Ruptura

Ruptura Manuel Castells


Compartilhe


Ruptura


A Crise da Democracia Liberal




Uma análise contundente dos tempos sombrios que vivemos, por um dos mais respeitados pensadores da atualidade "Sopram ventos malignos no planeta azul", sentencia o sociólogo Manuel Castells, enquanto o mundo é assolado por um turbilhão de múltiplas crises. A crise econômica que se prolonga em precariedade de trabalho e desigualdade social; o terrorismo fanático que impossibilita a convivência e alimenta o medo; a permanente ameaça de guerras atrozes como forma de lidar com conflitos; as inúmeras violações aos direitos humanos e à vida. Existe, porém, uma crise ainda mais profunda: a ruptura da relação entre governantes e governados, refletida no sentimento geral de que as instituições políticas "não nos representam". Para o autor, trata-se do gradual colapso da democracia liberal. Nesse livro claro, instigante e bem-documentado, Castells analisa as causas e consequências desse rompimento, à luz dos mais recentes acontecimentos políticos mundiais: a vitória de Trump nos Estados Unidos; o resultado do Brexit no Reino Unido; a desconfiguração partidária na França na votação que elegeu Macron presidente; e a ideia de "democracia real" (em oposição à moribunda democracia liberal), nascida dos movimentos originários das redes sociais na Espanha, que levou ao fim do tradicional bipartidarismo no país. Mas aonde nos levará essa ruptura? Qual a nova ordem que substituirá a que morre? Se o futuro é incerto, Castells nos faz refletir e enxergar com clareza o panorama atual, em uma publicação crucial para o momento que vivemos.

Política / Sociologia

Edições (1)

ver mais
Ruptura

Similares

(4) ver mais
O Poder da Comunicação
O Poder Da Identidade
A Sociedade em Rede
Os Inimigos Íntimos da Democracia

Resenhas para Ruptura (5)

ver mais
A grande crise de representatividade nas democracias e o resultado nefasto da globali
on 26/9/18


A tese fundamental de Castells é que estamos colhendo os frutos azedos da globalização. A crise de representatividade dos partidos políticos (e a consequente desilusão com o fazer política de um modo geral) nos conduziu a um perigosíssimo "cheque mate" na democracia liberal: ou ela tira um coelho da cartola para responder às mazelas do fracasso globalista ou vê crescer diante de si a xenofobia e o autoritarismo. Óbvio será que não há coelhos em cartolas... Daí nossa cara estupefata... leia mais

Estatísticas

Desejam40
Trocam1
Avaliações 4.3 / 48
5
ranking 46
46%
4
ranking 46
46%
3
ranking 4
4%
2
ranking 4
4%
1
ranking 0
0%

52%

48%

Carlos.Eduardo
cadastrou em:
18/05/2018 14:08:38