Bandidos

Bandidos Eric Hobsbawm


Compartilhe


Bandidos





Um livro considerado o ponto de partida dos estudos contemporâneos sobre a história do banditismo

Em quase todo o mundo há relatos, narrativas orais e escritas, e músicas sobre eles. Encantadores e assustadores, os bandidos são fonte para um forte e contraditório imaginário sobre o poder, a violência e a justiça popular. Os “fora da lei” são a representação de uma recusa individual às forças sociais e à autoridade, mas ainda assim, muitas vezes, encontram na sociedade reconhecimento e proteção.
O banditismo é considerado uma das formas mais primitivas de protesto social organizado. Mas “de que modo o elemento social do banditismo, que defende os fracos contra os fortes, os pobres contra os ricos, os que buscam justiça contra o governo dos injustos, se enquadra na história política do banditismo, que faz dos bandidos homens poderosos atraídos para o universo do poder?” Esta é a pergunta central do livro, que procura definir quais fatores políticos, econômicos e sociais favorecem que a existência de alguns “fora da lei” se transforme em movimento e, em certos contextos, em verdadeira endemia. O livro Bandidos é a bibliografia básica, o ponto de partida para aqueles que se interessam por conhecer esse fenômeno a partir de um ponto de vista mais complexo que o nosso senso comum costuma estabelecer.
O livro ficou esgotado por alguns anos, sendo relançado em 2011. Na época, recebeu ótimo retorno da imprensa, que destacou, sobretudo, a originalidade da obra.
Hobsbawm destrincha o comportamento e a trajetória de personalidades como Robin Hood e Lampião.
Hobsbawm é britânico e considerado um dos maiores historiadores do século XX. É autor da trilogia A Era das Revoluções, A Era dos Impérios e A Era do Capital, que figura entre as obras mais vendidas da Paz & Terra.

História

Edições (2)

ver mais
Bandidos
Bandidos

Similares

(15) ver mais
Luiz Carlos Prestes
Cangaços
A Idade Média e o dinheiro
Tempos Fraturados

Resenhas para Bandidos (3)

ver mais
Brilhante!
on 8/11/16


Em Bandidos, Hobsbawm traçará um paralelo entre o banditismo comum e o chamado banditismo “social”, além de definir em que consiste essa forma de banditismo, esclarecerá como eram as relações de poder entre o Estado, os bandidos e o campesinato. Valendo-se do método de pesquisa histórica que abrange um período do séc. XV ao início do século XX, e vários locais do mundo. O autor ensina, de maneira fácil e resoluta, quais as condições propícias para o surgimento do banditismo social, b... leia mais

Estatísticas

Desejam53
Trocam1
Avaliações 4.1 / 44
5
ranking 39
39%
4
ranking 43
43%
3
ranking 16
16%
2
ranking 0
0%
1
ranking 2
2%

62%

38%

Coruja
cadastrou em:
19/05/2015 12:48:51