Morte, no palco

Morte, no palco Rubens Teixeira Scavone


Compartilhe


Morte, no palco





"Se o imaginar é a mais requintada dádiva concedida aos homens, a ficção-científica é o mais alto grau desse privilégio. Pois ele escapa ao Tempo e ao Espaço, integra-se com o sonho. Poderemos ser deuses ou crianças, monstros ou amantes, robôs ou marcianos. Tudo, sobretudo, mais ou menos do que mortais.
Equivale dizer - desgarrados de limitações, despojados de contingências, libertos de misérias, quiçá despidos da própria consciência. Talvez uma forma inédita de julgar o próprio existir. Como se fosse possível ainda que por momentos, livrarmo-nos do nosso eu.
Certo modo de dissolver a angústia subjacente, visceral de tudo que existe, derivada da inércia humana ante o mistério da existência."

Contos / Ficção científica

Edições (1)

ver mais
Morte, no palco

Similares

(1) ver mais
O diálogo dos mundos

Resenhas para Morte, no palco (0)

ver mais
on 29/1/21


Para o público que consome desse tipo de literatura (científica), é uma obra interessante por utilizar todos os termos técnicos, misturados com histórias sensíveis e muito bem escritas.... leia mais

Estatísticas

Desejam1
Trocam1
Avaliações 4.0 / 2
5
ranking 50
50%
4
ranking 0
0%
3
ranking 50
50%
2
ranking 0
0%
1
ranking 0
0%

62%

38%

Leonardo
cadastrou em:
07/12/2011 20:03:58
Ogro
editou em:
28/03/2015 14:30:55