Da boca pra dentro

Da boca pra dentro Yohana Sanfer




Resenhas - Da boca pra dentro


29 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2


Nu e As 1001 Nuccias 26/12/2017

Resenha do blog As 1001 Nuccias
*Resenhista: Nuccia De Cicco / Quotes e imagens no link do blog.

Da Boca pra dentro veio parar em minhas mãos de forma um tanto inusitada. Minha irmã conheceu a autora em seu curso da pós-graduação de pedagogia. Conversa vai, conversa vem, meu livro foi e o dela veio. E eu estou imensamente agradecida por recebê-lo e trazer agora a resenha pra vocês.
É um livro de crônicas, aqueles textos em que o autor reflete sobre a vida, sobre si mesmo, sobre o que acontece ao seu redor e "conversa" com o leitor. Então, não, não é um livro de ficção, mas tem sim uma linda história. História de vida, história de amores, de sentimentos.

O título do livro é explicado em um capítulo/crônica de mesmo nome. Como explicar... acho que só com uma citação mesmo:

"Moram da boca pra dentro nossos silêncios falhos, nossas falas eternizadas na lembrança de alguém, o sentimento entregue num agradecimento, numa saudação sincera, numa notícia boa, numa declaração de amor. Andei pensando que viver, viver de verdade, tem de valer os perigos e percalços dos labirintos de nossos anseios. (...) Viver tem de vir de dentro. Da boca pra dentro. De tudo que vier do coração."

Entendam a beleza do livro: você se identifica. Muito mais do que com qualquer personagem criado em quaisquer dessas loucas ficções, fantasias e distopias por aí. Você se identifica porque também tem esses sentimentos, também os guarda da sua boca pra dentro.

Yohana conseguiu uma façanha em minha carreira como escritora. São quase 3 anos e eu escrevi apenas uma crônica. Pois é, a doida que começou por uma biografia não tem o costume de "crônicar". Ei.. peraí! Não "tinha"! Após a leitura, vi que meu receio era pura embromação! Medo crônico!

Todos os textos são primorosos, você se embala nas sensações. Algumas são para refletir, outras para divertir, muitas para amar. Fechei o livro desejando amores, lembranças, questionamentos como os dela. Fechei o livro querendo ler de novo.

A edição é bem simples, mas primorosa. As crônicas são entremeadas por poesias. Páginas amareladas, fontes em bom tamanho, revisão impecável. A Vermelho Marinho Editora me era desconhecida até então e gostei muito de ter sido apresentada através desse livro.

Eu nem sei mais o que dizer aqui na resenha pra convencer vocês de que o livro virou um dos meus favoritos. Talvez, pelas citações, mas nem são todas, fui obrigada a maneirar!

Enfim, leiam, leiam mesmo!

site: http://1001nuccias.blogspot.com.br/2017/12/resenha-livro-da-boca-pra-dentro.html
comentários(0)comente



Alexia | @osdeliriosliterariosdelex 14/10/2016

Impressões ♥
São cronicas do cotidiano, mas com algo especial: a poesia. Muitas vezes passamos por tanta poesia no dia-a-dia e nem percebemos. Já a Yohana não, ela fica atenta a tudo que é belo e depois coloca tudo no papel e nos faz suspirar a cada cronica, a cada rima, a cada palavra!

Eu simplesmente adorei o livro. No começo achei que fossem historias inventadas, mas logo depois eu senti uma forte conexão entre mim e ela só pelo fato de estar lendo sobre aqueles fatos do cotidiano. Era como se nós fossemos amigas de longa data e estivéssemos falando sobre nossa semana, sobre o que vimos, o que fizemos e o que sentimos.
Eu acabei me identificando e me surpreendendo bastante com tudo que ela escreve. As cronicas carregam sentimentos e uma forma diferente de ver tudo ao redor e eu acabei revendo algumas coisas que acontecem contigo. É aquele livro que você para no meio da leitura e pensa: "cara eu já passei por isso" ou então "como eu nunca pensei assim?", principalmente por falar de assuntos como saudades, família, amor e etc.

