O Canto do Pássaro

O Canto do Pássaro Sebastian Faulks


Compartilhe


O Canto do Pássaro





Ao chegar em Amiens, na França, em 1910, Stephen Wraysford, um jovem inglês sem família e sem amigos, nada planeja além daquilo a que foi enviado pelo patrão, isto é, estudar o comércio têxtil. No entanto, a despeito de seu projeto pouco pretensioso, duas forças opostas, mas igualmente poderosas, interferem em sua vida de forma irresistível: o amor e a guerra. O perfume da mulher amada e a podridão das trincheiras, o encontro e a distância, o abraço cálido e a frieza dos campos de batalha — a vida e a morte são traduzidas com o estilo refinado de Sebastian Faulks em O CANTO DO PÁSSARO, lançamento da Editora Record.

O aluguel de um quarto é o estopim das transformações pelas quais Wraysford terá que passar. Seu anfitrião, Azaire, é um fabricante próspero, unido em segundas núpcias com Isabelle, madrasta de seus filhos adolescentes. Encantado pela bela mulher de cabelos presos, pele clara e olhar inquieto, o jovem inglês vê, repentinamente, suas prioridades invertidas. Ele agora está em Amiens não pelo seu futuro profissional, mas pelo presente, pela paixão. Wraysford e Isabelle se envolvem de forma quase obsessiva. Ela deixa o marido, mas depois, grávida e amargurada, decide-se pela segurança de um casamento estável, ainda que sem amor.



Desiludido, Wraysford retorna à Inglaterra, e só põe os pés novamente em Amiens anos mais tarde, durante a Primeira Guerra Mundial, como tenente. Transformado pelo passado num homem solitário e taciturno, ele inspira a admiração dos companheiros de batalha na claustrofobia fétida das trincheiras. E é durante uma batalha sangrenta na Alemanha que ele reencontra Isabelle.



A guerra não é terreno inexplorado na ficção, mas Faulks se apossa dela de modo tão apaixonado e intenso, que sua narrativa certamente pode ser classificada como um tour de force comovente e inesquecível. Sua prosa é elegante e freqüentemente poética. Quarto romance do autor, O CANTO DO PÁSSARO permaneceu por mais de nove meses na lista dos livros mais vendidos da Inglaterra. Faulks trabalhou como jornalista durante 14 anos até se dedicar com exclusividade à literatura, em 1991. É autor de A Fool’s Alphabet, The Girl at the Lion d’Or.



Internet:



www.randomhouse.com/vintage/read/birdsong/faulks.html

http://www.randomhouse.co.uk/GUIDES/birdsong.html "Irresistível e belo... ambicioso, violento, comovente, perturbador... Um grande romance." — The New Yorker



"Soberbo... implacável, imparcial e genuinamente catártico." — The New York Times Book Review



"Os relatos do combate, que vibram com credibilidade e autenticidade, estão entre os melhores que já li." — Los Angeles Times Book Review



Origem da sinopse: http://www.editoras.com/record/04754.htm

Edições (2)

ver mais
O Canto do Pássaro
O Canto do Pássaro

Similares

(3) ver mais
Seda
Seda
Seda

Resenhas para O Canto do Pássaro (1)

ver mais
O Canto do Pássaro, Sebastian Faulks
on 10/5/13


Não tenho muita familiaridade com romances de guerra, mas os relatos de combate e as descrições do cotidiano nas trincheiras francesas durante a Primeira Guerra Mundial em O Canto do Pássaro me impressionaram. Sebastian Faulks escreve como se a partir de uma experiência pessoal. Desse modo, as relações entre os patrulheiros nunca soam falsas, ou com o intento de puramente chocar e sensibilizar o leitor de maneira fácil, com artifícios bobos tão comuns no cinema de gênero. A geografia d... leia mais

Estatísticas

Desejam44
Trocam1
Avaliações 4.3 / 19
5
ranking 47
47%
4
ranking 32
32%
3
ranking 21
21%
2
ranking 0
0%
1
ranking 0
0%

23%

77%

Conde
cadastrou em:
08/01/2010 03:07:06