A Utopia

A Utopia Thomas More


Compartilhe


A Utopia


ou O Tratado da Melhor Forma de Governo




Tomás Morus (1478-1535), humanista e jurista inglês, foi chanceler do reino da Inglaterra e um dos pensadores mais destacados de seu tempo. Católico fervoroso, foi decapitado por ordens do Rei Henrique VIII por não reconhecer o rei (que havia se divorciado) como chefe supremo da igreja. Foi canonizado pela Igreja católica em 1935. Morus teve a particularidade de ser cultuado também pela Revolução russa, que lhe erigiu uma estátua em homenagem às idéias socialistas de sua célebre obra A utopia.

Essa obra descreve um Estado imaginário sem propriedade privada nem dinheiro, preocupado com a felicidade coletiva e a organização da produção, mas de fundamento religioso. Seu modelo é A República e As leis de Platão. Além de lançar as bases do socialismo econômico, Morus, que cunhou a palavra utopia (literalmente o não-lugar de nenhum lugar), deu início a um gênero literário que faria fortuna nos séculos seguintes, desde A nova Atlântida de Francis Bacon e A cidade do sol de Companella até os escritos dos socialistas do século XIX, chamados utópicos.

Edições (1)

ver mais
A Utopia

Similares

(6) ver mais
A utopia
George Orwell
A raça futura
A Revolução dos Bichos

Resenhas para A Utopia (2)

ver mais
on 14/10/11


A leitura do livro Utopia de Tomas Morus foi como um deleite. Imaginar uma civilização tão perfeita e equilibrada, que tem como princípio fundamental a equidade é realmente, como o próprio nome o diz, uma utopia, um sonho que muitos de nós gostaríamos de compartilhar. Mas ao depararmos com a realidade o choque entre essas duas sociedades (utópica e contemporânea) é gigantesco. O livro, escrito na Inglaterra no século XVI, nos mostra de forma comparativa a diferença de nossa civilizaç... leia mais

Estatísticas

Desejam7
Trocam4
Avaliações 3.9 / 93
5
ranking 31
31%
4
ranking 38
38%
3
ranking 25
25%
2
ranking 4
4%
1
ranking 2
2%

46%

54%

Marcelo Aceti
cadastrou em:
27/10/2009 00:37:34