O livro carrega uma certa simplicidade complexa. Apesar das poesias e de algumas palavras um pouco mais complicadas, você consegue entender e se pega refletindo sobre o que foi dito. Eu já havia conversado um pouco com a autora e ela havia me dito que era grande fã da Martha Medeiros e quando eu li as cronicas eu vi que a forma como ela escreve e pensa se parece bastante com a da Martha. Ou seja, o livro é maravilhoso. E eu não sei como ela ainda não bombou no mercado literário, mas te digo uma coisa: com essa escrita, não irá demorar muito para vocês ouvirem falar bastante no nome dela.
Por ultimo, o design do livro. Por foto pode não parecer, mas o livro tem uma cor linda! Quando eu vi chega fiquei encantada. Eu gostei bastante da capa e tem um cheiro delicioso, hahaha. Paginas amareladas (♥), espaçamento ótimo e um bom tamanho das letras. São 159 paginas de muita poesia e amor! Vale muito a pena comprar.

*Resenha de 2014
comentários(0)comente



Carla Brandão 26/06/2016

Essa é a primeira vez que resenho um livro de crônicas e fico muito feliz pela estreia ser com esse livro. Da boca pra dentro me chamou atenção pelo título primeiro, depois pela capa e ganhou meu coração ao conhecer o conteúdo de suas páginas.

Em crônicas curtas, Yohana Sanfer fala de temas como amor, amizade, família e saudade. Sua escrita é cuidadosa, apaixonada e apaixonante. É um livro que pode ser lido aos poucos, uma ou duas crônicas por dia, pra quem consegue se conter ou pra ser devorado de uma vez só - como eu fiz -, caso a curiosidade pelas lindas surpresas que estão por vir seja maior.

Impossível não se identificar com algum trecho ou não ter uma crônica preferida (a minha é Inteira). Mais do que indicado! Principalmente pra quem gosta de ler e sorrir, suspirar, ficar com os olhos marejados, enfim, se emocionar.

site: https://blog-entre-aspas.blogspot.com.br/2013/11/resenha-da-boca-pra-dentro-yohana-sanfer.html
comentários(0)comente



sentilivros 07/11/2015

resenha de da boca pra dentro
"Viver tem de vir de dentro. Da boca pra dentro. De tudo que vier do coração." pg. 61
O livro é composto por crônicas cotidianas, mas estas tem um elemento diferencial, a emoção. Cada texto da para sentir as emoções da Yohana. É como se estivéssemos sentido e conhecendo sua alma.
Um livro muito bem escrito e poético. Não há como expressar em palavras os sentimentos que nos tomam conta, ou melhor, nos arrebatam durante a leitura. Só lendo para sentir...
Como o livro é composto por 54 textos, não tem como falar de cada um. Alguns nos preenchem a alma.
Esse é o caso de Genuíno o primeiro texto do livro. Fala do amor, de como esse sentimento é importante. Não vou ficar esmiuçando cada texto, mas vou deixar uma quote *-*.
"Amar a passos largos, peito aberto, palavras escancaradas e faíscas na alma. Um amar que transborde." pg. 14
O Mais bonito é outro texto que amei! Desconstrói o amor perfeito e prova o valor do AMOR.
"... Amor também sangra, também se perde. Precisa ser regado, vigiado, refeito, costurado, remendado se for preciso, se nos fizer feliz." pg.19
Torço pra realizar o nome do texto já diz sobre o que se trata. São os desejos da Yohana e a gente acaba por se identificar com seus desejos, simples e complexos como os de todo ser humano.
"Desejo que todos os dias de outono e que em todas as noites haja um céu estrelado pra nos inspirar." pg. 25
Baú fala de lembranças e dos sentimentos que elas nos trazem...
"Parecem esquecidos, mas ainda estão lá dentro de nós. Alguns despertam conforto, outros pesam, machucam... "pg.100
Ainda bem é um texto tão particular e tão emocional que nos arrebata. Eu amei, por que me sinto assim com meu pai e esse texto... me deixa sem palavras!
"Dedicação. De não ter e ainda assim me dar. De me pôr em primeiro lugar, de me defender, me apoiar e me apoiar e participar cegamente de tudo que eu fui capaz de inventar..." pg. 117
Não flexione o sentimento é uma reflexão sobre nossos "gêneros", ideias e ideologias. Desconstruindo com a zarão e emoção. Fantástico!
"No amor somos iguais. Ou ao menos deveríamos. Por isso te peço: não flexione o sentimento. Amor não deve ter gênero e gênero não deve ter grau." pg. 135
Sei que falem de poucos, mas todos os textos são maravilhosos. esses me marcaram a alma. E, por isso, peço...Leiam!!!
Recomendo!

