Pai, não fui eu!

Pai, não fui eu! Ilan Brenman


Compartilhe


Pai, não fui eu!





O autor narra a história de um pai que, enquanto trabalhava tranquilamente no escritório de sua casa, ouve um estrondo. A filha dele, que presenciou o desastre, logo chega para dar explicações - o barulho foi por causa do livro italiano gigante - o preferido do pai - que, de repente, despencou da prateleira da estante. E quem o deixou cair foi o leopardo, que, ao ver a menina folheando o livrão, disse que adorava ler e se aproximou, mas acabou esbarrando nele e lá foi o livro gigante estante abaixo... Depois de todo este esclarecimento, qual não foi a surpresa do pai ao abrir o seu livro!... Esta obra busca ser amostra da relação entre pais e filhos, ilustrada com por Anna Laura Cantone.

Edições (1)

ver mais
Pai, não fui eu!

Similares

(1) ver mais
Não É Uma Caixa!

Resenhas para Pai, não fui eu! (2)

ver mais
on 21/8/14


Ideal para quem tem filhos.Estimula a imaginação e a capacidade de criar histórias.Após fazer uma arte, a filha vai dizer ao pai que não foi ela, e cria uma história para justificar a sua afirmação.... leia mais

Estatísticas

Desejam4
Trocam
Informações não disponíveis

Sandy
cadastrou em:
03/07/2012 10:03:34
Gui
editou em:
13/05/2015 11:28:51