O Rastro do Jaguar

O Rastro do Jaguar Murilo Carvalho


Compartilhe


O Rastro do Jaguar





Estamos no virar do século XIX em Congonhas do Campo. Pereira, um antigo jornalista de origem portuguesa, revisita as suas memórias, que percorrem todo o conturbado período da segunda metade do século. Através do relato da sua viagem, Pereira, que deixara Paris com o seu grande amigo e companheiro Pierre, leva-nos a conhecer o Brasil em guerra com o vizinho Paraguai, no período mais decisivo da sua história. Uma guerra sangrenta que o Brasil trava ao lado da Argentina e do Uruguai e que, para Pereira e Pierre, será o momento decisivo das suas vidas. É também a guerra pelo espaço vital das populações índias que, humilhadas pela acomodação forçada às regras e vivências dos colonos, tentam recuperar a sua Terra Mítica, onde o Mal não existe. É ainda a guerra travada por Pierre para definir a si mesmo: índio, como o seu povo, ou europeu, tal como foi criado? Levado em criança por Auguste de Saint?Hilaire do Brasil para França, descobre, já adulto, nas feições de dois índios presos, a chave para as suas raízes nunca explicadas. Raízes que vai encontrar nesse cruzamento do rio da Prata, onde brasileiros e paraguaios morrem aos milhares e os índios guarani lutam por uma terra onde possam de novo viver livres e em paz. Da França à Argentina, do Brasil ao Paraguai, do sertão nordestino aos planaltos do Sul do Brasil, Pereira relata-nos de uma forma empolgante e quase cinematográfica as grandes transformações que definiram a América do Sul. Pelo caminho, encontra o amor perfeito e Pierre a pátria a que junto dos seus pode chamar sua. Baseado em fatos verídicos e personagens reais, O Rastro do Jaguar é uma imagem dos intensos choques culturais e sociais que marcaram o século XIX e a relação dos europeus com as suas antigas colônias agora independentes.

Romance

Edições (1)

ver mais
O Rastro do Jaguar

Similares

(2) ver mais
Sertanílias
Sertanílias

Resenhas para O Rastro do Jaguar (4)

ver mais
on 16/10/15


As passagens sobre Francisca parecem extremamente deslocadas do resto da narrativa e o uso excessivo de ponto-e-vírgula é, no mínimo, estranho. Alguns apontamentos sociológicos e filosóficos soam muito distantes do pensamento vigente no século XIX, parecendo inverossímil. Apesar disso, é uma história interessante. A contracapa traz a indicação de ser baseada em fatos verídicos e personagens reais, de modo que senti falta de uma nota do autor falando sobre suas inspirações para a obr... leia mais

Vídeos O Rastro do Jaguar (1)

ver mais
O Rastro do Jaguar

O Rastro do Jaguar


Estatísticas

Desejam9
Trocam1
Avaliações 3.9 / 38
5
ranking 39
39%
4
ranking 26
26%
3
ranking 24
24%
2
ranking 11
11%
1
ranking 0
0%

44%

56%

Vivi
cadastrou em:
10/02/2010 23:40:01
Valtemário
editou em:
04/07/2021 23:39:14

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com a Política de Privacidade. ACEITAR