantes.
Voltando a jovem Anne, o golpe deu certo, mas graças a um desconhecido ela é salva. Não suportando toda a traição pela qual passou entra em grave caso de depressão, chegando a extremos. Obrigando o desconhecido que a salvou, a agir novamente e dessa vez ele também age de forma extrema, sequestra a garota e apaga sua memória. Quem será o estranho? O que ele fará a Anne? A polícia conseguirá salvá-la? Ela vai querer se afastar do seu raptor/salvador? Que segredos todos eles escondem? Quem são Anne, Denise e Natacha? Andrei e Dimitri continuaram lutando eternamente?
A narrativa é feita por uma Anne que está à frente de nós na história e por isso ela narra de forma onisciente e onipresente. Mas vai contando aos poucos e não há uma linearidade entre os capítulos, ora vamos aos fatos atuais e ora vamos ao tempo da inquisição, conhecer os mistérios que cercam todos eles, o que exige bastante atenção. A cada capítulo nós vamos construindo a linha do tempo da história e acrescentando mais detalhes aos fatos que conhecemos (gosto muito disso). Alguns trechos são feitos por um narrador que não me pareceu a Anne.
A trama e seu desenvolvimento são interessantes e nos instigam a continuar a ler. Pois os capítulos não são sequenciais. Os personagens são bons, suas atitudes em alguns casos foram impulsivas, agora percebo que essa é maior característica deles, são todos extremamente passionais, todos agem movidos pelos sentimentos sem medir consequências.
Infelizmente notei falhas na linha cronológica e no desenvolvimento. Há alguns fatos que não se encaixam na cronologia, como a época da gravidez dos gêmeos, a data e a forma como foi o acidente, simplesmente não bate. No desenvolvimento, percebi que alguns fatos são narrados mais de uma vez de forma diferente. Por exemplo, o sequestrador fala para Anne onde eles estão e uns momentos mais a frente ela se vê tentando descobrir onde eles estão. Isso foi confuso e eu acredito que uma revisão mais atenta poderia ter visto essas inconstâncias. A combinação entre as crenças celtas, os vampiros e uma investigação policial foi interessante, mas um cuidado maior com o desenvolvimento e com os detalhes faltou.
A diagramação é simples e bonita, a cada capitulo temos um título e um símbolo celta (o trícele). As páginas são amarelas e a fonte tem um tamanho bom.
Apesar dos problemas que citei anteriormente, Luar de Sangue foi uma leitura agradável, mas em alguns momentos mórbida, devido a Anne ter entrado em depressão e depois ficar “perdida” sem memória. Ela evolui bastante no decorrer da história, criando mais amor próprio e um sentimento pelo sequestrador. Isso lembra a síndrome de estolcomo (eu sei), entretanto fica nas entrelinhas que eles estavam interligados desde sempre. Só lendo para entender.
No mais, gostaria de mencionar que gostei bastante da premissa e vejo um bom potencial na autora, mas alguns aprimoramentos são importantes.
O final é fechado, mas há um gancho para possíveis continuações.

site: http://anna-gabby.blogspot.com.br/2014/02/luar-de-sangue-dione-mara.html
comentários(0)comente



Kinha 07/01/2014

Frustante
Não sei qual é o problema da editora novo século, no entanto, posso dizer que o selo “novos talentos da literatura brasileira” está precisando urgentemente de revisores. Luar de Sangue é o segundo livro que leio dessa editora com o mesmo problema. Erros de continuidade que poderiam ser eliminados com uma boa revisão de texto, erros que mesmo o autor possuindo algum talento não dá para deixar passar. Não são alguns erros pontuais. São vários erros ao longo do texto.

Fiquei bastante chateada com alguns erros, foi difícil continuar a desfrutar da história com tantos erros. E só para ter uma ideia, colocarei duas partes do texto:

“Ele, ainda ajoelhado, disse que estávamos em Paris, na França” (Pág 98 linha 1)

“O homem falava francês. Estou na França!” (Pág 115 linha 31)

Ainda não percebeu o erro? Então olhe os números das páginas. O cara já tinha dito que estavam na França, então porque ela fica surpresa por estar na França? Esse foi um, dos muitos erros que encontrei no livro.

Foi muito frustrante. Os personagens não tinham expressão era tudo muito mecânico, as falas não soavam naturais, mas sim artificiais, havia alguns partes bastante repetitivas. A personagem principal (uma voz feminina), narrava a história e fatos que ela nem mesmo tinha consciência ou noção (o que dava certo desconforto a quem estava lendo). A história começou bem, mas na metade ela já não fazia mais sentido, por isso não terminei de ler e não recomendaria esse livro a ninguém.


Karina 01/01/2014

História incrível e muito envolvente.
Desenvolvimento maravilhosa, mas o final foi rápido e deixou a desejar. Será que tem continuação?
comentários(0)comente



Rafaella 25/07/2013

Na Idade Média duas bruxas foram perseguidas pela igreja e o que Anne e Natacha não sabiam era que Denise, uma amiga, foi quem as denunciou porque queria ter para si o tríscele e assim dominar os povos. Anne e Natacha foram mortas, porém a segunda sacerdotisa foi salva por Andrew, seu companheiro e vampiro, assim conseguiu dar a luz aos gêmeos Andrei e Dimitri.