site: http://sentimentonoslivros.blogspot.com.br/2015/11/da-boca-pra-dentro-yohana-sanfer.html
comentários(0)comente



LetíciaBaldez 18/09/2015

[RESENHA] #DA BOCA PRA DENTRO
O livro se trata de diversas crônicas que abordam diversos assuntos como a amizade, o amor, a paixão, o amor maternal e paternal, como se enxerga a vida e por aí vai. O livro é muito dinâmico, fala sobre o cotidiano e sobre o que se passa na cabeça da autora, durante a leitura pude perceber nuances da vida dela, a autora se utilizou de cenas do dia a dia para criar suas linhas e conquistar meu afeto.
No decorrer dos capítulos conhecemos diversas façanhas da autora no amor, na vida, com o irmão mais novo, é muito divertido quando ela fala sobre como o amor é visto por homens e mulheres, que não devemos viver sem nos arriscar, sem levantar hipóteses e ter opinião própria.

Em um capítulo em especial ela conta como é impulsiva e que não consegue se conter diante de um fato que não a agrada e eu fiquei imaginando como seriam suas reações dentro do contexto em que eu vivo. De como ela é firme em suas decisões e que não se arrepende do que faz, na verdade tem orgulho de viver da sua própria forma, sem padrões, sem limites.
Em vários capítulos me senti como se tivesse sido escrito pra mim ou por mim, me identifiquei com as palavras e com as frases de destaque que tinham em determinadas páginas do livro.

“Adoro quando quase me convence de que está bravo quando mordo seu braço...”.

Separei esse quote em especial, mas unicamente esta parte, pois descreve com exatidão o que vivo com meu amor, eu mordo ele e ele sempre finge estar zangado quando na verdade está louco de vontade de rir e talvez me morder também!

"Não gosto quando arruma minha bagunça. Viro fera quando veste a implicância e dá de mexer no meu umbigo, nas minhas unhas e sobrancelhas. E quando abre as janelas reverenciando a luz quando meu corpo ainda pede mais preguiça e o aconchego que o escuro do quarto traz".
Esse outro quote também me fez sentir que eu escrevi, o meu amor sempre faz isso e eu fico louca de raiva, mas ao mesmo tempo eu amo quando ele implica comigo e sempre me faz rir. A autora escreve muito suavemente, tanto que li o livro e nem vi as páginas passarem, eram como se flutuassem na minha mente e me despertasse a sonhar.
O livro é narrado em terceira pessoa, as páginas são amareladas, a diagramação é simples e divertida. A capa é show de bola, adorei.
Bom bibous, essa foi a resenha espero que tenham curtido, fiquem de olho nas redes sociais e deixem nos comentários se já leram ou querem ler esse livro repleto de crônicas.
Kissus ♥

site: http://sobangulos.blogspot.com.br/2015/09/resenha-da-boca-pra-dentro.html
comentários(0)comente



Maria Ferreira / @impressoesdemaria 03/09/2015

Crônicas do cotidiano com amor e muito afeto.
Este é o primeiro livro de Yohana Sanfer, prefaciado por Ita Portugal e composto por sessenta e quatro crônicas, todas curtas e de rápida leitura, como é característica do gênero, mas todas profundas e com uma densidade que nos faz refletir sobre a vida, sobre o amor, sobre nossas relações com as pessoas e com o mundo que nos cerca.
Yohana se destrincha, se desnuda, se declara, se entrega. A primeira crônica, intitulada "Genuíno", começa assim: "Porque é preciso amar. Amar sem medidas, sem arestas, sem porquê. Não esse amar vazio de sentido e de verdade. Amar de mostruário, pronto e fora de alcance. Mas um amar inevitável, extenso, sublime. Livre dos medos e preso na riqueza das pequenas coisas". E a crônica segue listando as sensações e sentimentos provocadas pelo "amar".

