Savaged

Savaged Mia Sheridan




Resenhas - Savaged


12 encontrados | exibindo 1 a 12


Claire Scorzi 23/07/2020

Porque os Fins Não Justificam os Meios
Eu tive seis suspeitas específicas sobre alguns episódios deste livro e seu enredo.Todas as seis estavam ou corretas, ou parcialmente corretas.
Na minha opinião, não houve pontas soltas; ou então eu não consegui percebê-las. O único aspecto da trama que poderia ser considerado uma ponta solta para mim funciona como uma possibilidade ou para outros livros, ou apenas para acrescentar um toque de denúncia final à história. Que soa como um grande, imenso, doloroso protesto à máxima maquiavélica de que os fins justificam os meios. Não justificam.
Ou ainda, como gosto de pensar: Não se pode chegar a um fim moral por meios imorais, isso se fosse possível fundamentar um objetivo moral ao que acontece aqui; mesmo um "fim moral" pode ser corrompido, e penso que ele já está corrompido quando os métodos para obtê-lo são cruéis, desumanos, pervertidos, como ocorre no livro.
Gostei muito dos personagens - Jak, Harper, Mark, Laurie - e talvez só não possa dar 5 estrelas porque meu desejo de uma interação maior - mais explícita, porque, sim, ela está presente na história - entre Mark-Laurie e Harper não se concretiza. Quem ler vai entender. Acho que o problema foi que a autora tinha outras interações emocionais entre os personagens a serem feitas, a serem desenvolvidas; e aquela entre Jak e Harper foi a priorizada. Não que isso seja ruim. Não foi. Porém eu queria que o romance tivesse conseguido "amarrar" mais a outra, dar-lhe o espaço merecido.
Esta é uma história sobre perda - da inocência, principalmente, porém outras perdas também - superação, amor sexual, amor familiar, amor - amor que nos mantém vivos. Amor aos livros. Amor a outras criaturas vivas, porque mesmo esse amor mais simples pode fazer a diferença entre viver e suportar.
A escrita de Mia Sheridan tem uma certa poesia, e, embora às vezes chegue perto do excesso de açúcar, tem méritos; pretendo ler outros livros da autora.
E as citações literárias! Não podem ser esquecidas. Uau.
Fernando 24/07/2020minha estante
Saudade de seu canal no YouTube...




Willana 14/04/2020

Que livro maravilhoso!
Cheio de suspense, mistério, romance, personagens apaixonantes. Dois solitários e sobreviventes, que se apaixonam perdidamente.
Ah gente, que casal mais lindo foi esse.

"Quando ele a viu pela primeira vez, ele pensou que ela parecia uma corça, fresca e jovem, seus grandes olhos castanhos piscando para ele com curiosidade. Ele nunca tinha visto nada mais bonito. Nem mesmo a quase noite, quando as cores do sol sangrando enchiam o céu e desciam para beijar a terra."

"[...] levando as mãos ao rosto dela e olhando para ela como se ela fosse a coisa mais linda que ele já tinha visto. — Você me faz ver beleza onde eu não a via antes, Jak — ela disse, virando o rosto e fechando os olhos enquanto beijava a palma da mão dele. — Você faz tudo novo. Até eu."
Jefi 14/04/2020minha estante
opa! Vou ler então


Willana 14/04/2020minha estante
Lê Jefi.
Conhecer esse selvagem maravilhoso.


Luana 17/07/2020minha estante
Já li e é maravilhoso, vc sabe dizer se tem o segundo?


Willana 17/07/2020minha estante
Luana ele é livro único. E acredito que não vai ter outro não, pq o final da história ficou bem fechadinho.




Celina 12/02/2020

De tirar o fôlego!
Gostei muito! Um drama com suspense, meio thriller.
A Mia Sheridan nos apresentou um tema espinhoso mais uma vez. Passeou bastante na cabeça dos protagonistas, explorando bastante os sentimentos e emoções, sem ser maçante. História madura, densa, reflexiva.
Não favoritei porque teve um ponto que me incomodou. Não consegui deixar pra lá. Mas valeu sim a leitura. Li numa tacada só. Impossível parar até chegar no final.
comentários(0)comente



Joici 12/02/2020

Selvagem
O selvagem mais educado da vida rsrsrs. O livro e empolgante e te prende do inicio ao fim Harper e uma guia e Lucas(jak) um selvagem suspeito de 2 assassinatos. O enredo bem escrito. Mas tem umas pontas solta. Fora isso a historia e maravilhosa cheia de surpresas
comentários(0)comente



Kamylla Fernandes 26/03/2020

O livro é maravilhoso, é o verdadeiro significado do destino...
comentários(0)comente



Minha Velha Estante 01/07/2019

Resenha de Mylena Suarez
"Todo mundo me dispensou. Ninguém ficou comigo."

