Bonnie & Clyde

Bonnie & Clyde Paul Schneider




Resenhas - Bonnie & Clyde


7 encontrados | exibindo 1 a 7


Roberto 19/06/2016

Por que você leria este livro?
Esta biografia de Bonnie & Clyde - provavelmente o casal mais famoso do cenário criminal americano - é o resultado de um trabalho, sem dúvida, primoroso e refinado de pesquisa por Paul Schneider. Mas o que levaria você a lê-la? Embora a qualidade da obra fale por si só e realmente apresente o universo dos dois de forma detalhada e realista, essa é uma leitura que pode ser pouco interessante para o leitor comum. A trajetória do casal é, basicamente, uma sucessão de cenários e acontecimentos semelhantes entre si de crime e fuga. Schneider, ainda assim, não costuma nos poupar dessas repetições, sendo fiel a circularidade da história real.

Clyde e Bonnie, como personagens, também não são personalidades que parecem merecer uma atenção maior. Embora Schneider se esforce para criar essa profundidade intimicista sobre eles em alguns momentos, na verdade nem tudo está tão claro assim sobre suas escolhas e sentimentos. Muitos desses elementos são remontados a partir de relatos de terceiros, cujas impressões são inevitavelmente pessoais. Não há inspiração alguma a ser tirada desses personagens. Apenas duas histórias conturbadas que se entrelaçaram e espiralaram em direção à tragédia.

A menos que você tenha grande interesse na história de Clyde Burrows e Bonnie Parker, essa não é uma leitura que eu recomendaria a qualquer um como entretenimento.
Matheus 19/06/2016minha estante
Bom saber


Roberto 19/06/2016minha estante
ATÉ QUE ENFIM HAHAHHAHA




Gláucia 28/10/2010

Fico com o filme.
O livro foi composto por depoimentos de pessoas que conviveram com a famosa dupla e mesmo assim há muita controvérsia.
Sei que se trata de uma biografia e como tal não devemos esperar muita romantização, o que tiraria a credibilidade da história. Mas, quando lemos sobre a vida de alguém esperamos que o biografado tenha uma personalidade interessante, diferente, carismática, forte...
E, definitivamente, Bonnie e Clyde não têm nada de mais. Ele é frio e egoísta. Muitas vezes matou sem necessidade e sem o mínimo arrependimento. Chegava até a se irritar por não ter matado algum homem da lei, mesmo tendo escapado.
E quanto a Bonnie? Definitivamente não dá para entender suas motivações. Amor? Não é o que parece. Me pareceu uma personalidade auto-destrutiva, sem o mínimo amor próprio.
Fico com o charme do filme, mesmo sendo fantasioso.
Joubert 28/10/2010minha estante
Mas Gláucia, me diga.. pelo menos tem muitas fotos dos dois?!


Gláucia 29/10/2010minha estante
O senhor é um belo de um sacana, hein? mas foi boa essa, ponto pra você.




Abelardo Alves 01/09/2010

Muito bom!
Muito bom!
O livro desmistifica a imagem criada pelo filme e mostra através de um excelente trabalho de pesquisa como foi a vida real do casal.
O que pode parecer para muitos uma vida de aventura, na realidade é uma vida de erros, que acarretam uma rotina miserável e fadada a terminar da maneira trágica como aconteceu.
A narrativa flui fácil, em nenhum momento utilizando-se de visões ufanistas dos personagens do livro.
comentários(0)comente



Luis Netto 19/01/2011

Bonnie e Clyde – A Vida por Trás da Lenda
Vendo hoje nos noticiários a atuação da policia nos morros do Rio de Janeiro em busca de bandidos muito bem armados e perigosos, não pude deixar de fazer uma comparação com os dois inimigos públicos mais conhecidos dos EUA, mortos a mais de 75 anos. Hoje faço um breve comentário de um excelente romance, que se transformou em um dos maiores sucessos editoriais e cinematográfico na década de 60, que foi “Bonnie e Clyde – A Vida por Trás da Lenda”
A carreira criminosa da dupla começou quando Clyde ao fugir de casa encontra Bonnie e logo se apaixonam. Sem dinheiro e sem trabalho e resolvem fazer um pequeno furto em uma loja, com o objetivo de conseguir algum alimento. O golpe deu certo e despertou o desejo de continuar na vida do crime. Neste instante até a morte de ambos, numa emboscada armada pelo FBI, foram inúmeros roubos em comércios, postos e bancos, inclusive em uma dessas ocasiões Bonnie acaba matando uma pessoa durante o assalto.
Pela coragem e ousadia da dupla, e por não ter na época uma polícia cientificamente preparada e os bancos com os recursos de segurança de hoje, Bonnie e Clyde encontravam poucas dificuldades em cometeram os assaltos. Transformaram-se diante disto em uma lenda que a imprensa da época tratou de eternizar. Em uma época em que histórias de gângster eram acompanhadas como hoje se acompanha a novela das oito e a sociedade precisava de heróis e malvados para fugir do amargor da depressão econômica
A fama desses bandidos foi tão grande que a história despertou o interesse do autor Paul Schneider que após intensas pesquisas escreveu “Bonnie e Clyde – A Vida por Trás da Lenda”, um grande sucesso editorial até o dia de hoje.
Vocês, amantes da leitura, não pedem deixar de ler este romance. Um Livro cheio de aventuras, suspense, romance e embora com um final previsível é uma obra que considero indispensável.
Recomendo a todos.
comentários(0)comente



Cláudia 07/01/2015

Desmistificando a Lenda
Livro de não ficção, Bonnie e Clyde: a vida por trás da lenda, foi escrito com base em pesquisas realizadas a fundo por Paul Schneider em arquivos da época em que o famoso casal viveu (início do século XX) e entrevistas com familiares, amigos e pessoas que os conheceram. Segundo o autor, todos os fatos retratados realmente aconteceram, ao contrário do que apresentam as adaptações cinematográficas e televisivas realizadas até então sobre a vida de Bonnie Parker e Clyde Barrow.

