Herói de Água

Herói de Água Felipe Biavo




Resenhas - Herói de Água


2 encontrados | exibindo 1 a 2


Guilherme.Passarinho 21/12/2018

Mais do que necessário!
De uns tempos pra cá venho buscando acompanhar histórias de aventura em diferentes mídias. Me tornei fã de "Caçadores de Trolls", da Netflix, criada pelo incrível Guillermo Del Toro, embarquei na nova versão de "She-Ra", também da Netflix, e vibrei ao assistir pela primeira vez todos os episódios de "Fullmetal Alchemist: Brotherhood", que também está na Netflix. As 3 obras visuais aqui citadas são igualmente ótimas, claro. Mas o que difere "Herdeiros do não-mundo" delas?

Que delícia poder ler um livro tão grandioso e com referências e explicações riquíssimas SOBRE A NOSSA CULTURA, MEU POVO! Não há nada de errado em ser fã de obras internacionais, mas que gostoso é acompanhar uma história de qualidade sendo contada com coisinhas que são só nossas e referências e palavras que são tão presentes nas nossas vidas. Utilizar o folclore brasileiro como instrumento pra dissecar a história foi uma escolha mais do que necessária pelo simples fato de que, assim como os personagens da história, crescemos ouvindo lendas infantilizadas de personagens tão ricos e que acabam sendo reduzidos a desenhos em folha sulfite ou dobraduras com papel cartão.

Biavo não precisa provar nada para ninguém no que diz respeito a sua escrita. Formado na área, cada palavra é colocada com a certeza de quem sabe o que está fazendo de olhos vendados. O excelente texto, que não se apoia na pomposidade para se mostrar bom, utiliza uma escrita que é corretíssima e culta, mas que não se torna chata e cansativa pelo excesso de palavras não conhecidas e desnecessárias - o que acontece com MUITOS autores.

Dito isso, a construção dos personagens e das situações é simplesmente maravilhosa. Não há como não se apaixonar por todos eles (eu, em especial, sou apaixonado pela Nara) e até ter a esperança com casais que nunca vão acontecer (oi, "Bertotz"). Que coisa linda notar que todos os 4 protagonistas possuem profundidade, dúvidas, angústias e que não são jovens insuportáveis com histórias que sempre acabam sendo sobre triângulos amorosos. A cena do beijo de dois dos 4 protagonistas foi escrita de forma linda e fiquei todo arrepiado quando li - assim como nas cenas em que os personagens se comunicam com seus mentores pela primeira vez.

Acho bacana que passemos a prestigiar o que é nosso e divulgar o que é feito com carinho e respeito ao que nos torna brasileiros. Todas as obras são sempre bem-vindas, mas vamos começar a abraçar as coisas boas que produzimos aqui, por favor, gente!
comentários(0)comente



Jéssica Dias 03/09/2017

Maravilhoso!
Gente, é sério. Eu recomendo TANTO esse livro, que vocês não tem ideia.
O autor deixou a escrita muito leve, de modo que a leitura não fica chata nuuunca. É possível se sentir parte desse outro mundo, é possível entrar dentro do livro e viajar por horas na história.

Bom, o livro conta a história de Bert e a sua descoberta de que o mundo não é bem aquele que ele conhecia. Há herdeiros. Mais precisamente 4. Quando todos estão reunidos, eles vão em busca do seu papel no mundo, afinal, eles tem grandes poderes.
Poderes? Sim. Controle da água, do fogo, do ar e da natureza. Imagina que louco poder controlar alguma dessas coisas? Queria, viu.
Enfim, aos poucos eles vão aprendendo a lidar com tais poderes para derrotar uma ameaça maior.
Que ameaça é essa? Agora você vai ter que ler o livro para descobrir!

Parabéns ao autor, desejo muito sucesso pra ti!
FelipeBiavo 01/03/2018minha estante
Nossa, só vi agora sua resenha, Jéssica! Fico tão feliz que tenha lido e gostado! Muito obrigado -- e se prepare que mês que vem chega o livro 2! =D




2 encontrados | exibindo 1 a 2