Simulação Virtual: nas regras de engajamento

Simulação Virtual: nas regras de engajamento Juliano Dill de Almeida Cardoso


Compartilhe


Simulação Virtual: nas regras de engajamento





O combate evoluiu das simulações mecânicas para a nova era da virtualidade. Nessa obra, Juliano D. A. Cardoso, Capitão do Exército Brasileiro, aborda a evolução histórica do emprego da simulação virtual nas instruções de Regras de Engajamento (RE). As RE são preceitos para regular o uso do armamento e o emprego da força letal ou menos letal, dentro de critérios jurídicos preestabelecidos, observando os princípios da proporcionalidade, razoabilidade e legalidade. Sua capacitação prevê o treinamento de inúmeras condutas, visando enfrentar as diversas situações de proteção aos cidadãos e aos bens patrimoniais, sob ameaça.

Assim, esta obra mostrará que os simuladores virtuais surgiram como uma das possíveis ferramentas de instrução militar que podem ser empregadas, no adestramento dos militares de Exército Brasileiro, podendo com êxito desenvolver perícias e habilidades necessárias ao adestramento em Regras de Engajamento.

Para o desenvolvimento dessa investigação, foi feita uma pesquisa de campo com entrevistas a oficiais instrutores do Centro Conjunto de Operações de Paz do Brasil (CCOPAB) que preparam os contingentes brasileiros para as missões de Paz, na matéria Regras de Engajamento e engenheiros do Centro Tecnológico do Exército (CTEx) - que atuam no Grupo Especial de Simuladores, responsável pelo desenvolvimento da simulação virtual para o emprego na Força Terrestre.

Além disso, foi realizado um questionário com oficias que comandaram pelotões e ou subunidades na Missão de Paz do Haiti e que realizaram sua preparação com o emprego do simulador virtual de Regras de Engajamento.

Ao final, após definir os parâmetros e comprovar os benefícios desse tipo de treinamento foi elaborada uma sugestão de Caderno de Instrução que sintetiza a pesquisa e sugere como a simulação deve ser empregada.

Confira os assuntos que serão abordados nesta obra:

Simulação virtual ao longo dos tempos.
Modalidade de simulação.
Aplicações militares dos simuladores virtuais.
Integração das modalidades de simulação no ensino militar.
Aplicações militares dos simuladores virtuais.
Integração das modalidades de simulação no ensino militar.
Operações de Garantia da Leia e da Ordem e Missões de Paz.
Regras de engajamento.
Emprego da Simulação no Exército Brasileiro.
Situação presente da simulação no EB.
Simulação Virtual no uso proporcional da Força.
A experiência do CCOPAB.
A utilização de simuladores virtuais nas Forças Auxiliares.
Simulção Virtual desenvolvida no Exército Brasileiro.
Nível de adestramento, atualmente, alcançado em regras de engajamento.
Fatores que distinguem o nível da instrução de regras de engajamento.
Aspectos relevantes para o emprego do simulador virtual.
Parâmetros e principais dificuldades para a implantação.

Educação / Engenharia / Informática e Tecnologia / Internet / Psicologia

Edições (1)

ver mais
Simulação Virtual: nas regras de engajamento

Similares

(5) ver mais
A Realidade Virtual
Realidade Virtual
JOGOS ELETRONICOS E REALIDADE VIRTUAL
Desenvolvimento de Jogos 3D e Aplicações em Realidade Virtual

Resenhas para Simulação Virtual: nas regras de engajamento (1)

ver mais
Como a simulação virtual pode mudar a realidade do soldado do futuro!
on 6/8/18


Neste livro, Juliano aborda através de uma pesquisa científica como por meio de realidade virtual soldados e equipes podem ser treinadas para o combate. Isso reduz custos, otimiza tempo e prepara melhor os profissionais. É sair da teoria para a prática! Imaginem quantas profissões podem se beneficiar disso! Um livro que passa pela a história das instruções militares mas que é aplicáveis a outras áreas! Viva a tecnologia!... leia mais

Estatísticas

Desejam
Informações não disponíveis
Trocam
Informações não disponíveis
Avaliações 5.0 / 1
5
ranking 100
100%
4
ranking 0
0%
3
ranking 0
0%
2
ranking 0
0%
1
ranking 0
0%

0%

100%

Escritora Li
cadastrou em:
06/08/2018 07:24:14