Na Berma de Nenhuma Estrada

Na Berma de Nenhuma Estrada Mia Couto


Compartilhe


Na Berma de Nenhuma Estrada





Mia Couto seleccionou, de entre publicação dispersa por jornais e revistas ao longo de anos bem recentes, estes trinta e oito textos que agrupou sob o título Na Berma de Nenhuma Estrada e outros contos. Cada novo encontro com a sua escrita significa uma viagem a que não apetece pôr termo. A intensidade das personagens, a multiplicidade de registos em que as várias tramas ocorrem, o universo do fantástico e do sobrenatural coexistindo em perfeita sintonia com o dia-a-dia da tradição, da cultura e da vivência experienciadas, a capacidade de efabulação, a oralidade que emana da palavra escrita transformando-a em puro som, são portos a que acostamos e que nunca desvendamos por completo. Façamos escala em «Fosforescências», «O último ponto cardeal», «O fazedor de luzes», «Os amores de Alminha», «Os gatos voadores»; tomemos o rumo de «As cartas», «O escrevido», «Ave e nave»; voguemos ao sabor de «A multiplicação dos filhos», «As lágrimas de Diamantina», «O amante do comandante»; deixemos que as ondas nos levem até «Rosita»; e mergulhemos profundamente nas águas, agitadas às vezes, tranquilas outras, do imaginário inesgotável do autor de Na Berma de Nenhuma Estrada e outros contos.

Edições (3)

ver mais
Na Berma de Nenhuma Estrada
Na Berma de Nenhuma Estrada
Na Berma de Nenhuma Estrada

Similares

(19) ver mais
islandeses
Na Berma de Nenhuma Estrada
Vozes Anoitecidas
O Fio das Missangas

Estatísticas

Desejam25
Trocam1
Avaliações 4.1 / 47
5
ranking 38
38%
4
ranking 43
43%
3
ranking 17
17%
2
ranking 2
2%
1
ranking 0
0%

26%

74%