As bacantes

As bacantes Eurípides


Compartilhe


As bacantes (Expresso Zahar)


Uma tragédia grega




A consagrada tradução do especialista em grego, Mário da Gama Kury. O deus Diôniso chega à Grécia disfarçado como profeta e acompanhado pelas bacantes com a intenção de introduzir seu culto às orgias. Ele espera ser aceito primeiro em Tebas, mas os tebanos rejeitam a divindade dele e se recusam a adorá-lo. E o jovem rei Penteu tenta prendê-lo. Ao final, Diôniso enlouquece Penteu e o conduz às montanhas onde sua mãe, Agave e as mulheres de Tebas, num frenesi báquico, o degolam e esquartejam. Agave retorna a Tebas triunfante carregando a cabeça do filho. Cadmo, pai de Agave consegue aos poucos restaurar a lucidez dela, enquanto lamenta o destino de Penteu.

Drama / Literatura Estrangeira

Edições (7)

ver mais
As Bacantes
As Bacantes
As Bacantes
As Bacantes

Similares

(5) ver mais
Oresteia
O Melhor do Teatro Grego
Três Tragédias Gregas
Bacas

Resenhas para As bacantes (3)

ver mais
on 5/2/20


As Bacantes, Tragédia representada postumamente de Eurípides, foi a obra que imortalizou o escritor ao longo dos quase 25 séculos desde o seu nascimento. Sendo aquele que talvez melhor simbolize o significado de "Tragédia", em As Bacantes, quando mais esperamos um desfecho em um viés cômico-moral, Eurípides choca o leitor ao introduzir a Tragédia em uma de suas representações mais grotescas. A Tragédia narra a história da chegada de Dionisio na cidade de Tebas. Apesar da população c... leia mais

Estatísticas

Desejam65
Trocam1
Avaliações 4.0 / 303
5
ranking 36
36%
4
ranking 34
34%
3
ranking 24
24%
2
ranking 5
5%
1
ranking 1
1%

36%

64%

Maitan
cadastrou em:
12/02/2017 12:34:57
Silvio
editou em:
31/03/2021 10:41:48