Brasil-Estados Unidos: A rivalidade emergente (1950-1988)

Brasil-Estados Unidos: A rivalidade emergente (1950-1988) Moniz Bandeira


Compartilhe


Brasil-Estados Unidos: A rivalidade emergente (1950-1988)





A obra de referência Brasil – Estados Unidos: a rivalidade emergente (1950-1988) ganha edição revista e ampliada pelo professor Luiz Alberto Moniz Bandeira. O estudo revela que a “tradicional amizade” entre os dois países sempre constituiu um estereótipo ideológico manipulado com o objetivo de influenciar a política exterior do Brasil.
Baseado em ampla documentação, Moniz Bandeira mostra como o relacionamento entre as duas potências das Américas nem sempre foi suave e tranquilo. No século XIX, o Brasil suspendeu três vezes (1827, 1847 e 1869) as relações diplomáticas com os Estados Unidos, e não aceitou, passivamente, sua hegemonia, ainda que, até a primeira metade do século XX, dependesse das exportações para o gigante norte-americano.

Geografia / História

Edições (1)

ver mais
Brasil-Estados Unidos: A rivalidade emergente (1950-1988)

Similares

(4) ver mais
O milagre alemão e o desenvolvimento do Brasil
Lenin
O Ano Vermelho
Brasil-Estados Unidos: desencontros e afinidades

Estatísticas

Desejam5
Trocam
Informações não disponíveis
Avaliações 3.9 / 4
5
ranking 50
50%
4
ranking 0
0%
3
ranking 50
50%
2
ranking 0
0%
1
ranking 0
0%

68%

32%

Leninha
cadastrou em:
07/01/2012 20:55:25
Jim
editou em:
16/01/2020 14:54:57