Violência e a história da desigualdade

Violência e a história da desigualdade Walter Scheidel


Compartilhe


Violência e a história da desigualdade


Da Idade da Pedra ao século XXI




A desigualdade nunca diminui de forma pacífica: da Idade da Pedra aos dias de hoje, violência em massa e catástrofes parecem ser as únicas forças capazes de realmente reduzi-la. A perturbadora tese de Walter Scheidel traz elementos inovadores e urgentes para uma das discussões centrais de hoje.

Das primeiras sociedades humanas até hoje, a desigualdade econômica só diminuiu de forma significativa com rupturas violentas de larga escala. Sem guerras em massa, revoluções transformadoras, falência do Estado ou epidemias catastróficas nunca houve nivelamento real de renda ou riqueza ― os ricos continuaram ricos ou, como nas últimas décadas, ficaram ainda mais ricos, uma vez que sempre resistiram a mudanças profundas alcançadas pacificamente. Com argumentos sólidos, fundamentados por pesquisa detalhada e apresentada com fartura de dados, Walter Scheidel, historiador da Universidade Stanford, chega a uma conclusão ainda mais perturbadora: se atualmente os eventos de violência cataclísmica não parecem ser tão ameaçadores quanto antes, por outro lado as propostas econômicas para reduzir a desigualdade não estão surtindo efeito, e o desequilíbrio econômico e social só tende a aumentar.

Entre os melhores livros do ano de 2017: Financial Times, Wall Street Journal e New York Times.

História

Edições (1)

ver mais
Violência e a história da desigualdade

Similares

(5) ver mais
O Grande Livro das Coisas Horríveis
A Assustadora História da Maldade
Uma História da Desigualdade
A Desigualdade no Mundo

Estatísticas

Desejam24
Trocam
Informações não disponíveis
Avaliações 4.5 / 1
5
ranking 100
100%
4
ranking 0
0%
3
ranking 0
0%
2
ranking 0
0%
1
ranking 0
0%

57%

43%

Carlos.Eduardo
cadastrou em:
10/03/2020 20:18:20