In the Vanishers’ Palace

In the Vanishers’ Palace Aliette de Bodard




Resenhas - In the Vanishers’ Palace


1 encontrados | exibindo 1 a 1


Luíza | ig: @odisseiadelivros 14/01/2020

Dois pés atrás sempre quando ver um reconto de A Bela e a Fera!
In the Vanishers’ Palace é um livro de ficção especulativa escrito por Aliette de Bodard, escritora de descendência francesa e vietnamita. A história, um reconto de A Bela e a Fera, traz elementos da mitologia vietnamita, aspectos tão oníricos e abstratos que são retratados com muita leveza e uma atenção especial com as palavras.
A narrativa segue Yên, uma garota, cuja mãe, curandeira, é incumbida de salvar a filha dos chefes da aldeia. A menina está muito doente, quase morrendo, e a saída da curandeira é pedir auxílio externo – de um dragão. No entanto, o preço do dragão é alto. Após salvar a menina, pede-se algo, ou melhor, alguém, em troca, geralmente a pessoa que salvou ou a curandeira. Para salvar sua mãe de um destino terrível, Yên não tem escolha a não ser se oferecer para a bela Vu Côn, um dos últimos dragões existentes na Terra. Segundo a lenda, dragões torturam e matam os humanos que caem em suas garras, porém Vu Côn possui uma tarefa para Yên: ensinar suas crianças a se comportar no mundo terreno. Assim, Yên vai para o Vanishers’ Palace, um local vasto e vertiginoso construído por antigos espíritos, que abandonaram a Terra e a deixaram à mercê de doenças e pragas. Gradativamente, Vu Côn e Yên se atraem, mas algo pode dar errado já que Vu Côn esconde muitos segredos...
No mais, achei o livro muito interessante, as informações a respeito da mitologia são dispersas e conforme o leitor avança a leitura, os aspectos fantásticos ficam mais claros. É um livro curto, logo, é mais direto no enredo, embora haja descrições belíssimas do palácio – que, confesso, foi difícil de imaginar. Gostei muito de conhecer a mitologia vietnamita, até então desconhecida por mim, e segundo minhas pesquisas a autora explora muito isso nas suas outras obras. Minha problemática com esse livro é a relação da Yên com a Vu Côn. Como é um reconto de A Bela e a Fera – uma história por si só bem incômoda –, não fez sentido para mim a Yên, aprisionada em um lugar desconhecido, se apaixone por quem a prendeu ali. O resto do livro é bem interessante, porém esse “detalhe”, isto é, um romance f/f muito mal desenvolvido, fez com que minha alegria de ter encontrado um livro tão interessante como esse abaixasse consideravelmente.
Por último, menção honrosa para Thông e Liên por serem as “crianças dragão” mais fofas do universo!
comentários(0)comente



1 encontrados | exibindo 1 a 1