Nem Cravo nem Canela Apenas, Gabriela

Nem Cravo nem Canela Apenas, Gabriela Marina M. Medeiros


Compartilhe


Nem Cravo nem Canela Apenas, Gabriela





Nem cravo nem canela apenas, "Gabriela", se passa em um pequeno vilarejo no sertão nordestino, no ano de 1963. Conta a história de seus polêmicos moradores e de Gabriela, uma mocinha de dezesseis anos que sonha tornar-se artista de rádio e fazer novelas. Moleca Faceira, do tom do açúcar caramelado, inspiração de um maquinista de trem com fama de poeta.
No pequeno vilarejo quem manda é o coronel Obaldoíno, viúvo de Adelaide, que mesmo depois de morta continua a atazanar a sua vida.
Corre na boca do povo que em Caxambu vive um lobisomem. Esse fato levou um jornalista da capital a se disfarçar de retratista e sair a sua caça.
No decorrer da trama este jornalista vai se deparar com inúmeras situações cômicas,como a de "Beijinho", um jovem que de dia vende doces de coco e a noite toma emprestado o vestido domingueiro da irmã, lambuza a boca de batom e segue em direção da casa da luz vermelha, equilibrando-se em um sapato de salto alto.
Padre Inácio, o pároco, é considerado um santo. O coveiro Pepe morre de amores pela solteirona Eulália, já a mulata Izolina põem olho gordo no Zé, marido de Chica e pai de Gabriela.
Nem cravo nem canela apenas Gabriela tem inicio em dia de Reis, festa sagrada dos sertanejos. Conta com 31 personagens, inúmeras situações engraçadas e ao final o leitor há de querer mais.

Edições (1)

ver mais
Nem Cravo nem Canela Apenas, Gabriela

Similares

(2) ver mais
De Repente Esclerosei
Noite Grande

Estatísticas

Desejam1
Trocam
Informações não disponíveis
Avaliações 4.0 / 1
5
ranking 0
0%
4
ranking 100
100%
3
ranking 0
0%
2
ranking 0
0%
1
ranking 0
0%

25%

75%

Eloisa de Freitas
cadastrou em:
04/02/2013 18:56:45

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com a Política de Privacidade. ACEITAR