A Partilha do Sensível

A Partilha do Sensível Jacques Rancière


Compartilhe


A Partilha do Sensível


Estética e Política




De forma breve e sucinta, Rancière explicita conceitos-chave de seu pensamento, como o vínculo indissolúvel entre arte e política, que se baseia no modo como as operações do fazer são partilhadas pelos membros de uma comunidade. Uma excelente introdução à obra de um dos maiores filósofos da atualidade.

Não-ficção

Edições (1)

ver mais
A Partilha do Sensível

Similares

(26) ver mais
O Ódio à Democracia
O Espectador Emancipado
Técnicas do observador
Os Nomes da História

Resenhas para A Partilha do Sensível (3)

ver mais
on 1/12/12


Em A partilha do sensível: estética e política (2005), o filósofo francês Jacques Ranciére questionou não só o conceito de pós-modernidade, como também o de modernidade. Nos moldes atuais, a noção de modernidade acaba servindo de palco para as generalizações mais absurdas possíveis. O recorte temporal que se convencionou nomear de modernidade, ao arrastar para seu turbilhão processos históricos de longa duração e eventos complexos, desde a sanguinária e explosiva Revolução Francesa at... leia mais

Estatísticas

Desejam36
Trocam1
Avaliações 4.0 / 86
5
ranking 34
34%
4
ranking 41
41%
3
ranking 20
20%
2
ranking 5
5%
1
ranking 1
1%

44%

56%

Bruno
cadastrou em:
18/02/2010 10:41:31
S.
editou em:
16/08/2015 00:22:49