"O amor constrói e é construção".(Da crônica "O mais bonito". p.19)

À la Martha Medeiros, a crônica "Aquele abraço" nos convence que sim, o melhor lugar do mundo para se estar é dentro de um abraço e a autora narra seu abraço inesquecível, aquele abraço coletivo que a derrubou, literalmente, de tanto carinho.

Crônicas que são verdadeiras declarações de amor: "Declarando seus (d)efeitos", "É terno", "Só sei, que sei", "She loves you", "Artifício mágico", "Do porquê".

"É na esquina do teu cuidado que a minha paz se refaz".(Da crônica "É tenso". p.40)

Crônicas que são um convite ao amor e ao momento à dois: "Deixa o verão pra mais tarde", "Das certezas", "Enamorados", "Inefável e fim", "Última cena", "Conselho".

Sabe quando você pergunta alguma coisa para alguém e ela responde "não sei" e você só consegue pensar no quanto isso é irritante? Pois então, Yohana escreve sobre isso em sua crônica "Não saber".

A crônica que dá título ao livro, faz a distinção entre as coisas que são ditas da boca pra fora e as que são ditas "da boca pra dentro": "Se de um lado, do lado de fora, há o orgulho que cega ou o discurso sem validade, do outro lado, do lado de dentro, há de haver fé, entrega e emoção".

Na crônica "Segredo delas", são as avós as homenageadas da vez. São avós que fazem da culinária um paraíso para nós, simples mortais. E Yohana dá a dica: "Quem não tem uma, roube a do amigo. Visite a do vizinho. Há sempre alguma perto de você".

"Tomara que dê tempo, que não lhe falte amor, que lhe sobre saúde e que você tenha sorte. Que suas dores sejam breves, que seus pesos sejam leves e que a sua vontade de ser feliz seja uma teimosia".(Da crônica "Tomara". p.153)

E depois de tantas e tantas crônicas que são verdadeiras poesias vestidas de prosa, encerra nos incentivando a nunca desistir, mesmo com todas as adversidades da vida: "Todo dia, um quase desmoronar. Mas daí vem o sonho e nos puxa pela mão.
Haja coragem na alma pra tanto sentir. Haja coração no peito pra tanto sonhar".

Não preciso nem que dizer que a leitura é mais do que indicada, né?

site: http://minhassimpressoes.blogspot.com.br/2015/09/da-boca-pra-yohana-sanfer.html?m=0
comentários(0)comente



Quel 01/07/2015

Amar sem moderação
Até certo tempo atrás eu não tinha o costume de ler crônicas, não sei bem o porquê, mas não era o tipo de leitura que me atraia. Acho que na verdade, não era o tipo do assunto de um livro que eu compraria. Minhas primeiras crônicas, fora aquelas que lemos nos jornais, foram através de parcerias do blog com alguns autores nacionais e hoje posso contar a vocês que esse gênero soube me conquistar.

Comecei a ver as crônicas com outros olhos, sei lá, uma forma de entender o mundo pelos olhos de outra pessoa, suas experiências, suas opiniões sobre os mais variados assuntos, ver o que outras pessoas pensam, pois a grande verdade é que "Nem todo mundo tem a mesma opinião sobre um determinado assunto!"

***

'Da boca pra dentro' é uma coleção de crônicas encantadoras, experiências e lembranças da autora Yohana Sanfer. Posso dizer sem sombra de dúvidas que foram as crônicas mais bem escritas que já li até hoje, textos incríveis, lindos e apaixonantes.

Relatos emocionantes sobre o cotidiano, paixões e relações familiares. Nessa obra além de você conhecer as opiniões da autora, conhecerá também um pouquinho da vida e personalidade dela.

Uma jovem super otimista, que enxerga o mundo de forma única, ama a vida e tudo aquilo que ela proporciona, dedicada e atenciosa, determinada, ela luta por aquilo que acredita e não esconde seus sentimentos, fala sobre o amor de forma tão maravilhosa que torna-se difícil não se apaixonar pelo que está descrito, o leitor é facilmente transportado para aquela situação a qual é apresentada, uma leitura ímpar.

"Sou feliz e grata com a vida que tenho, mas vivo seguindo o conselho de Fernando Pessoa: não acostumo com o que não me faz feliz e revolto-me quando julgo necessário."

***

Uma leitura prazerosa que proporciona ao leitor momentos de pura reflexão.

