GOG

GOG Papini


Compartilhe


GOG


Um Clássico Moderno




Gog / Giovanni Papini ; tradução de Marina Colasanti.
Literatura italiana: Contos / Crônicas: Filosóficos. Satíricos. Literatura e Arte. Literatura Estrangeira.

|...| "Una década antes del estallido de la II Guerra Mundial, Giovanni Papini publicó su obra más polémica y universal, Gog, con la que consiguió su primer best seller internacional. Traducida rápidamente a los principales idiomas del planeta, en esta novela extraña y original narra las peripecias de un excéntrico millonario de origen norteamericano, Goggins, que ha abreviado su nombre a tres letras para hacerlo coincidir con el de uno de los personajes del Apocalipsis, Gog, rey de Magog. A lo largo de setenta capítulos, este demonio del capitalismo, un ser primitivo, cínico y cruel, tan egoísta que sólo vive para obtener su propia felicidad, indaga sobre las causas que han hecho del mundo un lugar «cada vez más espantoso y peligroso». A golpe de talonario, Gog logra entrevistarse con los personajes más relevante de su época (Gandhi, Lenin, H. G. Wells, Edison, Freud, Einstein, Ramón Gómez de la Serna…) en busca de respuestas a los males de una sociedad enferma y enloquecida, empeñada en su autodestrucción. El resultado ofrece un Universo donde la imaginación, el sentido del humor y la sátira denuncian una realidad antipática con espíritu provocador".
====
http://www.giovannipapini.it/Gianfalco/PapiniInSpagnolo.htm

Artes / Aventura / Comunicação / Contos / Crônicas / Distopia / Ficção / Filosofia / História / Humor, Comédia / Jovem adulto / Literatura Estrangeira / Política / Psicologia / Sociologia / Suspense e Mistério / Entretenimento

Edições (4)

ver mais
Gog
Gog
GOG
Gog

Similares

(24) ver mais
Azazel
O Livro Negro
Don Camilo e seu Rebanho
Don Camilo e o seu Pequeno mundo

Resenhas para GOG (2)

ver mais
on 16/3/16


Estou maravilhada como um homem como Giovanni Papini não se entregou à ideia absurda de não ter ideia, e de viver receoso sobre o pensamento de gente conformada com a mesmice. Ele foi o maior escritor italiano do século passado. Uma coisa ‘indispensável’ é saber que ele tem cara de cientista maluco. Era um cético até de si, mas pelo curso natural das coisas - quando a morte não as interrompem - ele virou um cristão fervoroso. (Amém!) Me sinto em uma gangorra, indo e vindo, entre a bi... leia mais

Estatísticas

Desejam11
Trocam1
Avaliações 4.4 / 38
5
ranking 66
66%
4
ranking 16
16%
3
ranking 18
18%
2
ranking 0
0%
1
ranking 0
0%

56%

44%

orffeus
cadastrou em:
29/07/2017 20:35:10
orffeus
editou em:
29/07/2017 20:37:53

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com a Política de Privacidade. ACEITAR