Liderança Saudável

Liderança Saudável Alkíndar de Oliveira




Resenhas -


2 encontrados | exibindo 1 a 2


kleris (ig @textosdecapa) 29/09/2017

Nova ordem no mundo empresarial: dar sentido ao trabalho através do fator emocional
(Esta resenha teve corte de quotes e imagens do livro; visite o link para conferir)

Alkíndar de Oliveira é consultor de empresas, palestrante, conferencista, escritor, professor e colaborador em variadas revistas e jornais (como Pequenas Empresas, Grandes Negócios e O Estado de S. Paulo) que pautam mercado corporativo, relacionamento interpessoal, liderança, coaching, motivação, responsabilidade social, criatividade, dentre outros. Gosto de ler materiais na área por curiosidade e vontade de expandir meu lado empreendedor. Sabe, conhecer o que movimenta micro e macro corporações, entender sacadas de mercado, me inteirar do panorama. Liderança saudável foi, nesse sentido, uma leitura que me surpreendeu – de maneira positiva e negativa.

A proposta do livro é incentivar o profissional a interpretar o presente e a partir daí desenvolver uma visão do futuro – para apostar em decisões mais acertadas. Em boa parte de sua dissertação, Alkíndar cita Peter Drucker, o guru dos gurus, exaltando seu perfil visionário. Em paralelo, ele apresenta a ideia de uma nova ordem no mundo empresarial: dar sentido ao trabalho através do fator emocional, vez que, é certo, o cenário existencial que está mexendo com o ser humano no que diz respeito ao trabalho.

Toca-se muito na questão de dar significado e causa, de atender pessoas e não apenas clientes, de criar laços dentro e fora da empresa; importar-se. Nesse sentido, me lembrou muito do professor Cortella em "Por que fazemos o que fazemos?".

Ao propor a reflexão, Alkíndar trata de conscientizar, com exemplos desde a literatura a ações de mercado, sobre as mudanças inevitáveis no campo corporativo. Nessa colcha de retalhos discutem-se principalmente valores. Além de trazer um ponto a ponto desta perspectiva – uma nova ordem para a empresa, para o líder, os acionistas, os funcionários, os fornecedores, os parceiros, os clientes e a sociedade – ele expõe uma experiência prática com textos diversos (em pausas dos capítulos) ligando o trabalho ao emocional e espiritual. São mensagens, em sua maioria, de paz, motivação e ponderação.

Achei interessante ter essa compreensão dos grandes executivos corporativos. Alguns dos apontamentos do autor, aliás, puxam características de renovação dos pequenos negócios que hoje podem ser novas soluções. Dentre elas, justo essa percepção do trabalho, as relações de confiança e o famoso caminho livre (quando a empresa oferece algo só seu ou só ela atende determinado público com um serviço específico).

A experiência negativa da leitura se deu quando o autor conferiu o fator importar-se à questão de gênero: diz ele que o homem deve estimular seu lado feminino e que, independente de ter mulheres em cargos altos, elas deviam parar de tentar ser homens (?). Nesse momento foi inevitável questionar todos os bons apontamentos dos outros capítulos, vez que ficou claro que Alkíndar não estava se reportando aos profissionais, mas aos profissionais homens.

É, por certo, irônico ler um livro que fala de visão de futuro por interpretar o presente quando o mesmo deixa de lado – por claras questões de gênero! – parte de seus profissionais ou a luta destes. Por outro lado, vale reforçar o que Alkíndar fala sobre os líderes da terceira natureza dos significados empresariais: eles devem ouvir.

Vê-se que o mundo corporativo ainda está muito truncado para oportunidades e que deve cada vez mais pegar emprestado valores dos pequenos. Fora este tiro no pé [um machismo quase próprio do estilo] a leitura é razoável, fluída. Também não possui um tom urgente [desesperado] como outros livros motivacionais da área empresarial.

site: http://www.dear-book.net/2017/04/resenha-lideranca-saudavel-alkindar-de.html
Francielle Lima 12/07/2018minha estante
Pensei que eu tinha imaginado coisa ao notar que ele sempre falava ao "homem", o pior capítulo foi o "lado feminino".




Vanessa.Cristina 02/07/2020

Liderança saudável focada no indivíduo como ser pleno.
-Não sei se foi a construção do livro ou se não era meu momento, achei a leitura cansativa embora tenha sido clara. O objetivo do livro é influenciar líderes a serem pessoas mais humanas. Fundamenta seu argumento em artigos e entrevistas de grandes revistas empresariais.
- Repleto de frases reflexivas e capítulos em que evocam a espiritualidade humana, Liderança saudável é um livro para você - líder - refletir sobre que tipo de profissional você é, qual o tipo de empresa que você trabalha e que equipe você quer ter. Destaca o importante papel social das empresas e a visão do profissional como um ser pleno. Não basta ser apenas o funcionário que vai a empresa e cumpre sua carga horária, é preciso conhecê-lo como ser humano; perspectivas e sentimentos.
- Num dos capítulos, o autor fala que "as mulheres, quando promovidas, tendem a incorporar os defeitos masculinos [...] Querem ser homens." E isso me incomodou: As mulheres aprendem a ter comportamentos de liderança masculina ou o mercado corporativo impõe que para você mulher ser uma líder respeitada precisa ter comportamentos masculinos? O livro é para líderes no geral ou para homens? E ele cita um poema, onde exalta a fragilidade feminina, é como se a mulher não pode fazer coisas que os homens fazem ou faz a coisa mais fácil. Por exemplo, um trecho do poema diz: "O homem é a águia que voa, a mulher é o rouxinol que canta. Voar é dominar o espaço; cantar é conquistar a alma." Isso me fez refletir, eu enquanto mulher profissional, não posso dominar o espaço e conquistar também a alma?
- Por outro lado, em outros capítulos, como sou da área de Educação, consegui fazer um paralelo entre a atuação do líder e a atuação do professor. Pois, como educadores também precisamos olhar nossos alunos como seres plenos, não apenas um receptor de informações.
Recomendo a quem buscar aprender a ser um líder melhor.
comentários(0)comente



2 encontrados | exibindo 1 a 2