As crônicas as quais mais gostei foram aquelas que relatam a convivência de Yohana com sua família, passado e presente, através delas pude perceber o quando a família é importante para ela, seu pai, mãe, irmão e principalmente a avó. É lindo ver como a autora tem um carinho especial por seus entes queridos e como esse sentimento reflete positivamente na construção do caráter de uma pessoa.

Também gostei muito dos relatos e lembranças sobre sua infância, principalmente a explicação da escolha do seu nome e a inusitada situação que veio a surgir depois.

Além das excelentes crônicas, no livro também encontramos algumas poesias que expressam sentimentos, movimento...a necessidade de viver plenamente.

Sem contar a qualidade gráfica, ótimo tamanho de fonte para leitura e coloração de páginas, tudo para tornar a leitura dinâmica e agradável.

site: http://literaleitura2013.blogspot.com.br/2015/07/resenha-da-boca-pra-dentro.html
comentários(0)comente



Loves Book 07/01/2015

Resenha Da Boca pra Dentro - Geh
Não tenho o que falar sobre este livro! Muito perfeito!! Cada crônica que eu lia eu ficava cada vez mais apaixonada. Me identifiquei com muuitas partes! E foi um dos livros que eu mais 'grifei' em toda minha vida de leitora, cada frase mais perfeita que a outra, sem falar que algumas vezes eu tinha vontade de grifar toda a crônica de tão perfeita que era! Recomendo muuuito!!!!
(Li em e-book)

site: http://livrosamoremusica.blogspot.com.br/2014/10/resenha-da-boca-pra-dentro.html
comentários(0)comente



Sara Muniz 30/12/2014

Resenha - Da boca pra dentro
Resenha
Eu recebi esse livro de um TOP comentarista, não foi nem da parceria, haha. E detalhe: o recebi no final de julho e só agora fui ler (sim, uma completa vergonha). Mas vocês sabem, leitores sempre vão acumulando leituras e aumentando ainda mais a lista de livros a serem lidos. Até que resolvi pegá-lo e ler. Li em menos de 2 dias, o que é uma pena, porque esse livro é para ser degustado lentamente, mas eu acabei devorando-o mesmo.

Esse livro de Yohana Sanfer, possui crônicas da autora. Mas uma coisa que você vê nessas crônicas é que a maioria delas são voltadas para a vida a autora e para o cotidiano dela, o que pode ser um problema? Eu não sei dizer... Normalmente não se vê crônicas assim. Mas o que importa é que é um bom livro, porque as crônicas dela são muito boas. A minha preferida foi "Eu sei que sei". Ela expressa o amor que ela guarda no peito de forma incrível.

Outras crônicas que me chamaram a atenção, foi a que diz que certo dia ela estava na livraria e um menininho pegou um livro da prateleira e a mãe dele diz pra ele soltar, porque ele não pode ver as coisas com as mãos. Depois que a mãe sai, o menino pega novamente o livro e o folheia rapidamente e sente o cheiro de livro. Sentindo a história dele toda apenas com o ato de cheirar. E vendo as coisas com o nariz.

Também gosto da crônica em que ela conta como seu pai e sua mãe escolheram o nome dela e do seu irmão e como ela conheceu a mulher com o nome que deu origem ao seu. É muito bom.

✖ Avaliação da escrita: A escrita da autora realmente me impressiona bastante. Eu gostei muito da escrita dela. É formal e informal ao mesmo tempo, uma mistura perfeita que cria uma harmonia poética dentro da crônica. Muito legal.

✖ Avaliação do enredo: Não possui um enredo.

✖ O que me levou a avaliá-lo como excelente?
Eu gostei muito desse livro. Principalmente das crônicas em que ela expressa o amor dela, porque eu me identifiquei muito e ela consegue fazer o tipo de declaração que eu nunca conseguiria fazer. Por mais que meu namorado não fume, como ela cita toda hora "você acenderá se cigarro". Graças à Jesus ele não fuma D: Credo! Enfim, eu gostei e criei um carinho muito especial pelo livro. É tão simples e cheio de vida. Eu realmente adorei.