Tenha certeza, meu homem das cavernas lindo, que eu cuido de você tranquilamente...

Oh, Senhor!!! Que homem maravilhoso!!!!

Mais um livro extraordinário de Mia Sheridan, carregado de emoções, muito suspense e tensão. Desta vez, ela inovou trazendo um suspense policial forte com uma história comovente onde cada peça entregue ao leitor forma um grande quebra-cabeças com uma bela imagem no final. Quem me conhece sabe como eu amo história policiais cheias de reviravoltas e muita tensão e Mia Sheridan conseguiu trazer isso em Savaged com um bom drama embrulhado numa linda história de amor, amizade e família.

Sou tão fã da escrita de Mia Sheridan que pego os livros dela sem nem ler a sinopse e já fico ansiosa com o que me espera pela frente. Assim que recebi este livro, comecei logo a leitura e já fui ficando de cabelo em pé. Como assim que o livro começa desta forma, Mia?

Corri para ler a sinopse e fiquei meditando se com aquele o prólogo eu já fiquei tensa, não conseguia nem imaginar como ficaria meu coração com o restante do livro.

Mia entrega a cada capítulo uma pequena peça de uma grande história intrincada e bem elaborada, cada personagem é apresentado aos poucos e sem aviso de mudança, exigindo de minha pessoa uma grande concentração para tentar entender o quê, porquê e como aconteceram os assassinatos e qual a conexão deles com o prólogo. Confesso que tive certo medo que ficassem pontas soltas na resolução desse mistério, pois como nenhum detalhe é entregue de forma rápida e são muitos detalhes para serem encaixados, ela poderia deixar passar algo. A história se fecha perfeitamente, só queria que um detalhe crucial fosse diferente e vou começar a campanha para que ela escreva a sequência de Savaged com Dr Swift e Daire.
A minha conexão com o casal principal não chegou a ser instantânea, até porque Mia foi apresentando a história deles aos poucos, mas a medida que eu ia vislumbrando tudo o que eles viveram, fui me apaixonando perdidamente por cada um e ficou impossível não amar a forma como eles se aproximaram e, aos poucos, construíram uma relação de confiança, apoio e amor. E como Mia nunca faz nada pela metade, assim que descobri a história de um dos personagens secundários tive certeza que eu iria me emocionar mais ainda no final. Dito e certo! Mia não falha em nos presentear com finais sempre maravilhosos.

Os dois protagonistas são muito bem desenvolvidos e é emocionante acompanhar a jornada de amadurecimento e cura deles. A narração em terceira pessoa ajudou muito neste ponto e permitiu a inserção dos outros personagens na trama.

A capa foi muito bem escolhida com vários elementos da trama no desenho.


Review

"Everyone gave me away. No one kept me."


Sure, my beautiful wildman, that I take care of you forever...

Oh, Lord! What a wonderful man!!!!

Another extraordinary book by Mia Sheridan, loaded with emotions, a big suspense and tension. This time she innovated bringing a strong police suspense with a heartwarming story where each piece delivered to the reader forms a large puzzle with a beautiful image at the end. Those who know me know how I love policial books full of twists and tensions and Mia Sheridan managed to bring this into Savaged with a good drama wrapped up in a beautiful story of love, friendship and family.

I'm such a big a fan of Mia Sheridan's writing that I take her books without even reading the synopsis. As soon as I got this book, I started reading straight away, and It kept getting my hair straight. How come the book starts this way, Mia?

I ran to read the synopsis and wondered if the prologue had already been tense, I could not even imagine what my heart would feel with the rest of the book.

Mia gives in each chapter a small piece of a great intricate and elaborate story, each character is presented gradually and without notice of change demanding of me a great concentration to try to understand what, why and how the murders happened and what were they connection with the prologue. I confess that I had a certain fear that would get loose ends in the resolution of this mystery, because as no detail is given of fast form and there are so many details to be embedded, Mia could very much let pass something...but... The story closes perfectly, I just wanted a crucial detail to be different at the end and I'm going to start campaigning for her to write Savaged's sequel with Dr Swift and Daire.

