Passaporte Para a China

Passaporte Para a China Lygia Fagundes Telles


Compartilhe


Passaporte Para a China


Crônicas de viagem




Em 1960, delegações de todo o mundo participaram da festa do 11º aniversário do socialismo chinês. Embora não se considerasse comunista, Lygia Fagundes Telles foi incluída no grupo brasileiro e resolveu enfrentar o pânico dos 'aviões a jato'. Antes de embarcar, ela recebeu outra proposta - enviar relatos da viagem para o jornal 'Última Hora'. Daí surgiram 29 crônicas, que formam um diário de bordo, ambientado em várias cidades. O olhar da autora se demora em paisagens, monumentos, roupas, costumes. Mas as crônicas também nascem do convívio com o povo e com detalhes do cotidiano. Além das anotações de viagem, encontram-se evocações literárias, recordações de infância e reflexões sobre o país natal. O livro conta ainda com um pequeno caderno de fotos tiradas durante a viagem.

Edições (1)

ver mais
Passaporte Para a China

Similares

(16) ver mais
As Meninas
Antes do Baile Verde
Ciranda de Pedra
A Noite Escura e Mais Eu

Resenhas para Passaporte Para a China (2)

ver mais
Lygia Fagundes Telles vê a China acordar
on 24/9/15


A China acordou, está acordadíssima. É a constatação que faz Lygia Fagundes Telles em 1960, quando fez parte de uma delegação convidada a visitar o país asiático. O objetivo era mostrar a pessoas do mundo inteiro a transformação pela qual a China havia passado desde que Mao Tse Tung assumira o comando do país, 11 anos antes. Lygia, que nunca foi comunista, seguiu o roteiro oficial da visita, mas estava muito mais interessada em pessoas do que em política. É sobre elas que falaria em cr... leia mais

Estatísticas

Desejam103
Trocam2
Avaliações 3.9 / 100
5
ranking 29
29%
4
ranking 48
48%
3
ranking 15
15%
2
ranking 6
6%
1
ranking 2
2%

24%

76%

Senshô
cadastrou em:
07/11/2011 22:07:07