Steins;Gate #01

Steins;Gate #01 Yomi Sarachi




Resenhas - Steins;Gate #01


4 encontrados | exibindo 1 a 4


Tracinhas 14/10/2015

por Kamila Zöldyek
Steins;Gate foi um anime que eu vi há mais ou menos um ano ou dois, quando comecei a surtar com viagem no tempo. Eu enlouqueci vendo aquele anime, foi um dos melhores dessa minha vida de 23 anos.

Imaginem a minha cara quando eu soube que a JBC ia lançar o mangá de Steins;Gate? Eu saí correndo pela casa afora quicando de alegria. Foram meses de olho nas bancas, à espreita.

E como começar a falar desse mangá? Bem, não sei. Vamos tentar…

Originalmente, Steins;Gate é uma visual novel (São jogos focados no enredo, nos quais o jogador acompanha uma história por meio de textos, músicas e imagens. Em momentos-chaves desses jogos o jogador deve decidir que caminho o protagonista deve seguir e, desta forma, o jogo avança. O desenvolvimento da trama destes jogos costuma depender das escolhas que os jogadores fazem durante o jogos. São como filmes ou livros interativos – Wikipedia). Daí veio o mangá, mas a coisa estourou mesmo quando saiu o anime, mais mangás e o filme! Meu Deuuuus o filme é muito lindo.

Assim, ao contrário de muitas franquias, o mangá e o anime são baseados em um game, não o anime é baseado no mangá. Assim, nota-se que o traço das duas mídias é levemente diferente.

Steins;Gate soube trabalhar com viagem no tempo muito bem. Nós temos Okabe, que você vai chamá-lo de Okarin involuntariamente com a voz da Mayuri um rapaz de uns vinte anos que tem um laboratório meio falido, onde ele e mais dois amigos inventam coisas que… não funcionam.

Um belo dia, houve uma palestra da Makise Kurisu, que você vai acabar chamando de Christina com a voz do Okarin, sobre viagem no tempo e como ela é impossível.

Depois da palestra, alguém vai lá e esfaqueia a Kurisu, matando a coitada.

Calma, isso não é spoiler.

Então, Okabe manda uma mensagem para Daru, o colega dele de laboratório, falando da morte da Kurisu… mas acontece algo.

Okabe vai parar numa realidade onde Kurisu não foi morta, porque uma coisa caiu no prédio onde ela daria a palestra, cancelando-a. Mas Okabe tem certeza que não está louco! A Kurisu morreu! Mas como ela morreu, se estava bem ali viva na sua frente?

Acontece que um dos dispositivos que eles inventaram é uma máquina do tempo, e usá-la vai trazer consequências catastróficas pro Okabe…
Não tem como falar mais, você precisa ver/ler. O roteiro do mangá ficou perfeito. Quando eu soube que seriam SÓ 3 volumes, eu surtei. Como eles iam reduzir tanta desgraça coisa assim? Mas eles conseguiram. Enxugou muito bem e fechou a história de um modo que dá pra compreender facilmente.

Está tudo lá: as loucuras do Okabe, o jeitão de professora tsundere da Makise, a lerdeza fofa da Mayuri. Tudo no seu devido lugar, lindo, perfeito.


Steins;Gate é uma agonia.

O modo como as viagens são tratadas é muito bem pensado, usando um multiverso, onde há várias realidades, e Okabe pode saltar nelas, mantendo sua memória intacta. Eu particularmente não gosto dessa teoria, prefiro trabalhar com uma linha só. Principalmente depois que Mirai Nikki usou dessas múltiplas linhas temporais de forma desastrosa, eu peguei birra… que desapareceu depois de ver Steins;Gate.

Viagem no tempo não é bagunça, e o anime/mangá mostram isso muito bem, em cada conflito, cada morte, cada decisão sem volta de Okabe. Só ele pode salvar quem ama, e ter que tomar todas as decisões sozinho porque ninguém se lembra de nada é… é… uma agonia. Explicando melhor: cada vez que Okabe salta uma linha temporal, ele reencontra as mesmas pessoas, mas de outra realidade; elas não podem se lembrar do que aconteceu em outras linhas temporais, só ele. É triste, é revoltante, é de fazer chorar quando ele tem que deixar as pessoas que criou laços e lembranças para salvar outra numa realidade paralela.
A tecnologia citada também é outra coisa legal.

Lá, o que cria a viagem no tempo é o LHC, Large Hadron Collider, e o mais interessante é que essa coisa existe. Tá lá na Europa; é um acelerador de partículas enorme, que simula as colisões de partículas subatômicas logo após o big bang (não, não é uma máquina do tempo, infelizmente. Ou eles não querem que saibamos a verdade…). Quando eu comprei o volume 1 do mangá, meu professor de Física II nos deu um trabalho sobre aceleradores de partícula e o LHC para fazer, e eu fiquei foi rindo da coincidência.

Espera.

E se esse foi um plano da Organização?

(confira o restante da resenha no link)

site: http://jatracei.com/post/130593147657/resenha-92-steinsgate


spoiler visualizar
comentários(0)comente



Laryssa.Pinheiro 17/07/2015

Trama: Rintaro, que gosta de ser chamado de kyouma Hououin é estudante universitário e têm um laboratório de pesquisa com seu amigo Daru em Akihabara; ele e a amiga de infância Mayuri, vão a uma palestra que anuncia a criação da máquina do tempo. Lá ele conhece Kurisu Makise, a menina gênio que se formou nos Estados Unidos com apenas 17 anos, também descobre que a palestra é uma farsa, ao sair do prédio ouve uma briga e quando vai procurar a causa descobre que Kurisu foi assassinada.