Please, Mia!

My connection to the main couple was not instantaneous, because Mia was presenting their story slowly, but as I glimpsed everything they lived, I was falling in love with each one and it was impossible not to love the way as they approached and slowly built a relationship of trust, support and love... And since Mia never does anything in a half way, once I discovered the story of one of the secondary characters I was sure that I would be even more emotional in the end...and... Mia does not fail to present us always wonderful endings.

The two protagonists are very well developed and it is exciting to accompany their journey of maturing and healing. The third-person narration helped a lot at this point and allowed for the insertion of the other characters in the plot.

The cover was very well chosen with several elements of the plot in the drawing.

site: https://www.minhavelhaestante.com.br/2019/06/savaged-mia-sheridan.html
comentários(0)comente



Mylena @gataleitora 29/05/2019

"Everyone gave me away. No one kept me."
Tenha certeza, meu homem das cavernas lindo, que eu cuido de você tranquilamente....



Oh, Senhor....Que homem maravilhoso!!!!



Mais um livro extraordinário de Mia Sheridan, carregado de emoções, muito suspense e tensão. Desta vez, ela inovou trazendo um suspense policial forte com uma história comovente onde cada peça entregue ao leitor forma um grande quebra-cabeça com uma bela imagem no final. Quem me conhece sabe como eu amo história policiais cheias de reviravoltas e muita tensão e Mia Sheridan conseguiu trazer isso em Savaged com um bom drama embrulhado numa linda história de amor, amizade e família.



Sou tão fã da escrita de Mia Sheridan que pego os livros dela sem nem ler a sinopse e já fico ansiosa com o que me espera pela frente. Assim que recebi este livro, comecei logo a leitura e já fui ficando de cabelo em pé. Como assim que o livro começa desta forma, MIa?

Corri para ler a sinopse e fiquei meditando se aquele o prólogo eu já fiquei tensa, não conseguia nem imaginar como ficaria meu coração com o restante do livro.



Mia entrega a cada capítulo uma pequena peça de uma grande história intrincada e bem elaborada, cada personagem é apresentado aos poucos e sem aviso de mudança exigindo de minha pessoa uma grande concentração para tentar entender o que, porquê e como aconteceram os assassinatos e qual a conexão deles com o prólogo. Confesso que tive certo medo que ficassem pontas soltas na resolução desse mistério, pois como nenhum detalhe é entregue de forma rápida e são muito detalhes para serem encaixados , ela poderia muito deixar passar algo. A história se fecha perfeitamente, só queria que um detalhe crucial fosse diferente e vou começar campanha para que ela escreva a sequência de Savaged com Dr Swift e Daire.



A minha conexão com o casal principal não chegou a ser instantânea, até porque Mia foi apresentando a história deles aos poucos, mas a medida que eu ia vislumbrando tudo o que eles viveram, fui me apaixonando perdidamente por cada um e ficou impossível não amar a forma como eles se aproximaram e aos poucos construíram uma relação de confiança, apoio e amor..... E como Mia nunca faz nada pela metade, assim que descobri a história de um dos personagens secundários tive certeza que eu iria me emocionar mais ainda no final. Dito e certo....Mia não falha em nos presentear com finais sempre maravilhosos.



Os dois protagonistas são muito bem desenvolvidos e é emocionante acompanhar a jornada de amadurecimento e cura deles. A narração em terceira pessoa ajudou muito neste ponto e permitiu a inserção dos outros personagens na trama.



A capa foi muito bem escolhida com vários elementos da trama no desenho.



5/5 estrelas







site: https://www.gataleitora.com
comentários(0)comente



Jacqueline 25/04/2020

Muito bom!
Me surpreendeu, imaginei que podia ser parecido com outro livro da autora, chamado A voz do arqueiro, mas não, temos um mocinho que vive sim a parte da sociedade, entretanto é uma história muito mais profunda, muito bem construída e amarrada.
Me prendeu como há muito um livro não o fazia...
Sensível, sofrido ao extremo, mas todo o seu desenrolar vale a pena.
Recomendo muito!!
comentários(0)comente