Os irmãos, desde pequenos, viviam se desentendendo e a situação ficou tão complicada a ponto de ambos morrerem. Andrew tomou a decisão de torná-los vampiros, porém isso fez com que os superiores deixassem ambos viver com a condição de se separarem e cada um viver com um dos pais. Natacha ficou com Andrei na Romênia e Andrew teve que se mudar para com Brasil junto com Dimitri.

No Brasil, mais especificamente em Curitiba, Andrew conhece Bóris Rozebilt e viram sócios. Por sua vez, Dimitri acaba tendo um envolvimento amoroso com Anne, filho do sócio de Andrew e acabam se casando. Quando marido e mulher estavam indo para a lua de mel, Dimitri dá uma injeção letal na recém casada e a larga na beira da estrada. Além de transferir todo o dinheiro de Anne para contas espalhadas por todo o mundo. Antes do casamento, com a ajuda de Denise, Dimitri arquitetou um plano de matar Anne e fazer com que Andrei pagasse por seu crime, uma vez que mandou um convite de casamento para o irmão. O que ele não contava é que Andrei os seguisse e salvasse Anne.


"Meus olhos despertavam em uma dimensão desconhecida. Abri minhas pálpebras repetidas vezes para certificar-me de que não estava sonhando. Estava deitada em uma enorme cama, em um quarto estranho. Apenas um abajur por testemunha e, por instantes, pensei que estaria morta. Será que estou viva?" Página 95


Com esta tentativa de assassinato a jovem ficou bastante perturbada e causava cortes em sua pele para se aliviar da dor emocional que estava sentindo, porque estava apaixonada por Dimitri. Em um momento derradeiro a jovem corta seus pulsos e espera a morte, porém Andrei a salva novamente e a leva consigo. Os dois passam por diversos países e Anne acaba sendo levada a crer que está em cárcere privado, o que acontecia em partes, pois Andrei sabia que se a deixasse sozinha Dimitri e Denise voltariam a tentar matá-la e por fim acabar o serviço.

Enquanto isso, no Brasil, Bóris Rozebilt move céus e terras em busca de sua filha desaparecida. Porém o empresário não aceita as suposições de que este desaparecimento tem fundo sobrenatural. Algum tempo depois duas pessoas ligadas ao caso morrem misteriosamente e Bóris decide contratar uma pessoa para descobrir o que realmente aconteceu com Anne e assim à busca começa a ir para frente.

" Por que devo caminhar de braços dados com um monstro? Tenho a nítida sensação de que Andrei esconde algo e eu não quero parecer íntima dele. O que ele pretende comigo? O que mais me irrita é não ter memórias, parece que tive um esvaziamento total na mente." Página 141

Narrado em primeira pessoa, por Anne, a jovem se mostra onisciente e isso trouxe à leitura uma riqueza de detalhes da perspectiva da jovem. A leitura é bastante fácil e a protagonista acaba cometendo algumas burradas tendo como finalidade conseguir a tão almejada libertação de Andrei, porém é por meio destas ações impensadas que o destino vai se cumprindo e Anne tem uma melhor visão de quem é e o motivo para ter conexão com os gêmeos. A autora fez um excelente trabalho e esta é uma das melhores histórias de vampiros que li nos últimos tempos porque na obra foram conservadas as tradições de dormir em caixões e carbonizar no sol, o que já é uma vitória tendo em vista os vampiros vegetarianos que existem na atualidade. A princípio achei Anne Rozebilt uma menina mimada e insossa, porém ao longo da obra a protagonista começa a se descobrir mulher e isso foi bastante interessante de acompanhar. Sem dúvidas a obra é recomendada para você que gosta de histórias sobrenaturais regadas a sangue e muita morte, além de - é claro - muito suspense proporcionado pela busca por Anne.


" As brumas, por fim, estavam se abrindo para solucionar o meu desaparecimento, mas o caso ainda estava longe de ser definitivamente resolvido..." Página 179

site: http://laviestallieurs.blogspot.com.br/2013/06/resenha-luar-de-sangue-dione-mara-souto.html
comentários(0)comente



Fernanda 14/06/2013

RESENHA NO BLOG SEGREDOS EM LIVROS

http://www.segredosemlivros.com/2013/06/resenha-luar-de-sangue-dione-mara-souto.html

Resenha: Luar de Sangue possui uma narrativa complexa e detalhada, abrangendo vários pontos importantes da história em um só ponto central, causando euforia e suspense ao leitor. O livro tem como personagens, os vampiros – entre outros seres – e engloba uma trama repleta de ação, drama e romance. É uma história completa que não deixa pontas soltas e responde todas as nossas dúvidas, somente pelo fato de que há uma continuação...e bom, resta esperar pela próximas aventuras.