Protagonista: Rintaro é doido de pedra, ele fala sozinho no celular e acha que "A Organização" o persegue, por causa de suas invenções e do laboratório, apesar disso ele é muito inteligente e só ele tem a habilidade de Reeding Steiner, que é a de perceber quando a realidade muda depois de uma mudança no tempo\espaço. ele só usa jaleco, está sempre descabelado e além de ser doido é muito egocêntrico.

Secundários: Kurisu, que Rintaro chama de "Cristinaaa!" é decidida e mais inteligente que a maioria aparentemente, além de ser formar muito cedo na faculdade, teve um de deus trabalhos acadêmicos publicados aos 18 anos, estudou e mora nos Estados Unidos apesar de ser japonesa. Daru é o amigo Otaku de Rintaro, muito acima do peso, bem nerd e preguiçoso, é um Hacker experiente, também é um estudante universitário. Mayu é a amiga de infância de Rintaro, ela e Daru o chamam de" Okarin", ela é fofa, um tanto e irritante e até "burra", o que os japoneses gostam de chamar de avoada, trabalha em um café cosplay em Akihabara e também é um membro do laboratório.

Capa, Arte Finalização: Eu adoro essa capa, a imagem da Kuriso olhando para cima, como vista através de uma lente, ela é muito bonita e adoro o traço do desenho, as cores estão ótimas e como diz nosso Mad Scientist, "Ela tem olhos que desafiam a Deus". A arte é linda, o traço é mais característica dos últimos anos e bem diversificada para cada personagem, o background é variado, e o sombreamento está na medida certa, adorei as capas dos capítulos junto a explicações de alguns fatos científicos. Se tenho algo a reclamar desse mangá é o que tenho de todos - diálogos e alterações de "cultura", para que fazer um mangá em formato normal (que seria para ser lido de trás para frente) e na hora de transcrever os nomes dos personagens fazer da forma ocidental?

Concluindo: Originalmente criado como um jogo para o Xbox 360, virou mangá em 2009 e anime em 2011, muito aclamado no japão, o anime fez um enorme sucesso e já foi anunciada a segunda temporada, assim como a seqüência do jogo oficial. Steins Gate terá apensas 3 volumes publicados pela editora JBC, uma pena ser tão curto, mas facilita muito na hora de comprar, a história é complexa e absolutamente bem feita, o desenho é lindo e os personagens engraçados, tem algo mais que podemos querer?

site: trechosdelivros.com


Lucas 18/05/2015

I am Mad Scientist! It's so cool!
Steins;Gate é um mangá que adapta o Visual Novel de mesmo novo, criado pelo estúdio 5pn e Nitroplus. O mangá conta com traço de Yomi Sarachi e nos traz uma adaptação que é baseado inteiramente no Visual Novel e veio antes do anime. Todavia, quem assistiu a adaptação animada com certeza irá reconhecer os personagens e as situações que eles passarão no decorrer dos três volumes que esse mangá possuí.

A história é resumida para caber em três volumes, mas o princípio é o mesmo: Okarin (Rintarou Okabe) é um cientista louco que diz ser perseguido por uma Organização que sempre está a sua procura e de seus experimentos... mas, será?! Sem tempo para saber até onde isso é verdade, somos apresentados a Makise Kurisu, uma estudante promissora com teorias inovadoras. Assim como o próprio Okarin disse, "esses são os olhos que estão desafiando Deus", isso porque ela trabalha nada mais nada menos do que com teorias de volta no tempo. Só que no meio de uma palestra, ela é assassinada e Okarin acaba enviando uma mensagem para avisar de sua morte, resultando em algo que seus amigos só consegue descrever como "chuunibyou de gente mais velha", ou como seria numa tradução não-literal, a famosa "crise de meia idade" que o faz delirar. Mas ele não acredita nisso e volta a seu laboratório para pesquisar, descobrindo, junto com a própria (não convidada) Makise Kurisu que seu teleforno (provisório) é uma máquina de voltar no tempo que segue as teorias do famoso (e baseado em fatos!) John Titor! E agora? O que essa descoberta acarretará em suas vidas?!

O mangá é uma mistura bacana de comédia, drama, ação e um pouquinho de ecchi, tudo na medida certa. Mas ainda perde bastante para o Visual Novel e o anime, tanto pelo traço duvidoso quanto pela trama que acaba sofrendo com a compreensão em tão poucos capítulos de mangá. A tradução e edição ficou a cargo da Editora JBC, que trouxe o mangá com média de 190 páginas + 4 coloridas e capas internas coloridas ao preço acessível de R$13,90, com uma tradução bem interessante e diferente do que estamos acostumados (incluindo o uso de, pasmem, honoríficos!). É certamente um material mais voltado a otakus hardcore ou a quem gosta MESMO do anime ou Visual Novel. Tem fanservice demais e, como um título desconhecido, acaba não sendo uma pedida tão boa para quem desconhece a obra. Se você quer conhecer Steins;Gate, recomendo que vá direto para o anime e, em seguida, assista o filme para depois jogar o Visual Novel. No caso, o Visual Novel só está disponível em dólares e em inglês no site oficial, o que dificulta um pouco a compra desse tipo de material para quem não conhece em inglês e pela alta atual do dólar. Por isso, acho que o mangá pode vir a ser um bom substituto do VN e, por enquanto, apesar de alguns deslizes, está dando conta de seguir a trama sem maiores problemas. Tanto é que já estamos no episódio de número 6 da animação. Será que conseguirá manter o nível até o final? Descobriremos nos volumes seguintes.

Volume 1 de 3!

site: smluca.wix.com/lucasmendes
comentários(0)comente



4 encontrados | exibindo 1 a 4