Regiana Neves 25/07/2020

Achei bom, mas um pouco lento
NOTA: 3,5 DE 5

O livro é emocionante e bem detalhado algo que é essencial para você poder entender toda a história. Mas senti que conforme a leitura ia fluindo ia ficando um pouco cansativo, a Mia Sheridan é uma das minhas autoras de romance favorita e até hoje eu não tive o que reclamar de nenhuma obra dela que eu li que ao todo foram se não me engano 5. Porém eu não estou em um momento para livros de romance acho que já saturei um pouco desse gênero e a partir de agora vou fazer uma pausa e ler outros gêneros, isso com toda a certeza foi um fator que comprometeu a minha experiência com esse livro. Mas apesar de tudo é um livro lindo e emocionante e que aborda temas muito interessantes super indico para quem quer um romance bem trabalhado lindo e para se emocionar.
comentários(0)comente



Lizzy 24/11/2019

Antes de fazer qualquer comentário sobre o livro, é importante dizer que Savaged não remete à história de Tarzan, tampouco a Wild at Heart, da Patricia Gaffney. Savaged me parece bastante singular e foi uma leitura muito interessante e diferente de todos os livros que li de Mia Sheridan. Creio que a autora fez um trabalho de pesquisa muito bom e tornou a plot crível para os dias atuais.

O enredo de fundo gira em torno de dois homicídios ocorridos na pequena cidade de Helena Springs, Montana, notadamente pela maneira inusual de execução, porquanto o criminoso utilizou um arco e flecha. A partir daí ocorre o primeiro contanto da polícia e da heroína Harper Ward com um cidadão até então desconhecido, Lucas. O que chama a atenção, além da aparência meio selvagem do homem, é que Lucas praticamente viveu sozinho na floresta por anos e todos ignoravam essa situação. As circunstâncias levam a polícia a suspeitar de Lucas e então surgem todas as incógnitas envolvendo esse personagem misterioso.

A grande questão é que Harper – que por ser guia local foi convidada pela polícia para auxiliar a investigação -, fica extremamente atraída por Lucas e impressionada com o seu singular modo de vida. E, como é de se esperar, desenvolve-se a trama principal voltada para esse relacionamento inesperado, apaixonante e cheio de descobertas e primeiras vezes, especialmente para o herói. O romance entre Lucas e Harper é verdadeiramente doce.

Na medida em que vamos conhecendo as razões pelas quais Lucas viveu anos isolado naquele ambiente hostil, enfrentando invernos inclementes, a fome e a vida selvagem local, numa luta cotidiana pela vida, ficamos impactados. O que o herói passou está além da capacidade do homem comum, para dizer o mínimo. O mais surpreendente é que Lucas, apesar disso, me pareceu mais humano do que nunca.

A heroína, por sua vez, é uma personagem bem desenvolvida, com um passado dolorido e nem por isso se tornou ressentida, ao contrário, é uma resiliente.

No geral, esse suspense romântico me prendeu, cujo desenvolvimento foi melhor na primeira metade. Conforme o livro caminhou para o desfecho, o romance se sobressaiu, no entanto a trama de fundo foi esmaecendo e com isso quando os mistérios foram esclarecidos, eles não me cativaram no todo, muito embora, repise-se, a criatividade da autora seja algo digno de se destacar.

Eu amei o fato da autora ter dedicado a história a todos aqueles que foram salvos pelos livros, em menor ou maior proporção e, acredite, os livros fizeram toda a diferença na vida do herói. Isso foi lindo de se ver.

4.0/5 estrelas.
comentários(0)comente



Tati Vidal 31/12/2019

O amor tem seus meios
Eu sou uma apaixonada confessa de histórias de amor em que mulher é mais experiente que o cara. Que ele é fofinho e aprende com ela.

Essa me lembrou a voz do arqueiro. Mas tinha uma alta dose de mistério que me pegou demais.

Romance e mistério. Tava amando

Mas as críticas não podem faltar quando a mia deixou um pouco a desejar. Ficou algo místico e cheio de ligações onde não precisava. Cheio de destino quando não era melhor caminho. E o mistério que é bom pareceu ficar parcialmente resolvido. Então ainda temo por eles. No mais é aquilo.

É a mia. Ela é maravilhosa. Leiam
comentários(0)comente



Kamylla Fernandes 26/03/2020

O livro é maravilhoso, é o verdadeiro significado do destino...
comentários(0)comente



12 encontrados | exibindo 1 a 12