Na trama somos apresentados inicialmente, a Anne, Natacha e Denise. Essas três mulheres mantém uma união que é ligada a religião celta e juntas, acabam enfrentando um grande desafio por causa da Inquisição. Vocês já devem imaginar que o livro nos transporta para uma ambientação passada, com vários costumes consagrados e até certo pontos, cruéis. Mas não pense que as cenas se passarão só nessa época, porque estes acontecimentos são apenas o pontapé inicial para os acontecimentos narrados no futuro próximo. Destacando que algumas cenas se passam na Romênia, enquanto outras no Brasil. Dione criou um início incrível, levando o leitor a criar expectativas sobre o que poderia vir a seguir.

“Sou Anne Rozeblit, talvez ainda um fantasma que precisa encontrar um corpo, todavia, antes de tudo, alguém que precisa encontrar o seu verdadeiro caminho. Pg.21

Como já citei anteriormente, a história se torna complexa justamente por conter muitas informações. Vou tentar fazer um resumo mais explicativo e que não venha confundir vocês. A personagem principal é Anne, que passou por várias tribulações em sua vida, e por tal motivo, não sabe a real importância que tem. Ela estava envolvida com Dimitri, porém depois de alguns desapontamentos, ela se viu desiludida, até que Andrei, o irmão gêmeo de Dimitri entra em cena. Todos esses fatos acontecem no tempo atual e Anne não lembra do que lhe ocorreu no passado e por esse motivo se vê tão perdida e desiludida. Dimitri e Denise também entram em cena novamente para causar uma confusão maior ainda.

“Não lhe deixarei morrer, meu amor. Nem você, nem nossos filhos. Dar-lhe-ei vida novamente.” Pg.101

A história tem um foco central muito importante, mas acho que pelo fato de haver tantas intercalações, os acontecimentos acabaram ficando meio corriqueiros. Por outro lado, é perceptível o quanto a autora se empenhou para desenvolver um enredo forte e comovente. É uma boa leitura para quem curte livros de fantasia e romance.

RESENHA NO BLOG SEGREDOS EM LIVROS

http://www.segredosemlivros.com/2013/06/resenha-luar-de-sangue-dione-mara-souto.html
comentários(0)comente



Ana 21/04/2013

Mistério
Sobre passado e presente, uma traição que mudará a história de três mulheres, interligadas por uma profecia e um objeto de poder. Uma narrativa sobre a escuridão profunda, bruxas e vampiros que vai levar o leitor rumo ao desconhecido.
Em plena idade média na Bretanha, atual França, três sacerdotisas celtas, Anne, Denise e Natacha se escodem da Inquisição. Uma delas é guardiã de um objeto sagrado que motiva uma terrível traição- Denise denuncia as suas companheiras para roubar a relíquia sagrada- Em decorrência duas sacerdotisas são cruelmente assassinadas, no entanto, antes de morrer Natacha sem saber da traição profetiza que os filhos gêmeos no seu ventre se casem um dia com Denise e Anne. Como ela é casada com um vampiro Andrew, ele a trás de volta a vida com seus dois filhos.
No tempo atual no Brasil, Anne Rozeblit é enganada por Dimitri que tenta matá-la com a ajuda de Denise, logo após terem se casado, ela é salva da morte por um desconhecido. No entanto, Anne entra em profunda depressão e tenta se matar é salva novamente por Andrei que é o irmão gêmeo de Dimitri, são os filhos de Natasha, que agora vivem no século presente. Dimitri e Andrei são grandes inimigos que quando mais jovens sofreram um acidente, devido as suas divergências e morreram, por isso o pai dos gêmeos, Andrew os transformou em vampiros.
Após salvar Anne, Andrei decide raptá-la, temendo que o seu irmão saiba que ela sobreviveu e tente assassiná-la de novo. A profecia de Natacha se concretiza, Andrei se apaixona perdidamente por Anne que é a mesma sacerdotisa do passado, a princípio como ela está confusa e sem memória vê o vampiro como seu carrasco e raptor, mas aos poucos se apaixona pelos olhos azuis e pelo estonteante charme de Andrei.
Por outro lado Dimitri vive um tempo de paixão com Denise, a sacerdotisa traidora do passado, porém logo se cansa dela e volta a pensar em Anne. Denise por sua vez é uma bruxa e vampira ligada ao demônio que se transforma em serpente, ela nutri grande ódio por Anne e quer vê-la morta. Tudo que ela mais almeja é ter o objeto sagrado e ser a rainha dos vampiros ao lado de Dimitri, mas para isso teria que engravidar, mas ela é estéril.
Destaco o romance entre Anne e Andrei que teve elementos como ódio e uma grande paixão. Ainda que ela não queira não pode resistir a grande devoção e aos estonteantes olhos azuis do vampiro Andrei.
Há ainda, sangue, mistério e suspense, é, sobretudo, sobre seres da noite de pele fria que vão seduzir as leitoras.

“Quem não enlouqueceria por ele? Eu não quero e não posso. Mas o meu coração estava aos pulos, contrariando todas as minhas razões.”
comentários(0)comente



7 encontrados | exibindo 1 a 7