Meninas más, mulheres nuas

Meninas más, mulheres nuas Pedro Amaral


Compartilhe


Meninas más, mulheres nuas


As máquinas literárias de Adelaide Carraro e Cassandra Rios




Este trabalho analisa as obras de Adelaide Carraro (1925-1992) e Cassandra Rios (1932-2002), comumente referidas como "as maiores pornógrafas da literatura brasileira", epíteto que evoca uma glória ambígua: a de serem campeãs de vendagem, sobretudo nas décadas de 1960 e 1970, e também recordistas em títulos censurados durante a última ditadura. Procura mostrar como suas bibliografias, identificadas entre si na "paixão pelo visível" da tradição naturalista e na forte presença de conteúdo sexual, configuram, não obstante, projetos distintos e em boa medida opostos. Projetos estes que mantém considerável coerência interna, ao longo de anos de produção contínua, combinando transgressão e conservadorismo de modo desafiador à interpretação

Literatura Brasileira

Edições (1)

ver mais
Meninas más, mulheres nuas

Similares


Estatísticas

Desejam
Informações não disponíveis
Trocam
Informações não disponíveis
Avaliações 4.0 / 1
5
ranking 0
0%
4
ranking 100
100%
3
ranking 0
0%
2
ranking 0
0%
1
ranking 0
0%

50%

50%

Lis
cadastrou em:
18/08/2018 13:24:50
Jenifer
editou em:
04/11/2018 01:38:16