Clyde e Bonnie se conheceram durante a época da depressão nos Estados Unidos, período de extrema pobreza e escassez de empregos, o que levava muitos jovens a cometer roubos, assaltos, e consequentemente, assassinatos. Muito cedo, Clyde e seu irmão iniciaram a vida de crimes, chegando a serem presos, assim como muitos de seus amigos, mas fugir das prisões não era difícil e se a causa da detenção fosse alguns roubos, conseguia-se a liberdade após pouco tempo. Após sair da prisão, Clyde tenta viver honestamente por um curto período, mas acaba sucumbindo à vida fora da lei, levando Bonnie consigo, que por sua vez, o segue inicialmente por amor e diversão. Os dois passam a maior parte de suas vidas a partir de então fugindo e se escondendo, sempre na estrada, dormindo dentro do carro, e tendo encontros furtivos com suas famílias, até serem pegos depois de muitas tentativas frustradas da parte dos policiais.

Muitos boatos sobre o casal iniciaram-se ainda quando eles eram fugitivos, tanto por jornalistas quanto por policiais. Várias coisas ditas sobre eles passadas adiante até os dias de hoje permanecem como incógnitas, mas muitas outras foram desvendadas pelo autor e retratadas no livro, trazendo uma percepção ligeiramente diferente do que é contado sobre a vida de Bonnie e Clyde na ficção. O autor somente afirma fatos dos quais as fontes são confiáveis, ou quando mais de uma fonte confirma tal fato. Mesmo falas das pessoas entrevistadas são reproduzidas fielmente na escrita.

A maior parte do livro é narrada pelos personagens, o que torna os capítulos que apresentam tiroteios e fugas no Ford V8 impossíveis de leitura lenta ou eventuais pausas, fazendo com que o leitor prenda a respiração em muitos trechos. A desmistificação da lenda do casal fora da lei faz entender que sua vida não foi uma divertida aventura, e sim uma sucessão de erros que os levaram a um ponto no qual retroceder já não era possível, e que o único caminho para eles era a morte.

site: http://ceusinfinitos.blogspot.com.br/
comentários(0)comente



Nilson 21/01/2013

Acompanhei Bonnie & Clyde pelos EUA
Normalmente, quando eu inicio uma leitura, costumo disparar como um louco e, quando me aproximo do fim, vou gradativamente diminuindo o ritmo, como uma criança que, quando a sobremesa vai chegando ao fim, começa a comer pedacinhos cada vez menores...
Não consegui fazer isso com esse livro. A forma como Paul Schneider o escreveu te coloca em fuga, dentro de um Ford V-8, junto com a gangue Barrow, cruzando os Estados Unidos. Simplesmente é uma leitura alucinante, díficil de largar.
Quem ainda não leu está perdendo uma excelente chance de conhecer não só a história dos foras da lei Bonnie Parker e Clyde Barrow, mas também um pedaço da história recente dos EUA, com a quebra da Bolsa de 29, a recessão, o surgimento dos gangsters, etc.
Quem já leu e ainda não assitiu o filme Bonnie & Clyde - Uma rajada de balas (1967), deve correr para a locadora mais próxima. O filme é excelente.
comentários(0)comente



Psychobooks 17/10/2010

Paul Schneider fez um ótimo trabalho nesse livro, trazendo as origens por trás dos criminosos e apresentada de forma simples e clara, como se fosse narrada pelos próprios Clyde e Bonnie.

A história começa antes mesmo do nascimento da Bonnie ou do Clyde, quem eram suas famílias, irmãos e como cresceram.

A família de Clyde ‘migrava’ de tempos em tempos em busca de algo melhor para seus filhos. Os pais dele trabalhavam em colheitas de algodão.

Sobre a infância da Bonnie, eu encontrei algumas coisas contráditorias.

Por exemplo: Segundo meu amigo Wikipédia, Bonnie sempre foi extremamente pobre, sendo que no livro, ela tinha uma vida mais estável, com salário do pai garantido no fim do mês. Mas isso foi só durante o tempo que o pai dela esteve vivo. Com a morte ‘inexplicável’ do pai dela, Bonnie, sua mãe e seus dois irmãos abandonaram Rowena, cidade natal, para tentarem a sorte em Dallas.

Mas voltandoao foco principal, esse livro nos leva a refletir sobre quais foram as motivações desses criminosos. A príncípio, para Clyde e seu irmão foi a miséria, mas a Bonnie? Talvez a cega paixão…

Conforme dito no meu video, Clyde se tornou um famoso criminoso, não pela fama e dinheiro, mas como forma de protesto ao sistema carcerário americano. Ele preferia roubar um posto de gasolina ou alguma lojinha ao invés de bancos.

Uma narrativa emocionante, que nos leva até a década de 30, nos fazendo reviver momentos emocionates ao lado da Gangue Barrow.

Um ótimo livro, mas como algumas partes da história confusas, sem algum ‘remendo’ entre os pontos.

Gostou? Quer ler mais? Acesse:
http://www.psychobooks.com.br/2010/10/bonnie-clyde-vida-por-tras-da-lenda.html
comentários(0)comente



7 encontrados | exibindo 1 a 7