A Cozinheira de Castamar

A Cozinheira de Castamar Fernando J. Múñez


Compartilhe


A Cozinheira de Castamar





OS SABORES DO AMOR NÃO CONHECEM BARREIRAS.
Espanha, 1720

Clara Belmonte é uma jovem de uma família abastada que, após a morte do patriarca, um dos mais prestigiados médicos de Madrid, se vê cair na mais completa pobreza.
Apesar da educação primorosa que recebeu, Clara precisa de uma forma de sustento e acaba por se candidatar a um trabalho nas cozinhas do palácio ducal de Castamar, que conquista graças ao talento para a culinária que herdou da mãe.
Clara não é bem recebida nos primeiros tempos. A sua eloquência, bem como o rigor na limpeza das cozinhas e a ousadia no requinte dos pratos, depressa a elevam na atenção dos habitantes da casa e no ciúme dos colegas de trabalho.
Mas é Dom Diego, o duque de Castamar, quem Clara mais impressiona. Arrancando-o à apatia absurda em que vive desde o estranho falecimento da mulher, a jovem cozinheira fá-lo derrubar todas as barreiras, despertando-lhe o palato, o intelecto e, por fim, o coração.

Literatura Estrangeira

Edições (1)

ver mais
A Cozinheira de Castamar

Similares


Resenhas para A Cozinheira de Castamar (8)

ver mais
on 24/7/21


Tenho nem cabeça para escrever uma resenha que se preze. Cada um dos personagens, desde os protagonista aos antagonistas, TODOS tão bem desenvolvidos e cativantes em apenas 616. Amélia, Gabriel, Alfredo, Enrique, Úrsula, Fernando, Halberdo, e olha que possuem muito mais, fora também Clara e Diego... Cada um com sua história, seus problemas, tempestades internas e segredos. O meu 4/5 unicamente vai pelo meu favoritismo com o Gabriel, Amélia e Alfredo e como passei um mal bocado de sof... leia mais

Estatísticas

Desejam12
Trocam
Informações não disponíveis
Avaliações 4.3 / 28
5
ranking 50
50%
4
ranking 39
39%
3
ranking 11
11%
2
ranking 0
0%
1
ranking 0
0%

5%

95%

Thalita
cadastrou em:
22/06/2020 08:13:04

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com a Política de Privacidade. ACEITAR