✖ Considerações finais:
Algo que notei bastante nesse livro, é que por ser romântico, apresenta características do período romântico. Como o escapismo, quando aponta a natureza (vendo, raios de Sol) como refúgio e amor.
Minhas crônicas favoritas foram: "Sirva, se quente", "Declarando seus (d)efeitos" e "Só sei, que sei".

site: http://interesses-sutis.blogspot.com.br/2014/10/resenha-da-boca-pra-dentro_31.html
comentários(0)comente



Dani sofe 17/11/2014

O livro é composto de várias cronicas que tratam do cotidiano da autora, ou seja , tem varias cronicas sobre amor, amizade, saudade , família e muito mais. Me vi relendo varias vezes as mesmas cronicas só, por ver em palavras coisas que eu mesma sinto ou já senti.Foi um dos livros que eu mais me senti perto da autora, o que foi muito bom sentir que existem pessoas que pensam e sente da mesma que eu.
Um livro muito simples, muito gostoso de ler,li rapidinho e quando cheguei ao final fiquei meio
'' Como assim? Já acabou??? Preciso de mais !!''

site: http://infinitoinesperado.blogspot.com.br/
comentários(0)comente



Raffafust 04/11/2014

Existem livros que são pura ficção, são tudo aquilo que o autor gostaria de ser ou fazer e não o é. Isso não acontece com Da Boca para Dentro , Yohana Sanfer nos mostra um pouco dela a cada capítulo, entramos em seu universo, nos identificamos e saímos satisfeitos.
Logo no primeiro pensamento - são capítulos, mas cada um tem um título e um tema - notamos o como ela curte o amor. Claro que todos curtimos, mas o amar, o ser amado é descrito a perfeição. Nós sentimos o que ela sente. E é assim o livro todo, que apesar de curto, para se ler em um dia, é bem bacana e com frases para se lembrar sempre.
Talvez algumas partes só sejam lembradas pelos mais velhos, ela cita a bala Gamadinho e diversas outras coisas que nos revelam um pouco sua geração e quem é da mesma vai suspirar e pensar " Ah, que saudade!".
O livro é 100 por cento amor, seja pelo sexo oposto, seja pela família ou o cheiro do passado. Sim, todo passado tem cheiro, o dela é de terra molhada , de recordações com a avó.
Suas crônicas são pura paixão , é para ler suspirando, para virar a página lembrando do namorado ou marido que não está do seu lado e querer correr para os braços dele. Ah sim, ela cita os abraços, esse ato que muitas vezes perde espaço para os beijos mas que envolve mais a pessoa do que qualquer outro e que pode ser dado em qualquer pessoa querida.
Como ela mesma diz em uma as crônicas, ela sempre foi dessa que quando gosta de algo abusa dos porquês... não se cabe a esse livro, não sei dizer a vocês exatamente o porque gostei. Posso supor, que seja...identificação, romantismo, muitas coisas.
Recomendo que leiam, e entrem no mundo dos apaixonados, pelo namorado/ marido, pela família, pela vida... ela mesma disse na dedicatória que fez para mim que palavras são encontros. Me encontrou no ponto certo, onde uma apaixonada mulher gostou de ler mais sobre o amor...porque esse tema nunca sai de moda.

site: http://meninaquecompravalivros.blogspot.com.br/2014/11/resenha-da-boca-para-dentro.html
comentários(0)comente



Ani 02/09/2014

O Da Boca Pra Dentro é um livro de crônicas que reúne temas como família, saudade, amizades e amor. Descobri que amo livros de crônicas. O primeiro que li foi o Um Sorriso ou Dois e vou confessar que esse me tirou as palavras do mesmo jeito do primeiro.
Yohana, tratou dos assuntos de uma forma lindamente leve e cativante. As primeiras linhas do seu livro me tirou lagrimas de felicidade por estar lendo essa obra, sério, não é exagero. Há uma verdade tão grande em suas crônicas que não tem como explicar a beleza do livro. Sabe aquele livro que você quer terminar mas não quer que ele acabe? Então, o Da Boca Pra Dentro é assim.
Pra mim tem um gostinho especial por ter sido o primeiro e-book, estava louca pra começar a ler logo, mas confesso que desejo ter o físico, pois fiquei apaixonada pelas fotos que já vi da finalização do livro.
Podemos ver inspirações musicais da autora nos títulos como "Deixa o verão pra mais tarde" ou "Para além do que se vê", o Da Boca pra Dentro pode parecer um livro simples, como eu mesma pensei por um momento, mas ele é recheado com um ótimo e precioso conteúdo, tanto que foi difícil escolher algum quote para postar aqui. Até brinquei que o livro não precisava de resenhas ou de indicação, só colocar uma unica frase dele que pronto, todos se apaixonaria.
"Amor também tem discordâncias, desfoques, textos revisados e cenas refeitas. Amor também fica amarrotado, mal-humorado, descabelado e sai mal na foto. Não é isento a tudo como idealizamos. Não vamos criar ilusões. Amor também sangra, também se perde. Precisa ser regado, vigiado, refeito, costurado, remendado se for preciso, se nos fizer feliz. [...]" - O mais bonito.


