Quinquilharias e recordações

Quinquilharias e recordações Anna Bikont...


Compartilhe


Quinquilharias e recordações


Biografia de Wisława Szymborska




«Fazer confidências publicamente é uma perda da própria alma. É preciso guardar algo para si mesmo», disse Wisława Szymborska. E disse também: «Esforço-me para não pensar em mim e isso não é fazer fita ou charme para o leitor – realmente não estou no centro dos meus próprios interesses». Escrutar a vida de quem tanto detestava expor-se publicamente e fez da discrição uma marca pode parecer uma intromissão indevida. Ou pior: uma traição. Anna Bikont e Joanna Szczęsna – duas das maiores exponentes do jornalismo cultural polonês – conseguem magistralmente em Quinquilharias e recordações contornar esse obstáculo. Trata-se de uma biografia ( cujo título é retirado do verso «Passe ao largo de cães, gatos e pássaros, de quinquilharias e recordações, amigos e sonhos», do poema «Escrevendo o currículo») não apenas rigorosa e ricamente documentada, fruto de profunda pesquisa e longas conversas com a própria Szymborska e com aqueles que com ela conviveram, mas sobretudo de uma biografia discreta. Já que não é a voz das autoras as que ressoam a cada página, mas aquela, irresistivelmente irônica, de uma mulher que, como disse o poeta polonês Adam Zagajewski parecia ter saído de um dos salões parisienses do século xviii. E com essa voz percorremos seu ambiente familiar, suas leituras, as brincadeiras e os medos da infância, sua vida no ambiente literário de Cracóvia, a adesão juvenil ao ideário comunista e sua rápida desilusão, o distanciamento e posterior simpatia pelo Solidarność nos anos 1980 e o divisor de águas que foi o Nobel. Mas que também descobrimos a Szymborska que amava bibelôs kitsch, engenhocas curiosas, limeriques – e dificilmente resistimos à tentação de decorar suas maravilhosas anedotas. E cuidadosamente protegidas por trás desse véu de ligeireza jocosa e de sua impenetrável discrição, que divisamos sua seriedade e profundidade: «Sei como ajeitar o meu semblante para ninguém ver a tristeza constante», revela Szymborska em um poema de 1954.

Biografia, Autobiografia, Memórias

Edições (1)

ver mais
Quinquilharias e recordações

Similares


Resenhas para Quinquilharias e recordações (2)

ver mais
Uma grande autora
on 16/4/21


Juntamente com Agatha Christie, Wisława Szymborska ocupa o meu pódio de autoras favoritas. Eu a admiro muito enquanto poeta, mas também como pessoa. Ela tinha um carisma inigualável, um senso de humor perfeito, escrevia com a alma, olhava para a vida de uma forma diferente e muito interessante. Assim como os poemas dela, essa biografia me proporcionou uma experiência única: pude estar quase que ao lado de Szymborska. Quando o livro terminou, foi como se eu tivesse ido embora da c... leia mais

Vídeos Quinquilharias e recordações (1)

ver mais
Quinquilharias e recordações ?? | A biografia da minha autora favorita

Quinquilharias e recordações ?? | A biografia


Estatísticas

Desejam18
Trocam
Informações não disponíveis
Avaliações 3.9 / 6
5
ranking 33
33%
4
ranking 50
50%
3
ranking 0
0%
2
ranking 17
17%
1
ranking 0
0%

28%

72%

andre
cadastrou em:
05/06/2020 19:05:18
Lua
editou em:
10/08/2020 18:08:18

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com a Política de Privacidade. ACEITAR