A crise da consciência europeia (1680-1715)

A crise da consciência europeia (1680-1715) Paul Hazard


Compartilhe


A crise da consciência europeia (1680-1715)





"Em "A crise da consciência europeia" Paul Hazard explica a mudança psicológica ocorrida em uma França marcada pelo senso de autoridade, a crença nos dogmas, a fidelidade à Igreja e ao rei, para uma França marcada pelo reino da Razão, a dúvida, a liberdade individual, a rejeição às instituições, à Igreja e às verdades tradicionais. Nos bastidores de todas essas mudanças, as grandes batalhas intelectuais ocorridas antes de 1715: Spinoza, Bayle, Locke, Newton, Bossuet, Fénelon e outros estavam no centro desse furacão que produziu um poderoso conjunto de ideias como o racionalismo, o pensamento anticlerical, o sentimento antirreligioso, a igualdade, a liberdade individual, os direitos humanos e a cidadania. Enfim, uma nova ordem de ideias que fez do século XVIII um século de rupturas por excelência." (Trecho de resenha publicada por Dirceu Magri, na revista Non Plus, nº 3, 2013)

História / Não-ficção

Edições (2)

ver mais
A crise da consciência europeia (1680-1715)
A crise da consciência europeia (1680-1715)

Similares


Estatísticas

Desejam17
Trocam
Informações não disponíveis
Avaliações 5.0 / 3
5
ranking 100
100%
4
ranking 0
0%
3
ranking 0
0%
2
ranking 0
0%
1
ranking 0
0%

61%

39%

Godinho
editou em:
14/11/2016 21:17:11