"Soube que te amava, não quando te quis pra toda vida, mas quando te queria em todos os meus finais de dia. Pra te ouvir mesmo cansada, pra te esperar acordada, pra ter e receber o colo que só a gente sabia se dar. Refletir o presente, se encaixe perfeito, repouso e divã." - Só sei, que sei.


"[...] É amor. É o tal sentimento cheio de desalinhos, cheio de desafios e também de sentidos e motivos para superar os tantos pormenores." - Das certezas.


"Tomara que a paz ande sempre de mãos dadas com as verdade, que chova alegria no seu quintal e que a chuva lhe convide pra dançar." - Tomara.

Bom eu guardei muitos quotes e escolhi esses para mostrar um pouco da beleza do trabalho da Yohana. Espero que ela continue tendo inspirações para nos trazer mais e mais livros como esses. Agradeço a confiança e espero compartilhar mais novidades da autora e da Sanfer Livros. O livro é uma lindeza e sim eu recomendo MUITO.

site: http://www.entrechocolatesemusicas.com/2014/09/livros-da-boca-pra-dentro-yohana-sanfer.html#more
comentários(0)comente



Simeia Silva 21/06/2014

O livro é composto por 156 crônicas, eu sou meio suspeita para falar, mas as achei perfeitas, gosto muito de crônicas, e em especial, esse tipo de crônica que me leva a situações que passei em alguma época da minha vida e que passo ainda hoje.


Me identifiquei em várias crônicas, parece que a autora estava falando comigo, ou até sabia algumas coisas que passei na minha vida, na minha infância.

As crônicas são regadas de muitos sentimentos, entre eles estão: paixão, aspirações, angústias, saudades, amor, lembranças, inveja.

" Não sei se viro menina, se viro mãe, se viro todas.
Se viro artista, se viro vento ou viajante, viro santa ou viro doida.
Quem sabe viro onça, viro mesa, viro o jogo, viro a página, viro a vida do avesso e viro outras.
Sim, eu me viro"

Não tenho muito o que falar, crônica tem que ser lida para ser entendida, é pessoal de cada um, como aquele texto, aquela história será entendida.

Vou deixar aqui para vocês, um pedacinho de uma crônica que me tocou muito, e me lembrou bastante de coisas boas da minha infância:

"A criança que eu fui

Lembro da infância com saudades de arco-íris.
Cheiro de merendeira, de boneca moranguinho e de sandália nova, daquelas rosinhas que davam vontade de morder só de sentir o aroma de tutti frutti.
A criança que eu fui guarda cheiro de terra molhada e mato fresco. Gostava do barulho e do gosto de chuva. Sentava próxino a janela para vê-la cair e corria quando os relâmpagos apertavam.
Gostava de brincar na rua, pentear e cortar cabelos de bonecas, cantarolar e inventar músicas e histórias e assistir Jaspion e Ursinhos carinhosos na televisão.
Tinha a mãe pra contar histórias de Cinderela, para embalar os sonhos e o pai pra desmistificar histórias de Papai Noel, ára acordar pra vida.
Não tinha amigos imaginários, mas havia um mundo com dinossauros, flores, córregos e aventuras que jurava que existia em algum lugar.
Ir ao cinema com a espada do He-Man na mão. No parque, soltava sorrisos no autopista e abraços no pai na roda gigante. No final pedia algodão doce e fazia o charme pelo colo, é claro.
..."

Comprem o livro para terminar a leitura desta crônica e de muitas outras que assim como eu fiquei apaixonada, vocês também ficarão.


