As Duas Esfinges

As Duas Esfinges Wera Krijanowskaia
J.W.Rochester (espírito)


Compartilhe


As Duas Esfinges (Romance do Antigo Egito)


Pelo Espírito J. W. Rochester




Romance que se inicia no Egito antigo, no qual o jovem escultor Rameri conclui a criação de duas esfinges: uma representava o próprio artista e a outra, uma mulher de rara beleza. A partir daí, o mistério que envolve as duas esfinges percorrerá diferentes épocas no tempo.
Romance no mesmo estilo de "O elixir da longa vida". Rochester faz uso de tratados de magia para narrar a vida de um escultor egípcio que passa vários séculos dormindo dentro da sua própria obra e, quando acorda, descobre que terá que lutar contra um bruxo muito poderoso para viver com o seu amor.
"...no meio do pátio, sobre altos pedestais de basalto preto, repousavam duas esfinges e diante delas, sentado num banquinho de armar, o seu artista-criador que, aparentemente, acabara de concluir o seu trabalho... por fim, o escultor se levantou e contemplou as esfinges diante dele. De trabalho magnífico, elas surpreendiam pela extraordinária riqueza de acabamento: suas cabeças, uma azul em ouro e outra verde em ouro - estavam encimadas por brancas Klaftas com listras esmaltadas... O rosto de uma das esfinges representava o próprio artista enquanto o da outra, uma mulher de rara beleza. Os lábios das duas esfinges estavam levemente pintados no lugar dos olhos, numa estavam incrustadas safiras e na outra - esmeraldas..."

Literatura Estrangeira / Religião e Espiritualidade / Romance

Edições (1)

ver mais
As Duas Esfinges

Similares

(7) ver mais
IMHOTEP - Profecias do Antigo Egito.
Hatasu
Romance de uma Rainha
Romance de uma Rainha

Resenhas para As Duas Esfinges (4)

ver mais
Um drama através dos séculos
on 2/1/10


Um romance extraordinário, que tem início no Egito antigo, e conta a vida de um escultor, cujo drama se iniciou ao esculpir duas esfinges, como sarcófagos, encomendados por um nobre, para este e para sua esposa, com a finalidade de serem depositadas na pirâmide construída no pátio de sua residência, a espera de suas mortes e mumificações. Vítima da paixão de uma jovem, o próprio escultor foi encerrado no sarcófago em forma de esfinge, passou por séculos em estado de letargia devido ao ... leia mais

Estatísticas

Desejam17
Trocam4
Avaliações 4.3 / 152
5
ranking 53
53%
4
ranking 24
24%
3
ranking 20
20%
2
ranking 1
1%
1
ranking 1
1%

25%

75%

Dover
cadastrou em:
01/12/2008 20:13:24
gabriolo
editou em:
02/01/2018 15:07:01