Minhas impressões:

Só tenho uma coisa para falar sobre esse livro: Perfeito.

Uma perfeição que se mostra na simplicidade de cada crônica, mas com uma grandiosidade em detalhes e sentimentos bons, que nos passa uma coisa boa e gostosa que você quer terminar de ler todas as crônicas em uma sentada só.

A autora esta de parabéns na construção de cada uma das suas belas crônicas.
Quanto a diagramação, achei ótima, não percebi nenhum erro que pudesse atrapalhar a minha leitura, a capa esta perfeita pra mim, a achei linda, condiz muito com o que li no livro.

É o primeiro livro que leio da editora Vermelho Marinho e digo que estão de parabéns, muito bem feito o livro e o restante também.

É isso então meus amores, até a próxima resenha.

Beijokas.


site: ateliedoslivros.blogspot.com.br
comentários(0)comente



Ana 14/06/2014

Vi uma resenha de "Da Boca pra Dentro" em um dos muitos blogs literários que sigo e fiquei interessada logo de cara. Entrei em contato com a autora e consegui a tão desejada parceria com a Yohana, linda que só ela. Consegue imaginar o tamanho da minha felicidade?

O livro é composto por várias crônicas curtas (mas super bem escritas) que, aparentemente, narram o cotidiano da autora. Tratam de assuntos do dia-a-dia: saudades, amores, amizades, lembranças... Me identifiquei bastante com vários dos textos, principalmente os que falam de paixão e amor. Fico toda boba quando tô apaixonada, aí já viram.

Podemos sentir com a autora durante a leitura, e isso é a coisa mais incrível do livro. As páginas são tão cheias de sentimentos que, com toda sua simplicidade, conseguiram arrancar algumas lágrimas (vamos apenas ignorar o fato de eu ser uma manteiguinha derretida, por favor). Além das crônicas, o livro é repleto de pequenos fragmentos super fortes e verdadeiros.

"Da Boca pra Dentro" é o típico livro que nos faz (re)pensar a nossa vida. Que nos deixa com saudade do namorado, dos pais, dos avós e até do periquito. Faz você lembrar do quanto era feliz na infância e o melhor: te mostra o quanto você ainda pode ser feliz.

Um livro fácil e gostoso de ler. Por ser bem curto, dá para ler em uma sentada (foi o que eu fiz, admito). Sinceramente, a única parte ruim da história toda foi chegar no final tão rápido.

Não posso deixar de citar aqui também o quão carinhosa a autora foi ao me mandar o livro com vários marcadores e com uma dedicatória super linda. Se quiser receber um exemplar repleto de fofurice também, é só comprar direto com a Yohana através do e-mail yosanfer@yahoo.com.br.

site: http://roendolivros.blogspot.com.br/
comentários(0)comente



Arthur 06/06/2014

Resenha - Blog Fogo Grego
Resenha

As crônicas deste livro são sobre cotidianos, família, romance e lembranças do passado...Conta sobre coisas que fazermos no nosso dia-a-dia e também nele se recitam vários poemas. É uma leitura que te prende, eu mesmo terminei ele em apenas apenas um noite e as vezes pensava que ela estava citando historias da minha vida.
Em algumas crônicas fazem você sorrir e outras fazem você repensar muito sobre seus atos a cada pagina é uma surpresa, também já fazia um tempo que não lia livros deste tipo e posso dizer que eu recomendo muito ele ainda mais se você gosta de romance e poesia.
A Yohana escreve de um jeito bem dinâmico que é quase impossível de não parar de de ler. Com certeza este livro entrou na minha lista dos melhores que eu li nesse ano. Só tenho a agradecer por ter essa grande oportunidade de fazer parceria com a linda Yohana Sanfer.


Quotes

"Minha cor
tem o peso
do teu lucro e,
no entanto,
a beleza
da resistência.

"Se anima, se ajeita,
se vira e vem.
Que minha saudade
te tirou para dançar.

"Sobe no teu palco,
mostra tua cara,
ensina tua dança.
Balança alto
tua bandeira,
traça teu sonho,
luta, desate o nó
da esperança.
E grita.
Que o grito ainda
não é proibido.

site: http://fogogregoo.blogspot.com.br/2014/06/resenha-da-boca-para-dentro.html
comentários(0)comente



29 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2